Gabo, os escritores e a política | Wellington Machado | Digestivo Cultural

busca | avançada
72442 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> MAB FAAP estará fechado nos próximos dois finais de semana, devido ao Plano SP
>>> Exposição de Pietrina Checcaci é prolongada no Centro Cultural Correios
>>> Escritora Luci Collin participa de encontro virtual gratuito
>>> Máscaras Decoloniais: Dança e Performance (edição bilingue)
>>> Prêmio Sesc de Literatura abre hoje inscrições para edição 2021
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Kate Dias vive Campesina em “Elise
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Van Halen 2013
>>> Treehouse
>>> Música em 2004
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Jornalismo em tempos instáveis
>>> Rasgos de memória
>>> História da leitura (II): o códice medieval
>>> Rufo, 80 II
>>> Jeitos de trabalhar
>>> The GigaOM Show
Mais Recentes
>>> Apostila workshop urbano curso perícias em avaliação de imóveis. de Caavi pela Caavi (2011)
>>> Stewardship: Choosing Service over Self-Interest de Peter Block pela Berrett-Koehler (1993)
>>> Fuvest 2000 - Literatura de Célia N. A. Passoni pela Núcleo (1999)
>>> Doze Contos Peregrinos de Gabriel Garcia Márquez pela Record (1992)
>>> Outeiro da Glória Marco na História da Cidade do Rio de Janeiro de Jorge de Souza Hue e Outros pela Artepadilla (2015)
>>> Le Voyageur et son Ombre de Nietzsche pela Mediations (1979)
>>> Avenidas da Saúde de Dr Haroldo Shryock pela Casa Publicadora Brasileira (1963)
>>> Livro Anne Whit An E Lucy Maud Bordando com as Estrelas de Lucy Maud Montgomery pela Ciranda Cultural (2021)
>>> O Flâneur - um Passeio Pelos Paradoxos de Paris de Edmund White pela Companhia das Letras (2001)
>>> Memórias de um Sargento de Milícias - Coleção o Globo de Manuel Antônio de Almeida pela O Globo (1997)
>>> O mulato de Aluísio Azevedo pela Ática (2000)
>>> Veneno Digital de Walcyr Carrasco pela Ática (2017)
>>> Uma Longa Jornada de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2015)
>>> Um Olhar Sobre a Ciência: Desenvolvimento, Aplicações e Políticas de Eloi de Souza Garcia pela Interciência (2003)
>>> O Verão e a Cidade - Os Diários de Carrie de Candance Bushnell pela Galera Record (2011)
>>> O Cotidiano de um Deficiente de Patricia Vaitsman dos Santos pela Interciência (2001)
>>> Um Porto Seguro de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2012)
>>> Um Ano Inesquecível de Babi Dewet, Bruna Vieira, Paula Pimenta e Thalita Rebouças pela Gutenberg (2015)
>>> A Hora da Estrela de Clarice Lispector pela José Olympio (1978)
>>> A Terra dos Meninos Pelados de Graciliano Ramos pela Record (1983)
>>> A Linguagem e Seu Funcionamento - as Formas do Discurso de Eni Puccinelli Orlandi pela Brasiliense (1983)
>>> A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows pela Rocco (2009)
>>> Poesia Que Transforma de Bráulio Bessa pela Sextante (2018)
>>> O Livro de Ouro da Mitologia de Thomas Bulfinch pela Harper Collins (2018)
>>> Memórias Quase Esquecidas: Aqueles Olhos - Vol 1 de Alduisio M. de Souza pela Literatura Brasileira (2001)
>>> A Gênese de Allan Kardec pela Feb (1999)
>>> A Guerra Não Tem Rosto de Mulher de Svetlana Aleksiévitch pela Companhia das Letras (2016)
>>> Mais Coisas Que Toda Garota Deve Saber de Antônio Carlos Vilela pela Melhoramentos (2006)
>>> Engenharia genética - O Sétimo dia da criação de Fátima Oliveira pela Moderna (1995)
>>> O Ladrão de sonhos e outras historias de Ivan Angelo pela Atica (1999)
>>> Necronomicon: the Best Weird Tales of de H. P. Lovecraft pela Gollancz (2008)
>>> Um Dia "Daqueles": Uma Lição de Vida Para Levantar o Seu Astral de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> A Cidadela do Caos de Steve Jackson pela Marques Saraiva (1990)
>>> O Calabouço da Morte de Ian Livinstone pela Marques Saraiva (1984)
>>> O Feiticeiro da Montanha de Fogo de Steve Jackson; Ian Livinstone pela Marques Saraiva (1991)
>>> Rostos da Portugalidade de Luís Machado pela Vega (2010)
>>> LIVRO NOVO! A Revolução dos Bichos de George Orwell pela Principis (2021)
>>> A Nave Espacial Traveller de Steve Jackson pela Marques Saraiva (1982)
>>> Norse Mythology de Neil Gaiman pela W. W. Norton & Company (2017)
>>> A Mão e a Luva de Machado de Assis pela Prazer de Ler (2016)
>>> Buda: na Floresta de Uruvella -vol. VI de Osamu Tezuka pela Conrad (2005)
>>> Buda. Em Busca da Iluminação. Vol. IV de Osamu Tezuka pela Conrad do Brasil (2005)
>>> Literatura Ao Sul de Luis Augusto Fischer pela Universidade de Passo Fundo (2009)
>>> Buda. a Outra Margem do Rio. Vol. III de Osamu Tezuka pela Conrad do Brasil (2005)
>>> O Cavaleiro da Esperança de Jorge Amado pela Record (1987)
>>> A Amiga Genial de Elena Ferrante pela Globo (2015)
>>> Passagens da Antiguidade ao Feudalismo de Perry Anderson pela Brasiliense (1987)
>>> O Não Me Deixes - Suas Histórias e Sua Cozinha de Rachel de Queiroz pela Arx (2004)
>>> George Sand de René Doumic pela Perrin (1922)
>>> Sybil de Flora Rheta Schreiber pela Círculo do Livro
COLUNAS

Quarta-feira, 14/5/2014
Gabo, os escritores e a política
Wellington Machado

+ de 3600 Acessos

Não poderia ter sido melhor a cobertura feita pela imprensa acerca morte de Gabriel García Marquez, o Gabo, a se considerar a quantidade e a qualidade dos conteúdos publicados. Nos jornais e revistas impressos, uma quantidade incomum (para os dias atuais) de páginas foi dedicada ao escritor, valendo-se de gráficos, tabelas, material infográfico etc. Igualmente ricas foram as matérias publicadas nos diversos sites de jornais do mundo inteiro. Entretanto, na maioria das abordagens, no mar de loas biográficas e literárias justificadamente atribuídas a Gabo, foi citado o seu envolvimento com Fidel Castro, como se essa amizade representasse um único "senão" em toda a história do autor de Cem Anos de Solidão. O paralelo comparativo entre a obra de Gabo e uma suposta "insanidade" do autor na sua aproximação com o líder cubano soou equânime, arranhando de forma injusta a monumental obra do escritor. Parece haver uma dificuldade em dissociar estética de posicionamento político nas análises feitas na mídia.

O histórico de envolvimento de escritores e intelectuais com a política, em sua maioria, demonstra-se desastroso. Caberia pensar até que ponto vale a pena os escritores se engajarem ideologicamente, se aliando a partidos, correntes ou personalidades, posto que comprovadamente tal postura afeta a avaliação das suas respectivas obras - quando elas não são distorcidas. É imperativa a ideia de que o escritor tem de ser intelectualmente engajado? Um exemplo patente aqui no Brasil foi o envolvimento de Graciliano Ramos com o Partido Comunista. Numa tentativa malfadada de se levantar contra o governo Vargas, em 1935, o escritor ficou detido por mais de um ano no Rio de Janeiro.

Os exemplos de escritores que tiveram suas biografias manchadas pelas suas inserções políticas pululam por todo lado. Recentemente, com a publicação autorizada dos cadernos pessoais de Heidegger, confirmou-se o seu envolvimento com o nazismo no período de 1933 a 1945 - bem como os escritores Louis-Ferdinand Céline e Gunter Grass, cada um à sua maneira. Impossível não lembrar de algumas concordâncias dos argentinos Jorge Luis Borges e Ernesto Sabato com algumas medidas polêmicas do ditador Rafael Videla. Já Mario Vargas Llosa levou ao extremo a questão do engajamento político ao tentar se eleger presidente do Peru, em 1990. Ainda que a "mosca azul" tenha lhe seduzido, o escritor peruano se arrependeu amargamente da empreitada, retomando prontamente a carreira de escritor.

Mas o engajamento político não pode ser confundido, creio, com questionamento político. A história nos mostra a importância da atuação dos escritores (e artistas em geral) que lutaram contra a ditadura no Brasil - muitos deles sendo presos, inclusive. Recentemente, o escritor Luis Ruffato se destacou na Feira do Livro de Frankfurt ao fazer duras críticas ao Brasil. Ele destacou a imaturidade e despreparo do país ao lidar com questões como homofobia, violência e desigualdades sociais.

O escritor português José Saramago foi quem mais sofreu com essa contaminação político-ideológica nas análises das suas obras, pelo simples fato de ele ter-se declarado comunista. Não era incomum a imprensa conservadora fazer críticas aos livros do escritor, exaltando sua lente comunista em detrimento da sua qualidade estética. Por outro lado, a imprensa com viés esquerdista, frequentemente exaltava seus livros não pela sua qualidade intrínseca, mas justamente pelo fato de o escritor ser comunista. Essa divisão sempre foi detectável no trato da obra de Saramago no Brasil.

Não seria mais prudente um escritor trazer suas convicções e questionamentos para dentro de suas obras? O próprio Saramago fez isso com maestria em alguns de seus livros. A crítica à gana capitalista está subentendida no romance A caverna. A narrativa aborda a decadência financeira de Cipriano, um oleiro que vivia da venda de sua louça, produzida artesanalmente. A sua vida se desmorona quando é instalado na comunidade um grande centro de compras (shopping), onde passaram a ser vendidos vasos mais baratos que os do oleiro: a produção em massa aniquilou a artesanal. No livro Ensaio sobre a lucidez o foco é a insatisfação com a classe política. A população de uma cidade decide, de forma unânime, a votar em branco numa eleição, como um levante contra a falta de opção, a incompetência dos candidatos a ocuparem cargos públicos.

Parece haver uma exigência de que o escritor tenha, necessariamente, de ser um intelectual atuante, como se fosse um passaporte para a valorização de sua obra. Não é raro, nos acontecimentos mundiais mais marcantes, nas mais variadas instâncias, a imprensa procurar escritores para emitirem sua opinião (é certo que muitos adoram esse assédio). Não é raro encontrarmos respostas generalistas - quando não estapafúrdias. Haveria algo de errado em o artista ser essencialmente um esteta em tempo integral, com o compromisso exclusivo com a arte imaginativa?

Lembro bem da participação do escritor carioca Alberto Mussa na Bienal do Livro de Minas, há alguns poucos anos. Após um debate com outros escritores, foi aberto um espaço para perguntas da plateia. Um aluno de filosofia tomou a palavra e começou a elaborar uma pergunta permeada de digressões, amparada em citações filosóficas previamente anotadas, cheia de nuances ideológicas, como se a intenção fosse encostar o escritor na parede ou deixá-lo de saia justa. Aquele tipo de pergunta em que se pretende ser mais brilhante no questionamento do que na resposta. Mussa, de forma humilde, após ouvir pacientemente a elaboração cheia de tentáculos do aluno "desafiante", pegou o microfone e, de forma objetiva, disse: "não sei responder".


Wellington Machado
Belo Horizonte, 14/5/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O tremor na poesia, Fábio Weintraub de Jardel Dias Cavalcanti
02. As Aventuras de Pi de Duanne Ribeiro
03. O que querem os homens? Do Sertão a Hollywood de Marilia Mota Silva
04. À primeira estrela que eu vejo de Ana Elisa Ribeiro
05. Você viveria sua vida de novo? de Ana Elisa Ribeiro


Mais Wellington Machado
Mais Acessadas de Wellington Machado em 2014
01. Marcador de página inteligente - 3/9/2014
02. Gullar X Nunos Ramos: o dilema da arte - 6/8/2014
03. Ninfomaníaca: um ensaio sob forma de cinema - 12/2/2014
04. Proust, rugas e colesterol - 9/4/2014
05. O luto e o luto de Valter Hugo Mãe - 2/7/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Um Mestre da Luz Tropical
Fernando Duarte
Cinemateca Brasileira
(2010)
R$ 20,00



O Paraiso é uma Questão Pessoal
Richard Bach
Ed. Record
R$ 6,90



Medicina Preventiva -saúde x Doenças
Alexandre Roberto Diogo de Oliveira
Biologia e Saúde
R$ 5,00



Primeiras Publicações Psicanalíticas 1893-1899
Sigmund Freud
Imago
(1987)
R$ 19,00



Um Ônibus do Tamanho do Mundo
J. M. Simmel
Nova Fronteira
R$ 5,00



Estórias e Lendas de São Paulo Paraná e Santa Catarina - Tomo 1
Alceu Maynard Araújo e Vasco José Taborda
Edigraf
R$ 8,90



Literatura: Textos e Técnicas
João Domingues Maia
Àtica
(1996)
R$ 5,00



Como Ter Sucesso Em Qualquer Dieta
Charles F. Wetherall
Record
(1994)
R$ 12,00



Propedêutica Pediátrica e Semiologia Infantil
José Martinho da Rocha Hugo Fortes
Livraria Atheneu
(1958)
R$ 81,34



O Machado Gentil
R N Morris
Planeta
(2007)
R$ 12,00





busca | avançada
72442 visitas/dia
2,4 milhões/mês