'Linha de montagem', um filme a ser 'revisto' | Humberto Pereira da Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
44867 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 7/11/2012
'Linha de montagem', um filme a ser 'revisto'
Humberto Pereira da Silva

+ de 2700 Acessos

A Cinemateca Brasileira promoveu, em parceria com o NEAMP (Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política da PUC-SP), importante ciclo de filmes e debates, entre os dias 03 e 08 de outubro, sobre a representação cinematográfica da política e suas lideranças. Na programação, documentários essenciais com personagens políticos capitais de nossa história recente: "Getulio Vargas", (1974), de Ana Carolina, "Os anos JK: uma trajetória política" (1980), de Silvio Tendler, "Linha de montagem" (1981), de Renato Tapajós, "Jango", (1984), de Silvio Tendler, "Céu aberto" (1985), de João Batista de Andrade, "O Velho, a história de Luiz Carlos Prestes" (1997), de Toni Venturi, "Entreatos" (2004), de João Moreira Salles.

Um destaque inicial para o fato de que o documentário tem sido recentemente um dos meios mais utilizados no cinema brasileiro para exibir aspectos de nossa história política e cultural. O movimento tropicalista tem propiciado uma leva de filmes que elucidam e refletem a agitação cultural no final dos 60. O mais recente rebento documental dessa leva é "Tropicália", de Marcelo Machado, premiado no Festival de Gramado deste ano, teve ampla repercussão de crítica. Vale destacar, ainda, que se hoje a força do documental está centrada na cultura ("Marighella", de Isa Grinspum Ferraz, não teve mais que oito mil espectadores), ou nos artistas representativos da cena cultural, no início da década de 1980 essa primazia coube aos atores políticos. Nos anos finais da ditadura, JK e Jango renderam ao cineasta Silvio Tendler filmes que geraram e geram debates tanto quanto merecem ser vistos e revistos.

O ciclo de personagens políticos documentados no início dos 80 seria completo se não faltasse "Janio a 24 Quadros" (1981), de Luis Alberto Pereira. Eleito melhor filme da Mostra de Cinema de São Paulo em 1981, forma com os filmes de Tendler a tríade que, naquele momento, agitou as discussões sobre os três presidentes que governaram o Brasil antes do Golpe de 64. Ao lado de JK e Jango, Janio também é um filme que merece ser visto e revisto (é ingenuidade argumentar que Janio não foi uma liderança política...). Mas, se faltou o filme de Luis Alberto Pereira, o ciclo contemplou o importante "Linha de montagem", de Renato Tapajós, que trata das greves operárias de 1979 e 1980 em São Bernardo do Campo, portanto, tem como figura central o líder sindical Luiz Inácio da Silva.

Ver, ou rever, o documentário de Tapajós torna-se tão mais oportuno quanto mais se tem ao lado "Entreatos", de Moreira Salles, justamente sobre a campanha do candidato, então Luiz Inácio Lula da Silva, à presidência do Brasil em 2002. Ambos feitos no calor dos acontecimentos, com distanciamento nos dão ideia dos rumos que a política brasileira tomou desde os anos finais da ditadura. Num ciclo sobre lideranças políticas e cinema, recortar esses dois momentos nos propicia pensar não só sobre a atual eleição para a Prefeitura de São Paulo, mas principalmente, sobre a eleição presidencial de 2014.

O filme de Tapajós, nesse sentido, além da força inequívoca do retrato de época, se oferece como o mais acabado documento visual para se perceber as transformações sociais e políticas pelas quais o país passaria e que dariam o sentido das articulações de poder que finalmente levaram Lula à presidência da República em 2002. Mais do que mostrar a ascensão do líder sindical, e das condições e reivindicações trabalhistas da época, "Linha de montagem" traça subliminarmente o perfil político de Lula, um perfil cujos traços mais característicos estão prefigurados nas imagens captadas por Tapajós.

A força das reivindicações trabalhistas reside na organização e unidade dos trabalhadores. Trata-se, portanto, de um movimento vertical de baixo para cima. Sem a base de sustentação dada pela massa de trabalhadores, num momento em que a ditadura ainda era ativa, as greves teriam sido dispersadas e seus lideres devidamente calados. Mas, ao mesmo tempo em que se deve considerar o força vinda das bases, o que efetivamente impulsiona o movimento é a figura catalisadora e carismática de Lula.

O que se tem, então - sem que obviamente Tapajós tivesse a dimensão -, é o modo como a figura do líder se impõe nas esferas de poder. Vale dizer: a incrível intuição política de Lula para dialogar com a massa e negociar com as estruturas de poder. Nos termos do "Príncipe", de Maquiavel, os movimentos de Lula eram - e hoje se tem isso como evidente - orientados pela capacidade de jogar com a virtu e a fortuna. Por isso, por conta dessa capacidade de jogar com as circunstâncias favoráveis, ele se manteve e se mantém na seara política.

"Linha de montagem" modela um personagem cujo destino está traçado nos gestos, na força expressiva do momento e das circunstâncias. Ainda que Lula não tivesse consciência disso, com a ditadura em seus estertores, dissensões políticas dos segmentos tradicionais, emergência de novas forças sociais, a inevitabilidade do vazio de poder, a ser ocupado por atores políticos germinados naquelas circunstâncias históricas. O grande mérito de "Linha de montagem", com isso, é o de flagrar, nas entrelinhas, os condicionantes que fizeram de Lula a grande referência política no Brasil nos anos que se seguiram. Trata-se, por isso, de um filme fundamental para se entender tanto o teatro - ou a encenação política -, quanto a simbologia que gesta um momento e dita os rumos da história.

É nesse sentido que creio ser oportuno e conveniente ver, ou rever, "Linha de montagem". Os críticos de cinema, não raro, falam de filmes datados, filmes que com o tempo perdem força expressiva e se mantém como arqueologia de um período. Dos filmes do ciclo, sinto que, talvez, "O Velho", de Venturi, seja um tanto datado, na medida em que fica preso a um passado com verniz nostálgico. O Luiz Carlos Prestes de Venturi parece congelado no tempo. O mesmo não se pode dizer dos filmes de Tendler, tampouco do de Tapajós. Com esses filmes, em especial o "Linha de montagem", uma compreensão necessária do Brasil dos dias atuais.

Para completar, deve-se chamar a atenção para o grave problema de distribuição de filmes no Brasil. Mesmo se tratando de um documentário de valor histórico inconteste sobre um personagem dominante na atual cena política, "Linha de montagem" está em catálogo porque Renato Tapajós, o próprio diretor, é responsável por sua distribuição. Ou seja, não é um filme facilmente acessível. Isso revela um tanto das mazelas a que está submetida nossa produção cinematográfica. Mas revela igualmente que há um alerta que precisa ser apontado: louvemos a iniciativa da Cinemateca e do NEAMP; não nos esqueçamos, contudo, que iniciativas assim são esparsas, precisam, pois, ser estimuladas e continuadas; do contrário, filme como "Linha de montagem" continuará a ser visto por poucos e, com isso, quando se vê Lula hoje, uma compreensão torta do que ele efetivamente representa.


Humberto Pereira da Silva
São Paulo, 7/11/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Buenos Aires: guia de viagem de Gian Danton
02. O projeto da Amauta de Marcelo Barbão
03. Espaço Novo, Vida Nova! de Rennata Airoldi
04. O elogio do Silêncio ou duas ou mais antipolêmicas de Paulo Polzonoff Jr


Mais Humberto Pereira da Silva
Mais Acessadas de Humberto Pereira da Silva em 2012
01. Cézanne: o mito do artista incompreendido - 26/9/2012
02. 'O sal da terra': um filme à margem - 27/6/2012
03. Herzog, Glauber e 'Cobra Verde' - 18/4/2012
04. Paulo César Saraceni (1933-2012) - 25/4/2012
05. A Nouvelle Vague e Godard - 15/2/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




COMPLEXO DE CINDERELA
COLETTE DOWLING
MELHORAMENTOS
(1986)
R$ 4,50



HISTÓRIA DO IMPÉRIO A ELABORAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA TOMO 2
TOBIAS MONTEIRO
ITATIAIA
(1981)
R$ 23,00



PEQUENAS COISAS QUE FAZEM UM HOMEM FELIZ
CRISTINA VON
CLARIDADE
(2003)
R$ 4,25



O HOMEM E O PODER AUTOGRAFADO
JOSÉ MARIA RODRIGUES DA SILVA
BERTRAND
(1988)
R$ 50,00



A PRINCESINHA QUE FALAVA SAPOS - RUBEM ALVES (LITERATURA INFANTIL)
RUBEM ALVES
PAULUS
(2005)
R$ 7,00



NOVO -DESENVOLVIDO PARA A MORTE
TED TRAINER
GAIA
(1989)
R$ 8,69



JÉSSICA EDIÇÃO 79 - O LIMITE DO DESEJO
SARA CRAVEN
HARLEQUIN
(2008)
R$ 7,19



ARTE DO RELAX
HERMAN SCHWARTZ
FORENSE
(1954)
R$ 12,00



O ERMITÃO DA GLÓRIA/A PATA DA GAZELA
JOSÉ DE ALENCAR
GUANABARA
R$ 4,00



O ATENEU
RAUL POMPÉIA
NOVA CULTURAL
(2003)
R$ 8,00





busca | avançada
44867 visitas/dia
1,2 milhão/mês