Gabo, os escritores e a política | Wellington Machado | Digestivo Cultural

busca | avançada
87666 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Bella Cenci” Estreia em formato virtual com a atriz Thais Patez
>>> Espetáculo teatral conta a história de menina que sonha em ser astronauta
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
>>> MAB FAAP seleciona artista para exposição de 2022
>>> MIRADAS AGROECOLÓGICAS - COMIDA MANIFESTO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Carma & darma
>>> Sultão & Bonifácio, parte II
>>> Ensaio autobiográfico, de Jorge Luis Borges
>>> O código dos gênios
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
>>> Para você estar passando adiante
>>> Blogs roubam audiência
>>> O enigma da 21ª letra
>>> Crise dos 40
>>> Marcelotas
Mais Recentes
>>> Livro A Maldição do Titã de Rick Riordan pela Intrínseca (2014)
>>> Livro Se Eu Ficar de Gayle Forman pela Novo Conceito (2019)
>>> Querido John de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2013)
>>> Saudável aos 100 Anos de John Robbins pela Fontanar (2009)
>>> Chico Buarque Letra e Música - 2 Volumes de Chico Buarque de Hollanda pela Companhia das Letras (1989)
>>> Songbook Caetano Veloso - Vol. 2 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Songbook Bossa Nova - Vol. 1 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Médio Dicionário Aurélio de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira pela Nova Fronteira (1980)
>>> Dicionário Etimológico Nova Fronteira da Língua Portuguesa de Antônio Geraldo da Cunha pela Nova Fronteira (1982)
>>> Dolce Casa - Manuale Di Sopravvivenza Domestica de Grazia Dominici pela La Spiga (1984)
>>> Meu Mundo Caiu. a Bossa e a Fossa de Maysa. a Bossa e a Fossa de Maysa de Eduardo Logullo pela Novo Século (2007)
>>> Haroldo Costa de Vários Autores pela Rio (2003)
>>> Cancioneiro Popular Português e Brasileiro de Nuno Ctharino Cardoso pela Portugal-brasil Ltda (1921)
>>> Retratos - Dadá Cardoso de Dada Cardoso pela Avatar (1999)
>>> A Informação no Rádio de Gisela Swetlana Ortriwano pela Summus Editorial (1985)
>>> Yes, nos Temos Bananas - História e Receitas de Heloisa de Freitas Valle; Márcia Masca pela Senac São Paulo (2003)
>>> Manual de Modelismo de Albert Jackson; David Day pela Hermann Blume (1981)
>>> Madeira-mamoré. Patrimônio da Humanidade de Hércules Góes pela Ecoturismo (2005)
>>> Uma História de Agendas de João Rothschild pela Ernesto Rothschild (1990)
>>> Estética. La Cuestion del Arte de Elena Oliveras pela Aemecé (2007)
>>> Conheça o Pantanal de Nicia Wendel de Magalhães pela Terragraph (1992)
>>> Corpo de Baile de João Guimarães Rosa pela José Olympio (1956)
>>> Línguas de Fogo. Ensaio Sobre Clarice Lispector de Claire Varin pela Limiar (2002)
>>> Pedagogia Diferemciada : das Intenções à Ação de Philippe Perrenoud pela Artmed (2000)
>>> Um General na Biblioteca de Italo Calvino pela Companhia das Letras (2007)
COLUNAS

Quarta-feira, 14/5/2014
Gabo, os escritores e a política
Wellington Machado

+ de 3700 Acessos

Não poderia ter sido melhor a cobertura feita pela imprensa acerca morte de Gabriel García Marquez, o Gabo, a se considerar a quantidade e a qualidade dos conteúdos publicados. Nos jornais e revistas impressos, uma quantidade incomum (para os dias atuais) de páginas foi dedicada ao escritor, valendo-se de gráficos, tabelas, material infográfico etc. Igualmente ricas foram as matérias publicadas nos diversos sites de jornais do mundo inteiro. Entretanto, na maioria das abordagens, no mar de loas biográficas e literárias justificadamente atribuídas a Gabo, foi citado o seu envolvimento com Fidel Castro, como se essa amizade representasse um único "senão" em toda a história do autor de Cem Anos de Solidão. O paralelo comparativo entre a obra de Gabo e uma suposta "insanidade" do autor na sua aproximação com o líder cubano soou equânime, arranhando de forma injusta a monumental obra do escritor. Parece haver uma dificuldade em dissociar estética de posicionamento político nas análises feitas na mídia.

O histórico de envolvimento de escritores e intelectuais com a política, em sua maioria, demonstra-se desastroso. Caberia pensar até que ponto vale a pena os escritores se engajarem ideologicamente, se aliando a partidos, correntes ou personalidades, posto que comprovadamente tal postura afeta a avaliação das suas respectivas obras - quando elas não são distorcidas. É imperativa a ideia de que o escritor tem de ser intelectualmente engajado? Um exemplo patente aqui no Brasil foi o envolvimento de Graciliano Ramos com o Partido Comunista. Numa tentativa malfadada de se levantar contra o governo Vargas, em 1935, o escritor ficou detido por mais de um ano no Rio de Janeiro.

Os exemplos de escritores que tiveram suas biografias manchadas pelas suas inserções políticas pululam por todo lado. Recentemente, com a publicação autorizada dos cadernos pessoais de Heidegger, confirmou-se o seu envolvimento com o nazismo no período de 1933 a 1945 - bem como os escritores Louis-Ferdinand Céline e Gunter Grass, cada um à sua maneira. Impossível não lembrar de algumas concordâncias dos argentinos Jorge Luis Borges e Ernesto Sabato com algumas medidas polêmicas do ditador Rafael Videla. Já Mario Vargas Llosa levou ao extremo a questão do engajamento político ao tentar se eleger presidente do Peru, em 1990. Ainda que a "mosca azul" tenha lhe seduzido, o escritor peruano se arrependeu amargamente da empreitada, retomando prontamente a carreira de escritor.

Mas o engajamento político não pode ser confundido, creio, com questionamento político. A história nos mostra a importância da atuação dos escritores (e artistas em geral) que lutaram contra a ditadura no Brasil - muitos deles sendo presos, inclusive. Recentemente, o escritor Luis Ruffato se destacou na Feira do Livro de Frankfurt ao fazer duras críticas ao Brasil. Ele destacou a imaturidade e despreparo do país ao lidar com questões como homofobia, violência e desigualdades sociais.

O escritor português José Saramago foi quem mais sofreu com essa contaminação político-ideológica nas análises das suas obras, pelo simples fato de ele ter-se declarado comunista. Não era incomum a imprensa conservadora fazer críticas aos livros do escritor, exaltando sua lente comunista em detrimento da sua qualidade estética. Por outro lado, a imprensa com viés esquerdista, frequentemente exaltava seus livros não pela sua qualidade intrínseca, mas justamente pelo fato de o escritor ser comunista. Essa divisão sempre foi detectável no trato da obra de Saramago no Brasil.

Não seria mais prudente um escritor trazer suas convicções e questionamentos para dentro de suas obras? O próprio Saramago fez isso com maestria em alguns de seus livros. A crítica à gana capitalista está subentendida no romance A caverna. A narrativa aborda a decadência financeira de Cipriano, um oleiro que vivia da venda de sua louça, produzida artesanalmente. A sua vida se desmorona quando é instalado na comunidade um grande centro de compras (shopping), onde passaram a ser vendidos vasos mais baratos que os do oleiro: a produção em massa aniquilou a artesanal. No livro Ensaio sobre a lucidez o foco é a insatisfação com a classe política. A população de uma cidade decide, de forma unânime, a votar em branco numa eleição, como um levante contra a falta de opção, a incompetência dos candidatos a ocuparem cargos públicos.

Parece haver uma exigência de que o escritor tenha, necessariamente, de ser um intelectual atuante, como se fosse um passaporte para a valorização de sua obra. Não é raro, nos acontecimentos mundiais mais marcantes, nas mais variadas instâncias, a imprensa procurar escritores para emitirem sua opinião (é certo que muitos adoram esse assédio). Não é raro encontrarmos respostas generalistas - quando não estapafúrdias. Haveria algo de errado em o artista ser essencialmente um esteta em tempo integral, com o compromisso exclusivo com a arte imaginativa?

Lembro bem da participação do escritor carioca Alberto Mussa na Bienal do Livro de Minas, há alguns poucos anos. Após um debate com outros escritores, foi aberto um espaço para perguntas da plateia. Um aluno de filosofia tomou a palavra e começou a elaborar uma pergunta permeada de digressões, amparada em citações filosóficas previamente anotadas, cheia de nuances ideológicas, como se a intenção fosse encostar o escritor na parede ou deixá-lo de saia justa. Aquele tipo de pergunta em que se pretende ser mais brilhante no questionamento do que na resposta. Mussa, de forma humilde, após ouvir pacientemente a elaboração cheia de tentáculos do aluno "desafiante", pegou o microfone e, de forma objetiva, disse: "não sei responder".


Wellington Machado
Belo Horizonte, 14/5/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Dilúvio, de Gerald Thomas de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Wellington Machado
Mais Acessadas de Wellington Machado em 2014
01. Marcador de página inteligente - 3/9/2014
02. Gullar X Nunos Ramos: o dilema da arte - 6/8/2014
03. Proust, rugas e colesterol - 9/4/2014
04. Ninfomaníaca: um ensaio sob forma de cinema - 12/2/2014
05. O luto e o luto de Valter Hugo Mãe - 2/7/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Pesquisa Sobre Evolução dos Aluguéis
Neurb; Puc Rj
Neurb; Puc Rj
(1978)



El Dominio Maritimo del Estado Sobre La Zona Economica Exclusiva
D. José Luis de Azcarraga y Bustamante
Real Academia de Jurisprudenci
(1983)



Vamos para Casa: uma História de Amor
Maria do Carmo Lima de Rezende (dedicatória)
7letras
(2004)



O Projeto Dragão
Rubens Teixeira Scavone
Scipione
(1988)



Spain & Portugal (glovebox Atlas)
Automobile Association
Automobile Association
(1998)



Os 350 Melhores Restaurantes do Rio de Janeiro: Guia Gastronômico
André Luiz Pereira da Silva (capa Dura)
Caras
(2003)



El Concepto de Clases Sociales de Marx a Nuestros Dias
Georges Gurvitchi
Nueva Vision
(1957)



Manual de Termos Técnicos do Comércio Exterior e Transportes Marítimos
Abinael Morais Leal
Tempo
(1996)



O Nascimento da Terra
Roselis Von Sass
Ordem do Graal na Terra
(1990)



Praga Judia
Marie Vitochová, Jindrich Kejr e Miloslav Husek
Jitka Kejrová (praga)
(2004)





busca | avançada
87666 visitas/dia
2,7 milhões/mês