Aqui sempre alguém morou | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
24646 visitas/dia
922 mil/mês
Mais Recentes
>>> Comédia dirigida por Darson Ribeiro, Homens no Divã faz curta temporada no Teatro Alfredo Mesquita
>>> Companhia de Danças de Diadema leva projeto de dança a crianças de escolas públicas da cidade
>>> Cia. de Teatro Heliópolis encerra temporada da montagem (IN)JUSTIÇA no dia 19 de maio
>>> Um passeio imersivo pelos sebos, livrarias e cafés históricos do Rio de Janeiro
>>> Gaitista Jefferson Gonçalves se apresenta em quinteto de blues no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
>>> Nos braços de Tião e de Helena
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
Últimos Posts
>>> Diagnóstico falho
>>> Manuscrito
>>> Expectativas
>>> Poros do devir
>>> Quites
>>> Pós-graduação
>>> Virtuosismo
>>> Evanescência
>>> Um Certo Olhar de Cinema
>>> PROCURA-SE
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Um jantar levantino
>>> Se eu fosse você 2
>>> Sou diabético
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
>>> O Barril
>>> Como escrever bem — parte 1
>>> Quatro Mitos sobre Internet - parte 1
>>> Da capo
>>> Elesbão: escravo, enforcado, esquartejado
>>> 5ª MUMIA em BH
Mais Recentes
>>> A Era do Capital de Eric Hobsbawm pela Paz e Terra (2002)
>>> A Era das Revoluções de Eric Hobsbawm pela Paz e Terra (2001)
>>> Medo, Reverência, Terror - Quatro ensaios de iconografia política de Carlo Ginzburg pela Companhia das letras (2014)
>>> Cinema de Garganta de Ericson Pires pela Azougue (2002)
>>> Criando Meninas de Gisela Preuschoff pela Fundamento (2006)
>>> A Revolução Russa de 1917 de Marc Ferro pela Perspectiva (1980)
>>> A Revolução Russa de 1917 de Marc Ferro pela Perspectiva (1980)
>>> Os Últimos Anos de Bukharin de Roy Medvedev pela Civilização Brasileira (1980)
>>> Os Últimos Anos de Bukharin de Roy Medvedev pela Civilização Brasileira (1980)
>>> A Primeira Reportagem (Vaga- lume) de Sylvio Pereira pela Ática/ SP. (1991)
>>> A Primeira Reportagem (Vaga- lume) de Sylvio Pereira pela Ática/ SP. (1984)
>>> A Primeira Reportagem (Vaga- lume) de Sylvio Pereira pela Ática/ SP. (1984)
>>> A Primeira Reportagem (Vaga- lume) de Sylvio Pereira pela Ática/ SP. (1995)
>>> Lógica da Lógica de Paulo Roberto Melo Volker (org.) pela Fafich/ Fumec (1983)
>>> Diccionario de Psicología (Encadernado) de Howard C. Warren (Compilador) pela Fondo de Cultura/ México (1991)
>>> Nietzsche para Estressados (99 Doses de Filosofia para Despertar a Mente e Combater as Preocupações de Allan Percy pela Sextante (2001)
>>> Nietzsche para Estressados (99 Doses de Filosofia para Despertar a Mente e Combater as Preocupações de Allan Percy pela Sextante (2001)
>>> Os Melhores contos de Natal de Charles Dickens-Jack London- Nathaniel Hawthorne- O. Henry pela Circulo do Livro/ SP. (1990)
>>> Sete Vozes Falam (Sem uso) de Catharose de Petri pela Rosa Cruz Áurea/ Sp. (1982)
>>> Questionamos 2: Psicanálise Institucional e Psicanálise S/ Instituição de Marie Langer: Compilação pela Interlivros (1977)
>>> Por Que Fazer Terapia?/ Capa Dura de Luiz Carlos Teixeira de Freitas pela Circulo do Livro/ SP. (1990)
>>> Um Rosto No computador/ Vaga- lume de Marcos rey pela Ática/ SP. (1992)
>>> Um Rosto No computador/ Vaga- lume de Marcos rey pela Ática/ SP. (1992)
>>> Um Rosto No computador/ Vaga- lume de Marcos rey pela Ática/ SP. (1995)
>>> Um Rosto No computador/ Vaga- lume de Marcos rey pela Ática/ SP. (1999)
>>> Sozinha no Mundo de Marcos Rey pela Ática/ SP. (1984)
>>> Sozinha no Mundo de Marcos Rey pela Ática/ SP. (2004)
>>> Tonic e Carniça/ Vaga- lume de José Rezende Filho/ Assis Brasil pela Ática/ SP. (1989)
>>> Tonic e Carniça/ Vaga- lume de José Rezende Filho/ Assis Brasil pela Ática/ SP. (1982)
>>> Tonic e Carniça/ Vaga- lume de José Rezende Filho/ Assis Brasil pela Ática/ SP. (2002)
>>> O Segredo dos Sinais Mágicos/ Vaga-lume de Sérsi Bardari/ Ilustr.: Edgar Rodrigues pela Ática/ SP. (1993)
>>> O Segredo dos Sinais Mágicos/ Vaga-lume de Sérsi Bardari/ Ilustr.: Edgar Rodrigues pela Ática/ SP. (1993)
>>> Desvendando Mistérios - Chacras, Kundalini, os sete corpos e outros de Osho pela Alaúde (2011)
>>> O Segredo dos Sinais Mágicos/ Vaga-lume de Sérsi Bardari/ Ilustr.: Edgar Rodrigues pela Ática/ SP. (1993)
>>> O Segredo dos Sinais Mágicos/ Vaga-lume de Sérsi Bardari/ Ilustr.: Edgar Rodrigues pela Ática/ SP. (1993)
>>> Tonico de José Rezende Filho pela Ática/ SP. (1978)
>>> Tonico de José Rezende Filho pela Ática/ SP. (1988)
>>> Tonico de José Rezende Filho pela Ática/ SP. (1978)
>>> Por Onde Andou Meu Coração de Maria Helena Cardoso pela Nova Fronteira/ RJ. (1984)
>>> O Brasileiro Perplexo de Rachel de Queiroz pela Edautor (1963)
>>> Se a Memória não Me Falha de Sylvia Orthof/ Ilustrações: Tato pela Nova Fronteira/ RJ. (1987)
>>> João Miguel de Rachel de Queiroz pela Siciliano/ SP. (1992)
>>> Maria Ruth de Ruth Escobar/ Prefácio: Hélio Pellegrino pela Guanabara/ RJ. (1986)
>>> voce Tem Personalidade? de Pedro Bloch pela Bloch editores (1979)
>>> voce Tem Personalidade? de Pedro Bloch pela Bloch editores (1979)
>>> O Menino Mágico de Rachel de Queiroz/ Ilustrações: Gian Calvi pela Livr. José Olympio Edit. (1987)
>>> O Menino Mágico de Rachel de Queiroz/ Ilustrações: Gian Calvi pela Livr. José Olympio Edit. (1982)
>>> Um Nome pra Matar (Prêmio Walmap) de Maria Alice Barroso/ Prefácio: Antonio Olinto pela Bloch editores (1967)
>>> Uma cidade Fora do mapa de Eliane Ganem pela Livr. José Olympio Edit. (1985)
>>> Uma cidade Fora do mapa de Eliane Ganem pela Livr. José Olympio Edit. (1987)
COLUNAS

Quinta-feira, 29/9/2016
Aqui sempre alguém morou
Elisa Andrade Buzzo

+ de 2100 Acessos

Alguém já morou aqui, e sem perceber subiu a guilhotina, abriu a janela de treliça verde, num gesto automático. Morar aqui de início foi algo diferente, extraordinário, as paredes todas brancas, um prédio pequenino como o da infância, uma estreita varanda. E também, sem perceber, de repente esse alguém dormia como se navegasse, e já acordava num novo dia, um corpo que o mar devolve fresco à terra – rolando na areia, com algas secas nos olhos. Assim como águas turvas começam a envolver este corpo numa noite de inverno.

Sempre morou alguém aqui, e sentiu por anos o som do viaduto subindo, vir o transporte das peças gigantes, e quanto bate-estacas e transtornos e ruído de construção de grandes proporções. Cada vez mais longe, a elevação foi se distanciando como barulhos bruscos do fundo do mar, de pedras batendo. E pela primeira vez numa manhã sentiu a fúria dos carros do oeste ao centro. Todo esse sofrimento agora é uma corrente constante a se desenhar no sono todas as manhãs.

Antes, ainda outros acompanharam a aparição da igreja, que também subira bem ao lado desse lugar de morar, pedra a pedra, torre, capitéis e arcos, seus anjos e suas trombetas douradas e mudas, e o sino da independência a ser alçado. E ele ainda toca aos finais de tarde e nas manhãs de domingo e, mesmo que esvaziado, atravessa os rincões ressequidos desse lago recortado.

No grande viaduto face à igreja blocos de carnaval passariam incólumes ao desejo de sossego no bairro. E aqueles que mais tarde aqui se instalaram observaram de cima da varanda a passagem amena dos foliões, como perdizes despenadas, e aquele som de alegria se desvanecendo no ar.

Quem quer que aqui tenha residido não esteve a tempo de obter um gordo galho de fícus em sua janela. O caule e as raízes cada vez mais grossas, agressivas, superficiais. Que esse conjunto de fícus transpirou, hauriu com línguas a princípio pequeninas e altivas essa água da terra logo ao lado deste prédio. E não havia nem há apenas uma árvore, mas um grupo tão grudado que de qual exemplar é esta verde parede alvissareira que recobre esta janela não se pode mais saber.

Diante dessa visão maravilhosa e definitiva de grandes construções e destruição do largo, quem aqui morasse ficaria ilhado nos ruídos domésticos, como a água espiralando pelo encanamento ou os vizinhos subindo ofegantes e cansadamente a escadaria. Aos sábados, a vassoura bruxa raspando os degraus e a água escorrendo abundante em pequena cascata de três andares, até a última umidade ser bebida pelo piso. Quem sabe o cheiro de cigarro, cebola e alho ou bacon empesteando tudo. Espere, há um ruído indistinto, de coisa parada ou se mexendo, de vento, quem sabe roçar de folhagem, talvez aquele que o próprio mundo emite pela natureza nas madrugadas recortadas esparsamente por carros.

E como seres vivos e latentes aqui vivemos, nunca exatamente juntos, mas sempre concomitantes a outros seres e rituais, a certos estalos particulares do edifício. E numa madrugada, escura como essa, haveria quem esperasse pelo jornal, pelo leite, pelo pão, pelo toque delicado da campainha, como neste momento espero pelo amanhecer, no formato de um bico de pássaro que se abrirá frente ao futuro, neste mesmo lugar, onde alguém sempre morará.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 29/9/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Bates Motel, o fim do princípio de Luís Fernando Amâncio
02. Manchester à beira-mar, um filme para se guardar de Renato Alessandro dos Santos
03. Brasil, o buraco é mais embaixo de Luís Fernando Amâncio
04. Meu querido aeroporto #sqn de Ana Elisa Ribeiro
05. Vocês, que não os verei mais de Elisa Andrade Buzzo


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2016
01. Um safra de documentários de poesia e poetas - 2/6/2016
02. A noite em que Usain Bolt ignorou nosso Vinicius - 25/8/2016
03. Antonia, de Morena Nascimento - 14/4/2016
04. Meu querido mendigo - 18/8/2016
05. O bosque das almas infratoras - 23/6/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PSICOSOCIOLOGIA DAS RELAÇÕES PUBLICAS
CANDIDO TEOBALDO DE SOUZA ANDRADE (2ª EDIÇÃO)
LOYOLA (SP)
(1989)
R$ 26,28



LA POLITIQUE DE LA FAMILLE
RONALD D. LAING
STOCK PLUS
(1972)
R$ 28,82



BRASIL HOLANDÊS: 1624-1654
REVISTA TEMAS BRASILEIROS - EDIÇÃO ESPECIAL
DUETTO
R$ 22,82



PAIS QUE MUDARAM O MUNDO
COOK COMMUNICATIONS
HEBACUC
(2007)
R$ 30,00
+ frete grátis



O ENSINO POR PROJETOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA
BEATRIZ GONÇALVES SAMPAIO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



DIETA E ATIVIDADE ALIMENTAR DE PROCHILODUS LINEATUS
FABIANO GONÇALVES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



LOTEAMENTOS FECHADOS E CONDOMÍNIOS RESIDENCIAIS
SILVIA RODRIGUES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 258,00



FILHOS DO ÉDEN 3 - PARAÍSO PERDIDO
EDU
EDUARDO SPOHR
(2015)
R$ 35,00



BELO HORIZONTE: O FÉRTIL SOLO HUMANO (CAPA DURA)
MÁRCIA MARIA DE SIQUE (TEXTO)
SALAMANDRA
(1997)
R$ 17,28



BÍBLIA ARMÊNIA - 1958
VÁRIOS AUTORES
ND
(1958)
R$ 145,00





busca | avançada
24646 visitas/dia
922 mil/mês