O que importa é a literatura | José Frid

busca | avançada
33925 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Namíbia, Não! curtíssima temporada no Sesc Bom Retiro
>>> Ceumar no Sesc Bom Retiro
>>> Mestrinho no Sesc Bom Retiro
>>> Edições Sesc promove bate-papo com Willi Bolle sobre o livro Boca do Amazonas no Sesc Pinheiros
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
>>> A relação entre Barbie e Stanley Kubrick
>>> Um canhão? Ou é meu coração? Casablanca 80 anos
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Entrevista com Ruy Castro
>>> Um conto-resenha anacrônico
>>> Um parque de diversões na cabeça
>>> Rindo de nossa própria miséria
>>> História da leitura (V): o livro na Era Digital
>>> Duas crises: a nossa e a deles
>>> As pessoas estão revoltadas
>>> Eu sou fiscal do Sarney
>>> Vamos sentir saudades
>>> Pequena poética do miniconto
Mais Recentes
>>> Curso de Direito Natural de Luís Taparelli D'Azeglio, Sj;Nicolau Rosseti pela Anchieta (1945)
>>> Tiro no coração de Mikal Gilmore pela Companhia das Letras (1996)
>>> A Crise Do CapitalismoA de A Crise Do Capitalismo pela A Crise Do Capitalismo (1999)
>>> Histórias de Fadas de Oscar Wilde pela Saraiva (2015)
>>> Eu, Robô de Isaac Asimov pela Ediouro (2004)
>>> Gramatica de la lengua espantola de Emilio Alarcos Llorach pela Espasa (2015)
>>> A costureira de Dachau de Mary Chamberlain pela HarperCollins (2014)
>>> Grande Sertão. Veredas de Guimarães Rosa pela Nova Fronteira (2010)
>>> The India-Rubber Men de Edgar Wallace pela London hodder & stoughton limited (1940)
>>> Flash Mx Com Actionscript - Orientado A Objetos de Francisco Tarcizo B. Junior pela Érica (2002)
>>> Destros e canhotos de José Quadros Franca pela Melhoramentos (1969)
>>> História da riqueza do homem de Leo Huberman pela Zahar (1971)
>>> Sentimentos Modernos de Maria Angela D'incao pela Brasiliense (1996)
>>> A Criança Saudável de Wilhelm Zur Linden pela Brasiliense (1977)
>>> A Mae Do Freud de Luis Fernando Veríssimo pela L&pm (1987)
>>> Irritacao - O Fogo Destruidor de Torkom Saraydarian pela Aquariana (1991)
>>> Boa Noite Punpun de Inio Asano pela JBc (2019)
>>> Biblioteca Desafios Matemáticos - 7 volumes de Vários Autores pela RBA / Editec (2023)
>>> Mude a sua Mente e Transforme a sua Vida de Gerald G. Jampolsky e Diane V. Cirincione pela Cultrix (1999)
>>> Uns e Outros: Contos Espelhados - Tag de Helena Terra e Luiz Ruffato pela Tag / Dublinense (2017)
>>> A Metafísica do Cinema de Robert Bresson de Carlos Frederico Gurgel Calvet da Silveira pela Batel (2011)
>>> Violencia Política en el Siglo XXI de Adalberto C. Agozino pela Dosyuna (2011)
>>> Religiões e Homossexualidades de Maria das Dores Campos Machado; Fernanda Delvalhas Piccolo (Orgs.) pela Fgv (2010)
>>> Jerusalém de Gonçalo M. Tavares pela Companhia das Letras (2006)
>>> Cinema, Pipoca e Piruá de Sérgio Klein pela Fundamento (2009)
COMENTÁRIOS

Sábado, 27/11/2010
Comentários
Leitores

O que importa é a literatura
Adoro o cheiro de livro novo, a capa, passar os dedos pelas páginas, frequento sebos, tenho uma desorganizada biblioteca com mais de mil livros, mas estou pronto para passar a ler num "leitor eletrônico" como você. Só estou esperando o mercado consolidar um equipamento que tenha quase todos os livros publicados no Brasil. O culto ao livro de papel pode continuar, mas tendo o livro como objeto, e não como literatura. Esta é composta pelos textos, que podem estar em qualquer suporte físíco ou não.

[Sobre "Cheiro de papel podre"]

por José Frid
http://blogdofrid.blogspot.com
27/11/2010 às
08h43 189.69.18.2
(+) José Frid no Digestivo...
 
Tropa de Elite e a vida real
Realmente, um belo exemplar do cinema nacional. Não é à toa que vai atingir dez milhões de espectadores. Entretanto, saí triste do cinema. Apesar de toda a denúncia estampada no filme, não houve nenhum impacto na vida real. O governador foi reeleito, os deputados suspeitos também, não se viu nenhum expurgo de policiais corruptos, os celulares e as armas continuam entrando nos presídios (agora mesmo, o tal de Marcinho VP comandou os ataques no Rio de dentro de presídio de segurança máxima), o pessoal continua cheirando cocaína por toda cidade. Há muitos interesses em jogo para poder-se mudar alguma coisa.

[Sobre "Tropa de Elite 2: realidade como osso duro de roer"]

por José Frid
http://blogdofrid.blogspot.com
27/11/2010 às
07h51 189.69.18.2
(+) José Frid no Digestivo...
 
Parece que o texto é meu!
Bem, estou aqui, às três da madrugada, cheguei em casa e seu texto estava no favoritos. Comecei a ler, e, por Deus, é meu discurso todo! Pensei que esse discurso de não ter feito nada da vida era só meu, apesar de muitos terem dito que fiz muito. Escrevo, roteirizo, fiz letras, mas é como se isso não fosse nada... E me dá um medo porque, depois dos trinta, e aí? Mas nem penso mais sobre isso. Como você disse, a expectativa de vida aumentou, porém o julgamento das pessoas é o mesmo, acho que o super ego que transforma o ego da crise dos 28 mais difícil, porém, deixa rolar! Antes dos trinta faço algo pra chegar na casa dos 30 de melhor humor! Valeu pelo texto!

[Sobre "A crise dos 28"]

por Lino Alves
http://www.paideiacult.blogspot.com
27/11/2010 às
04h16 189.105.14.202
(+) Lino Alves no Digestivo...
 
Diferentes conceitos
A discussão sobre o novo jornalismo é complexa e, claro, vai muito além do que está exposto no artigo do Luiz Rebinski Júnior. O novo jornalismo pertence a um período histórico específico e, diante disso, é meramente desastrado tentar colocar na mesma panela Charles Dickens, Balzac e os jornalistas americanos dos anos 1960. Para começar, pergunto: qual era o conceito de reportagem no século XIX na Inglaterra e na França? O romance, como literatura, poderia cumprir esse papel? Perceba-se ainda que o conceito de reportagem de revista difere, e muito, do conceito de reportagem de jornal. O novo jornalismo foi praticado (e ainda é) principalmente nas revistas, que, por sua vez, trabalham com a experimentação da linguagem. Para encerrar, concordo com a observação de Sérgio Vilas Boas: em "A sangue frio", Capote estava preocupado em fazer literatura utilizando a técnica da reportagem. Isso é outra coisa também.

[Sobre "Jornalismo literário: a arte do fato?"]

por Márcio Calafiori
26/11/2010 às
21h47 189.34.129.215
(+) Márcio Calafiori no Digestivo...
 
Filósofos versus Wikipédia
Estamos julgando o valor dos filósofos citados por Diderot (Malebranche, continuador de Descartes, por exemplo) pela sua permanência no mainstream? Por sua "influência"? E em que medida se pode dizer que Diderot era "personalista"? Galileu revolucionou a história da ciência em uma forma que determinou o trabalho de Newton e foi mais longe do que qualquer coisa que o criador da Wikipédia pode fazer. Fora que a tradição científica anterior a Diderot já ressaltava os perigos das opiniões pessoais, e desde Descartes se fala de prejuízo e preconceito atrapalhando a razão. Estamos avaliando os verbetes da Enciclopédia como "apostas"? Eram tentativas de previsão de sucesso, da mesma forma que nossas revistas semanais? A Wikipédia é algo valioso e a produção coletiva da forma como temos hoje é de fato uma revolução do nível do iluminismo, mas esse seu comentário me parece muito problemático, em muitos âmbitos.

[Sobre "Diderot, o enciclopedista, e sua História da Filosofia"]

por Duanne Ribeiro
http://www.revistacapitu.com
26/11/2010 às
10h15 200.196.153.29
(+) Duanne Ribeiro no Digestivo...
 
O livro de papel será extinto
Muito ilustrativo. Acredito que como quase tudo da minha geração o livro em papel tende à extinção. Creio firmemente que o livro eletrônico incorporará as funções do celular, TV e demais parafernálias eletrônicas que temos que ulilizar mas detestamos carregar.

[Sobre "Cheiro de papel podre"]

por Marcus Goettenauer
25/11/2010 às
17h22 189.71.221.52
(+) Marcus Goettenauer no Digestivo...
 
Personalidade marcante
Excelente artigo. Certamente deve ter sido uma experiência e tanto conviver com uma figura como essa. Eu, particularmente, nunca gostei dele, mas sua personalidade era realmente marcante.

[Sobre "Meu amigo Paulo Francis"]

por Roberto
24/11/2010 às
17h39 189.84.234.4
(+) Roberto no Digestivo...
 
Sedução através do texto
Você mesmo possui a arte perfeita de seduzir através de seus textos eletrônicos. Confesso, no entanto, que a minha rendição a esta modernidade vem muito lentamente preenchendo minha adoração de passar entre os dedos páginas e mais páginas de um livro que exala um cheiro provocador de êxtase.

[Sobre "Cheiro de papel podre"]

por Láyla
24/11/2010 às
09h27 187.39.41.171
(+) Láyla no Digestivo...
 
Há bons e bons
"A condição de existência dos bons é a mentira", mas há "bons" e "bons". Uns são indivíduos que, negando veementemente a natureza humana, oprimem a si mesmos e aos outros; outros "bons" reconhecem a mesquinhez humana e sabem que a bondade absoluta é uma falácia, mas nem por isso deixam de exercer uma autovigilância saudável e de cometer atos altruístas, nem que seja como forma de manter a paz civil. Nem o contrário de Nietzsche é a literatura de autoajuda e nem o reconhecimento de que, no âmago, o "homem é o lobo do homem" precisa descambar para o "salve-se quem puder". Quanto à afirmação de que "Nietzsche não é para qualquer um", como provocação é até divertida, mas levada ao pé da letra sugere uma mitificação/adoração do autor que certamente ele desprezaria, afinal, libertário até a medula, era contra qualquer tipo de autoridade.

[Sobre "A Auto-desajuda de Nietzsche"]

por Rosangela Cavalcanti
http://www.twitter.com/rosangelabc
23/11/2010 à
00h17 71.191.205.230
(+) Rosangela Cavalcanti no Digestivo...
 
Só parei de ler no final
Muito bom! Adorei ler, só parei no final. Bom ponto de vista, bons argumentos.

[Sobre "Crítica à arte contemporânea"]

por iata
22/11/2010 às
16h30 220.255.2.159
(+) iata no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Presente a Dádiva Que Abençoa a Quem o Dá
R. R. Soares
Graça Editorial
(2000)



Marketing de Relacionamento e Competição Em Tempo Real Com Crm
M. Bretzke
Atlas
(2000)



O Desafio do Fórum Social Mundial - um Modo de Ver
Chico Whitaker Prefácio de Oded Grajew
Perseu Abramo
(2005)



Pollyanna - the Heinle Reading Library Series
Eleanor H. Porter
Cengage
(2009)



Três Estilos de Mulher - a Domestica. Col o Mundo Hoje Nr 39
Susana Pravaz
Paz e Terrra
(1981)



Brinque-book Conta Fábulas: o Conselho do Leão e Outras Histórias
Bob Hartman, Susie Poole
Brinque Book
(2002)



A Dinâmica do Amor 3ªed. 1984
Yves S. Arnaud
Paulinas
(1984)



Coleção Supergasbras Salgadinhos
Gold Editora
Gold
(2011)



Alegria e Triunfo
Lourenço Prado
Pensamento
(2012)



Pintura Aventura
Katia Canton
Dcl
(2009)





busca | avançada
33925 visitas/dia
1,4 milhão/mês