Estamos Salvos | Rennata Airoldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
58257 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Sessão Única com Jogo de Escape Game e debate do filme 'Os Bravos Nunca se Calam' em SP
>>> OBRAS INSPIRADAS DURANTE A PANDEMIA GANHAM DESTAQUE NO INSTITUTO CERVANTES, EM SÃO PAULO
>>> Sempre Um Papo com Silvio Almeida
>>> FESTIVAL DE ORQUESTRAS JUVENIS
>>> XIII Festival de Cinema da Fronteira divulga Programação
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> iPad
>>> iPad
>>> iPad
>>> Sátiro e ninfa, óleo s/ tela em 7 fotos e 4 movies
>>> poeta del vacío existencial
>>> Croft & Kidman
>>> Histórias de gatos
>>> Whitesnake, 1987
>>> Por que Dilma tem de sair agora
>>> A árvore da vida
Mais Recentes
>>> Livro - A Ararajuba - Série natureza brasileira 2 de Rubens Matuck pela Biruta (2003)
>>> Arsène Lupin e Victor, da Brigada Anticrime (como novo) de Maurice Leblanc pela Principis (2021)
>>> Livro - Os Pássaros - Coleção Infanto Juvenil de Germano Zullo Albertine pela 34 (2013)
>>> Livro - Betina de Nilma Lino Gomes pela Maza (2009)
>>> Agente em campo (como novo) de John le Carré pela Record (2021)
>>> Fantasma sai de cena (muito bom) de Philip Roth pela Cia das letras (2008)
>>> Gota d’água - Coleção Teatro Hoje de Chico Buarque (Autor), Paulo Pontes (Autor) pela Civilização Brasileira (1977)
>>> Privação Cultural e Educação Pré-Primária de Maria Helena Souza Patto pela Livraria José Olympio (1977)
>>> Lisbela e o Prisioneiro de Osman Lins pela Planeta (2015)
>>> A Franco Maçonaria. Origem Historia e Influencia (raro exemplar) de Robert Ambelain pela Gnose (1990)
>>> O Desmonte de Amarildo Felix pela Patuá (2021)
>>> Diário de um Ladrão de Jean Genet pela Nova Fronteira (2005)
>>> Comédias para se ler na escola de Luis Fernando Verissimo pela Objetiva (2001)
>>> Auto da Barca do Inferno Farsa de Inês Pereira Auto da Índia de Gil Vicente pela Atica (2005)
>>> Eu não disse? (muito bom) de Mauro Chaves pela Perspectiva (2004)
>>> Os Sofrimentos Do Jovem Werther de Johann Wolfgang Von Goethe pela Martins Fontes (1998)
>>> O Quarto Reich (capa dura- ótimo estado) de M. A. Costa pela Livros de guerra (2018)
>>> A Inocência do Padre Brown (raro exemplar) de G. K. Chesterton pela Record
>>> Ventos de Quaresma (muito bom) de Leonardo Padura Fuentes pela Cia das letras (2008)
>>> Perseguido (muito bom) de Luiz Alfredo Garcia-Roza pela Cia das letras (2003)
>>> O Rei De Girgenti (muito bom) de Andrea Camilleri pela Record (2004)
>>> D. Pedro I (Perfis Brasileiros) de Isabel Lustosa pela Companhia das Letras (2006)
>>> Quatro Estações de Stephen King pela Objetiva (2001)
>>> Wicca Gardneriana de Mario Martinez pela Gaia (2005)
>>> O Feitiço do Cinema Ensaios de Griffe Sobre a Sétima Arte de Juan Guillermo D. Droguett e Flavio F. A. Andrade pela Saraiva (2009)
COLUNAS

Quarta-feira, 17/7/2002
Estamos Salvos
Rennata Airoldi

+ de 2000 Acessos

Quem disse que o Teatro Morreu? Engana-se quem diz: "Não há nada de interessante para ser visto no Teatro em São Paulo!" Engana-se quem não acredita que há, sim, um público em busca de arte e qualidade, em vez de modismos. Isso foi recentemente comprovado na abertura da "II Mostra de Teatro 'Cemitério de Automóveis'" na última terça-feira, 9 de julho, no Porão do Centro Cultural São Paulo. Às nove da noite, para a alegria geral de todos os profissionais envolvidos na mostra (só atores são 79!), os ingressos estavam esgotados e muitas pessoas não conseguiram entrar. A vontade de assistir ao espetáculo "Medusa de Rayban" era tanta que cerca de quarenta pessoas esperaram, insistiram e conseguiram conferir.

Apesar da "superlotação", foi maravilhoso presenciar isso, todos se ajeitaram e participaram da abertura deste grande festival que está acontecendo em São Paulo. Os números determinam o tamanho da deliciosa loucura: são 26 peças (quase todas escritas ou adaptadas por Mário Bortolotto), 20 anos de grupo e 79 atores. Sem contar os técnicos, amigos e "simpatizantes" que dão a maior força para que cada produção possa estar vir à luz. Todas as noites, de terça à domingo, acontecem duas peças diferentes: de terça à sábado, sempre às 19 e às 21 hrs.; aos domingos, às 18 e às 20 hrs. Ou seja: não falta coisa boa para ser vista! E, para quem não conhece o trabalho do grupo "Cemitério de Automóveis", é uma grande oportunidade.

A "II Mostra" é resultado de um esforço e de um empenho coletivo que faz com que todos se unam em torno um mesmo ideal: levar, ao grande público, toda a obra de um grupo que já está na estrada há 20 anos! As peças falam diretamente, sem rodeios, de problemas, inquietações e "soluções" típicos dos nossos dias. Alguns textos mais irônicos, outros nem tanto, mas, sem dúvida, todos contêm muito da matéria-prima do nosso cotidiano. A cada nova peça, um olhar diferente sobre um sopro qualquer de vida.

Se pensarmos na ausência de um "Festival de Teatro de São Paulo", podemos considerar que essa mostra preenche a lacuna e que é sem dúvida o maior fenômeno do teatro paulistano neste ano. São tantos títulos e histórias que seria impossível contar aqui, em poucas linhas, cada uma. Vale à pena acessar o site do "Cemitério de Automóveis", para conferir a programação diária. De qualquer maneira, é só "aparecer" no Centro Cultural disposto a conferir a mostra que sempre haverá uma boa novidade. Aliás, uma coisa a ser observada é que as pessoas aparecem num dia, voltam no outro, assistem aos dois espetáculos, voltam novamente... Que bom! Todos vão sendo conquistados, pouco a pouco. E, no término de cada sessão, dá para se ter uma idéia do entusiasmo do público. Nada como ouvir aplausos sinceros!

Outro ponto importante é que o valor do ingresso é irrisório. Cinco reais (sendo que, para estudantes, o preço sai pela metade). Além disso, todas as peças terão uma sessão também a 1 real! Ou seja: não de pode usar o valor do ingresso como desculpa para não ir! As próximas atrações são:

- hoje às 19 hrs.: "Diário das Crianças do Velho Quarteirão" (sessão a 1 real)
- hoje às 21 hrs.: "Hotel Lancaster"
- quinta-feira às 19 hrs.: "Fica Frio" (sessão a 1 real)
- quinta-feira às 21 hrs.: "Tempo de Trégua" (sessão a 1 real)
- sexta-feira às 19hrs.: "Vamos Sair da Chuva quando a bomba cair" (sessão a 1 real)
- sexta-feira às 21hrs.: "Comprei um três oitão e fui brincar com Deus" (sessão 1 Real)

A "II Mostra de Teatro 'Cemitério de Automóveis'" vai até o dia 29 de setembro. Para saber a programação dessa e das próximas semanas, acesse o site: www.cemiteriodeautomoveis.hpg.ig.com.br. (O Centro Cultural São Paulo fica na rua Vergueiro, nº 1000, próximo ao metrô Vergueiro.)

Terceiras Intenções

Mudando de estilo, sem mudar de assunto (já que estamos sempre falando, de uma forma ou de outra, sobre Teatro), estreou no Bibi Ferreira, na última sexta-feira, a peça "Terceiras Intenções". Esse espetáculo é uma adaptação de uma comédia de Claude Magnier, feita por Juca de Oliveira. Ator consagrado, é conhecido também como dramaturgo através de grandes sucessos de como "Caixa Dois" e "Qualquer Gato Vira-Lata..." "Terceiras Intenções" tem direção de Bibi Ferreira e conta com o seguinte elenco: Taumaturgo Ferreira (Otávio), Patrícia França (Ana Paula) e Paulo César Grande (Fernando).

"Terceiras Intenções" conta a história de um empresário, dono de uma grande construtora, que está prestes a pedir concordata (caso não consiga vencer a concorrência na construção de estradas na Venezuela). Tudo isso, porém, depende de um círculo de corrupção e política. Fernando é casado com Ana Paula, mulher fútil e infiel, para quem ele não dá a mínima atenção. Para compor a cena, surge Otávio, um trabalhador da construtora que chega na casa de campo do casal, pedindo ajuda na solução de a problemas com o carro quebrado na estrada... Apesar de não saber a quem pertence a casa, ele e Ana Paula acabam "caindo" lado a lado na cama, mesmo sem se conhecer. Assim, com a chegada de Fernando, o "circo" está armado! A partir daí, muitas coisas serão esclarecidas e desvendadas à partir dos artifícios utilizados por Otávio.

É uma peça "padrão". Cenário e figurinos naturalistas, bem próximos ao que vemos numa cena de novela. Assim como os outros textos do Juca de Oliveira, traz humor e crítica de acordo com o momento "sócio-político-econômico" de nosso país. O texto questiona o casamento, a fidelidade, ambição, política e corrupção. É uma fórmula já conhecida e que funciona muito bem para o grande público, que é cada vez mais atraído pela comédia. Como o próprio autor disse: "a comédia trata dos vícios e dos defeitos do homem" e, assim sendo, como estamos cada vez piores, é um gênero cativante.

Assim é a nossa "Paulicéia Desvairada!". Aqui, tudo coexiste! Temos acesso a todos os tipos de espetáculos, gêneros, linguagens. Do mais comercial ao mais engajado. O importante é que cada um faça sua escolha e compareça. A presença do público é obviamente fundamental. Nesse caso, a quantidade faz a diferença.

A peça "Terceiras Intenções" está em cartaz no Teatro Bibi Ferreira (Rua Brigadeiro Luiz Antônio, 931). Sextas-feiras às 21h30, sábados às 20 e 22h30, e domingos às 19hrs. Maiores informações pelo telefone: 3105-3129.


Rennata Airoldi
São Paulo, 17/7/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sabemos pensar o diferente? de Guilherme Carvalhal
02. Correio de Elisa Andrade Buzzo
03. Margeando a escuridão de Elisa Andrade Buzzo
04. Bonecas russas, de Eliana Cardoso de Eugenia Zerbini
05. Steve Jobs e a individualidade criativa de Wellington Machado


Mais Rennata Airoldi
Mais Acessadas de Rennata Airoldi em 2002
01. Cartas que mudaram a História! - 10/4/2002
02. Saudosismo - 10/7/2002
03. Do primeiro dia ao dia D - 13/3/2002
04. Enfim: Mário Bortolotto! - 25/9/2002
05. A Nova Hora, A Hora da Estrela! - 6/3/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Procura- Se Hugo / 8ª Ed
Diléa Frate
Ediouro
(2002)



II Simposio Estadual do Café
Cetcaf
Cetcaf
(1996)



Cenas Brasileiras
Rachel de Queiroz
ática
(2002)



Alice no País das Maravilhas
Lewis Carroll; Adaptado por Débora J. Durães
Abril
(2011)



Não Faça Tempestade Em Copo DÁgua no Trabalho
Richard Carlson
Rocco
(1999)



Meditação dos Guias Interiores
Edwin C. Steinbrecher
siciliano
(1990)



Os Mestres Secretos do Tempo
Jacques Bergier
hemus
(1974)



Guia Prático para a Ascensão
Tony Stubbs
pensamento
(2004)



Antologia Poética
Manuel Bandeira
Global
(2013)



Inocência
Visconde Te Taunay
Escala
(1992)





busca | avançada
58257 visitas/dia
1,6 milhão/mês