As Midias Sociais e a Intimidade Inventada | Noah Mera | Digestivo Cultural

busca | avançada
82722 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Clube do Conto outubro - Sesc Carmo - literatura infantojuvenil
>>> Projeto seleciona as melhores imagens de natureza produzida por fotógrafos de Norte a Sul do país
>>> Infantil com a Companhia de Danças de Diadema tem sessão presencial em Ilhabela e Caraguatatuba
>>> Teatro do Incêndio realiza roda de conversa na Rua 13 de Maio sobre carnaval e identidade do Bixiga
>>> Mauro Mendes Dias lança Entre Baratas e Rinocerontes no encerramento da Semana da Estupidez
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Escrevo deus com letra minúscula
>>> O Anvil e o amor à música
>>> Devendra Banhart
>>> Reflexões praianas
>>> 2006 e os meus CDs
>>> Executivos
>>> Gripe Suína por Nani
>>> O filme é uma merda, mas o diretor é genial
>>> Christiane F., 13 anos, drogada, prostituída...
>>> O que é ser jornalista?
Mais Recentes
>>> O Romantismo - Coleção Stylus/ST. 03 de J. Guinsburg (Organização) pela Perspectiva (2013)
>>> Os Cangaceiros de Carlos D. Fernandes pela Fundação Ernani Sátyro (1997)
>>> Lampião As Mulheres E O Cangaço de Antonio A.C. Araujo pela Traço (2012)
>>> Lampião Contra o Mata Sete de Archimedes Marques pela Info Graphiqs (2012)
>>> Lampião e Zé Saturnino16 Anos de Luta de José Alves Sobrinho pela Bagaço (2006)
>>> Assim Morreu Lampião de Antonio Amaury Correa de Araujo pela Traço (2013)
>>> Geografia do Cangaço: Nomenclatura de Paulo Medeiros Gastão pela Sebo Vermelho (2016)
>>> Lampião o Rei dos Cangaceiros de Billy James Chandler pela Paz e Terra (1980)
>>> Medo de Voar de Erica Jong pela Nova Cultural (1986)
>>> Pecadores de Jackie Collins pela Nova Cultural (1986)
>>> Cérebro de Robin Cook pela Abril Cultural (1985)
>>> Os Insaciáveis de Harold Robbins pela Rio Gráfica (1985)
>>> Sempre um Colegial de John Le Carré pela Rio Gráfica (1985)
>>> O Cemitério de Stephen King pela Rio Gráfica (1986)
>>> Lembranças de Um Dia de Verão de Irwin Shaw pela Nova Cultural (1986)
>>> Amante Indócil de Janet Dailey pela Nova Cultural (1986)
>>> Máquinas Mortais de Philip Reeve pela Harper Collins (2018)
>>> O Chalé de Moorland de Elizabeth Gaskell pela Pedrazul (2019)
>>> Maria Madalena de Margaret George pela Geracao Editorial (2002)
>>> Stonehenge de Bernand Cornell pela Record (2008)
>>> Aves De Rapina de wILLBUR sMITH pela Record (2005)
>>> Cruzada: No Reino do Paraíso de H.Rider Haggard pela Geracao Editorial (2005)
>>> A Missao - A pergunta e a Resposta - Livro 2 de Patrick Ness pela PandorgA (2012)
>>> Traição em Veneza de Steve Berry pela Record (2010)
>>> Autografado - Noite Americana Doris Day By Night de Ronaldo Werneck pela Ibis Libris (2006)
COLUNAS

Quarta-feira, 11/5/2011
As Midias Sociais e a Intimidade Inventada
Noah Mera

+ de 10000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Um dos fenômenos que mais preocupa sociedade em relação à internet é a absoluta falta de privacidade reinante nos domínios das terras sem lei do mundo virtual. A cada crime cometido por freqüentadores de sites de relacionamento ou alimentado por informações de redes sociais, ou mesmo a cada escândalo provocado pela indiscrição adolescente no mundo virtual, voltam à baila as discussões sobre nossa exposição na internet.

A literatura de ficção cientifica sempre preconizou um ciberespaço como simulação da realidade ou do próprio "espaço". A vantagem do ciberespaço está justamente no poder de anular o espaço físico.

Antes de abduzir a mente do usuário me parece mais correto afirmar que a internet tem uma tendência em abduzir nossas vidas para dentro das cada vez mais onipresentes mídias sociais. Geolocalização, fotos, mural de comentários, sites que mapeiam e compartilham seu gosto em música, filmes, séries, comida... quase sempre acessados através de um mesmo avatar. Alguém mais alarmista diria que a vida tornou-se uma app do Facebook.

A Intimidade Inventada
Apesar deste quadro que parece realmente preocupante, não creio que a velha metáfora de 1984, onde somos todos colocados ao mesmo tempo como "cidadãos" e "Big Brothers", seja válida. Se sim, nossa cultura nos desperta uma característica cada vez mais voyeurista (um caminho que se inicia na cultura da celebridade, antes da internet) também é claro que sabemos estar sendo vigiados e que nossas atualizações têm seu público. E é nesta palavra que parece residir a chave para entender as novas formas de sociabilização que surgem da cultura das mídias sociais.

Neal Gabler identifica no livro Vida: O Filme (lançado em 1999 ― alguns anos antes da explosão das redes sociais) um movimento que se desdobra da sociedade do espetáculo dos situacionistas. Para Gabler o consumo de imagens do situacionismo chegou a um ponto em que o público geral passou a "comprar" e representar pedaços de suas próprias vidas, como se houvesse uma camada de ficção sobreposta à vida real. É o componente emocional do valor agregado de marketing levado às últimas conseqüências.

O livro ainda discorre sobre como a cultura da celebridade, com suas revistas de fofoca e programas sensacionalistas gerou uma espécie de entretenimento que o autor chama de "lifies" ― os filmes-vida ― e é exatamente um filme-vida que todos tentamos representar ao assumir posturas, repetir bordões e consumir sob influência das significações incorporadas aos produtos.

O que são as mídias sociais senão o veículo perfeito para a veiculação dos filmes-vida? Veja que a privacidade diz respeito à vida intima e depende da disposição em compartilhar estas informações assim, e basta observar nossas timelines para comprovar esta afirmação: ficcionalizamos a realidade e como a infelicidade é proibitiva nas redes sociais, divulgamos apenas os melhores momentos das nossas vidas. Uma intimidade selecionada que pode, sim, ser aberta a um grupo maior, público de amigos voyeurs/consumidores/espectadores de nossos mínimos espetáculos...


Noah Mera
Curitiba, 11/5/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A ostra, o Algarve e o vento de Elisa Andrade Buzzo
02. Pobre rua do Vale Formoso de Elisa Andrade Buzzo
03. Sobreviver à quarentena de Luís Fernando Amâncio
04. Ourivesaria fantasista: Saramago nas alturas de Renato Alessandro dos Santos
05. Confissões pandêmicas de Julio Daio Borges


Mais Noah Mera
Mais Acessadas de Noah Mera em 2011
01. Querem acabar com as livrarias - 17/1/2011
02. As Midias Sociais e a Intimidade Inventada - 11/5/2011
03. Anos 90, lado B - 15/6/2011
04. Informação, Redes Sociais e a Revolução - 9/3/2011
05. Walking Dead - O caminho dos mortos na cultura pop - 5/10/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
11/5/2011
10h39min
Claro que as famosas redes sociais alimentam e divertem nosso ego e nosso desejo, quase que silencioso, de também estar sendo visto e admirado e "curtido" por fãs, seguidores, ou amiguinhos virtuais espalhados nesta gigantesca onda de superficialidade. Salvo aqueles que ainda postam em suas redes e perfis algo de valor e que nos põem a pensar! Mas nada como uma distração inofensiva depois da rotina do dia-a-dia. Bacana seu texto, parabéns!
[Leia outros Comentários de Daniella Caruso]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Minha sombra
Sérgio Capparelli
L&Pm
(2001)



Dois Gigantes do Espiritismo
Orson Peter Carrara
Solidum
(2012)



O Tatuador de Auschwitz
Heather Morris
Planeta
(2019)
+ frete grátis



Dinastia Filipina (1581 - 1640) - uma cronologia
Fernando de Castro Brandão
Europress
(2012)



Diga Não À Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes ...
Maria Conceição O. Costa (coord.)
Do Autor
(2012)



The Beatles Complete-Piano Vocal - Easy Organ
Ray Connolly (org.)
Wise Publications /
(1976)



Outrarias
Paulo Ludmer
Massao Ohno
(1998)



Curso e Concurso - Direito Constitucional Volume 1
Barruffini Jose Carlos Tosetti
Saraiva
(2005)



O gênio nacional da historia do brasil
Roberto Sisson
Unidade
(1966)



Sherlock Holmes - o Vale do Terror
Sir Arthur Conan Doyle
Melhoramentos
(2006)





busca | avançada
82722 visitas/dia
1,8 milhão/mês