Walking Dead - O caminho dos mortos na cultura pop | Noah Mera | Digestivo Cultural

busca | avançada
53064 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Música: Fabiana Cozza se apresenta no Sesc Santo André com repertório que homenageia Dona Ivone Lara
>>> Nos 30 anos, Taanteatro faz reflexão com solos teatro-coreográficos
>>> ‘Salão Paulista de Arte Naïf’ será aberto neste sábado, dia 27, no Museu de Socorro
>>> Festival +DH: Debates, cinema e música para abordar os Direitos Humanos
>>> Iecine abre inscrições para a oficina Coprodução Internacional para Cinema
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
>>> Fly Maria: espaço multicultural em Campinas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Agosto, mês augusto
>>> Silêncio e grito
>>> Affirmative action
>>> Cozinhando com mamãe
>>> Conheça Carácolis (parte 1)
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> Mob Flash
>>> A Geração Paissandu
>>> História de um papagaio de papel
>>> Saleté S.A.
Mais Recentes
>>> Borderliners de Peter Hoeg pela Harvill Secker (1996)
>>> O Calcanhar da Memória de Luís Pimentel pela Bertrand Brasil (2004)
>>> Luluzinha Teen e Sua Turma N° 18 - o Rapto da Guitarra de N/d pela Pixel (2010)
>>> Biologia Volume 2 - Funções Vitais, Embriologia, Genética de José Luís Soares pela Scipione
>>> The Original Rogets International Thesaurus de Robert L. Chapman (edit.) pela Harper Collins (1992)
>>> A Interpretação do Antigo Testamento de Rolf P Knierim pela Editeo
>>> O Reino de Deus de George V. Pixley pela Edições Paulinas (1986)
>>> Godplayer de Robin Cook pela Signet (1984)
>>> Biologia Hoje - Volume 2 - Seres Vivos de Sérgio Linhares e Fernando Gewandsznajder pela Ática
>>> Besog Fra Brasilien de Eça de Queiroz pela Aschehoug
>>> Vida Otimista de Ômar Souki pela Souki House (2004)
>>> Um Amor Imortal de Gordon Glasco pela Record (1983)
>>> Vagabond - N° 23 de Takehiko Inoue pela Conrad
>>> A Busca de Roberto Ferreira Santos pela Livre Expressão (2014)
>>> Lord Jim de Joseph Conrad pela Abril Cultural (1980)
>>> Otherwise - Engaged de Suzanne Finnamore pela Alfred A. Knopf (1999)
>>> Descobrindo a Alegria de Viver de Salle Merrill Redfield pela Sextante (2000)
>>> Manual Prático de Desenvolvimento da Memória de Charles Lucien de Liévre pela Madras (2001)
>>> Tarot Tavaglione : the Stairs of Gold Tarot de Giorgio M. S. Tavaglione pela N/d (1997)
>>> Estrela do Perigo de Marion Zimmer Bradley pela Imago
>>> A Garota do Calendário: Julho de Audrey Carlan pela Verus (2016)
>>> Vôo Cego de Júlio Emílio Braz pela Zeus (2003)
>>> Minha 1ª Biblioteca - Larousse Animais 2 de Adriana de Oliveira Silva pela Larousse (2007)
>>> The Kitchen Gods Wife de Amy Tan pela Harper Collins (1989)
>>> Plantas e Flores Guia Completo para a Jardinagem Dentro e Fora de Casa de N/d pela Abril Cultural (1977)
COLUNAS >>> Especial Séries de TV

Quarta-feira, 5/10/2011
Walking Dead - O caminho dos mortos na cultura pop
Noah Mera

+ de 5000 Acessos

Os zumbis são um caso interessante de mitologia formada a partir da cultura de massa através da apropriação de um obscuro mito caribenho. Algo semelhante ao que se ensaiou com os vampiros adolescentes de Crepúsculo ao apropriar-se de um mito e reinventá-lo (a maior aceitação dos zumbis talvez se deva ao fato dos vampiros serem criaturas mais cristalizadas no inconsciente coletivo). No mito original o zumbi é alguém enfeitiçado por um feiticeiro (bokor) que morre e retorna como um escravo sem vontade ou pensamentos. Já no filme de George Romero A noite dos mortos-vivos de 1968 o tom dos mortos vivos assume uma faceta do terror cientifico em voga naqueles tempos, os zumbis seriam mortos reanimados pela radiação de um satélite que teria retornado do planeta Vênus. O filme acompanha um grupo de pessoas que se abrigam em uma casa rural durante a crise e é repleto de critica social com destaque para o destino do protagonista, negro, líder e único sobrevivente do grupo original que morre de maneira estúpida remetendo a Martin Luther King e Malcom X.

Nos filmes seguintes o cineasta mantém o tom critico mas apontando em diferentes aspectos do capitalismo e da sociedade. Com os filmes de Romero os Zumbis ganharam outras características marcantes que talvez expliquem sua popularidade e apelo. Os zumbis de Romero são criaturas trôpegas, com nada mais que o instinto básico da fome e a tendência em formar grandes agrupamentos, de onde vem sua força em conseguir a carne dos vivos, subjugando as vitimas em número. Como é de se esperar tudo isso formam filmes tensos e claustrofóbicos de onde emerge o terror em meio a critica social.

Desde o primeiro filme estas características do zumbi popular se mantém quase inalteradas. Com a evolução do conhecimento e desmistificação da radioatividade os zumbis tornaram-se fruto de infecções virais e recentemente a modalidade dos zumbis rápidos foi acrescentada a filmografia do gênero (estes filmes costumam apostar mais na ação em detrimento da critica social - que sempre parece estar presente de uma maneira ou de outra). O número de produtos derivados da zumbimania também aumentou gerando uma grande gama de livros como Guerra Mundial Z, Orgulho e Preconceito e Zumbis (que acabou gerando a curta tendência dos Mashups Literários).

A popularidade do tema é tanta que o CDC (Centers for Disease Control and Prevention - Centros para controle e Prevenção Doenças), uma agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos do governo dos Estados Unidos que trabalha na promoção da saúde através da informação, prevenção de doenças e outras ferramentas lançou recentemente uma campanha chamada Preparedness 101: Zombie Apocalypse. A idéia é - "Se você está preparado para um apocalipse Zumbi, você está preparado para tudo." - uma maneira bem humorada de divulgar ações para o caso de uma catástrofe natural.

Mas até agora os mortos-vivos pareciam o veiculo perfeito para histórias curtas de tom social ou ação desenfreada e parecia não haver interesse ou possibilidade de sustentação de histórias maiores, contínuas. Até aparecer a série em quadrinhos de Robert Kirkman Os Mortos-Vivos.

A série é centrada no policial Rick Grimes, que acorda depois de um coma e se vê em meio ao Apocalipse Zumbi. Uma de suas primeiras atitudes é buscar seu uniforme de policial, uma forma encontrada pela personagem de mostrar ser um mantenedor da ordem e inspirar outros sobreviventes a manutenção da mesma em meio ao caos - e aqui a série já começa a distanciar-se ideologicamente dos filmes de Romero. Rick posteriormente encontra sua família e com ela e outros sobreviventes se estabelece em terreno seguro e próximo dos restos da civilização, da onde os sobreviventes extraem provisões (mas aqui caçam também, diferente do comportamento padrão de outros filmes onde os frutos de uma sociedade que produz muito mais do que consegue consumir parecem ter o poder de alimentar os humanos restantes indefinidademente). É da tensão entre o grupo de sobreviventes, seus dramas familiares e recordações que a série se apóia, alternando com momentos de brutalidade se faz necessária para assegurar a sobrevivência da comunidade.

O quadrinho é tão interessante que serviu de base para uma bem sucedida série de TV, capitaneada pelo competente Frank Darabont, que consegue recriar os personagens e situações de maneira interessante (com um pouco menos de violência, claro). A primeira temporada tem seis episódios de uma hora e acrescenta como objetivo das personagens chegar ao CDC em busca de uma cura ou abrigo do governo, esperança que se frustra no final da temporada em um episódio fraco, anti-climático - talvez o pior de toda a série, mas que bem sucedido em criar expectativa para a próxima temporada (que será de 13 episódios), em como os personagens irão lidar com sua última esperança frustrada.


Noah Mera
Curitiba, 5/10/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Rememórias e túmulos multimídia de Carla Ceres
02. Nós estamos de olho em você! de Adriana Baggio


Mais Noah Mera
Mais Acessadas de Noah Mera em 2011
01. Querem acabar com as livrarias - 17/1/2011
02. As Midias Sociais e a Intimidade Inventada - 11/5/2011
03. Anos 90, lado B - 15/6/2011
04. Informação, Redes Sociais e a Revolução - 9/3/2011
05. Walking Dead - O caminho dos mortos na cultura pop - 5/10/2011


Mais Especial Séries de TV
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Manual Prático para Elaboração de Monografias
Ana Cristina da Faria
Usjt
(2005)



A Força do Um
André Trigueiro
Infinda
(2019)



Ansiedade Sob Controle
Lourdes Possatto
Lúmen
(2006)



Problemas Agrário-camponeses do Brasil
M. Vinhas
Civilização Brasileira
(1968)



O Peido que a nêga deu
José Costa Leite
Não informado



Guia Sesc Brasil 2004
Sesc
Sesc
(2004)



Conecte História - Volume 2 - Caderno de Estudos
Ronaldo Vainfas e Outros.
Saraiva
(2018)



Migrações: da Perda da Terra à Exclusão Social
Ana Valim
Atual
(1996)



Movimentos Culturais de Juventude
Antonio Carlos Brandão
Moderna
(1991)



Produção Científica, Técnica e Artística
Puc
Puc
(1998)





busca | avançada
53064 visitas/dia
2,2 milhões/mês