Colunas | Digestivo Cultural

busca | avançada
33102 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Exibição do documentário "ECO - Cantos da Terra" no Lab Mundo Pensante
>>> Sesc Birigui apresenta por+vir e A Mão do Meio - sinfonia lúdica com a Cia de Danças de Diadem
>>> "Orfãos de São Paulo" é tema de evento com entrada franca
>>> Sesc Ipiranga recebe Cris Narchi
>>> Danças contemporânea e urbana fazem o 'Cartografia do Possível', no CRDSP
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Blockchain Revolution, o livro - ou: blockchain(s)
>>> Bates Motel, o fim do princípio
>>> Bruta manutenção urbana
>>> Por que HQ não é literatura?
>>> Precisamos falar sobre Kevin
>>> Entrevista com o poeta mineiro Carlos Ávila
>>> Bitcoin, smart contracts, blockchain, cryptoassets
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> Manchester à beira-mar, um filme para se guardar
>>> Noel Rosa
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> O que sei do tempo III
>>> Primeiro ato
>>> Pssica e a Amazônia de Edyr Augusto
>>> UM VENTO ERRANTE
>>> Voamos Juntos
>>> Evolução, revolução e regressão
>>> Medo do futuro?
>>> Lugar comum
>>> Chaleira
>>> O que sei do tempo III
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Dançando com Shiva
>>> A barbárie contra-ataca
>>> O blogueiro: esse desconhecido
>>> O Tigre Branco
>>> O soldado absoluto
>>> A diferença entre baixa cultura e alta cultura
>>> L'Empereur
>>> Radiohead e sua piscina em forma de lua
>>> Isso é arte?
>>> Caricaturas ao vivo
Mais Recentes
>>> A Audácia dessa Mulher
>>> Confissões
>>> Abraão a Invenção da Fé
>>> Visão do Paraíso
>>> O Empresário faz a Diferença
>>> O Mistério da Fábrica de Livros
>>> Os 100 Segredos das Pessoas de Sucesso
>>> Patrimônio - Uma História Real
>>> Herança de Sangue - Um Faroeste Brasileiro
>>> As Regras da Sedução
>>> Uma Mulher Livre
>>> Uma República de Leitores: História na Recepção das Cartas Chilenas
>>> Sin City A noite da vingança
>>> Tratamento de Distúrbios da Aprendizagem
>>> Em Busca de Deus - a Plenitude da Alegria Cristã
>>> Universo Kabbalístico
>>> A Boa Confissão
>>> Uma obsessão indecente
>>> Criação, Graça, Salvação
>>> A Mão Esquerda da Criação Origem e Evolução do Universo
>>> Qual o Motivo da Criação?
>>> A Consciência de Zeno
>>> 1789 - a História de Tiradentes
>>> Ricardo de paula Meneghelli ( O final dos tempos )
>>> 10 Mandamentos do Sistema Imunológico
>>> A Todo Vapor! Uma parábola de negócios
>>> Access 2010
>>> Roteiro de Minas
>>> aprenda em 24 horas Java 1.1
>>> Quicken 2015 For Dummies
>>> Sistemas Operacionais Modernos
>>> Por Todos os Poros Poesia
>>> Os Jogos Teatrais de Viola Spolin
>>> Zalina Rolim: Poetisa e Educadora
>>> Viagem Aos Quatro Cantos - com dedicatória ao poeta Francisco Mou
>>> Uma Breve Historia do Tempo
>>> Um só Grito
>>> Um Século De Poesia
>>> Um Homem e Suas Sombras - Com Dedicatória do Autor
>>> Um Homem e Suas Sombras
>>> Um Ciclo Completo - autografado
>>> Um Calafrio Diário - autografado
>>> Um Amor Que Vale A Pena
>>> Toda Poesia é um Canto
>>> Theology and Ministry in Context and Crisis
>>> Taras, Tarô e Outros Vícios
>>> Subsolo - autografado
>>> Stella Maia e Outros Poemas
>>> Sincretismo a Poesia da Geração 60
>>> Senhora - autografado
COLUNAS

Quinta-feira, 10/8/2017
Colunas
Colunistas

Da varanda, este mundo
>>> Daqui dá para ver o pico do Jaraguá. Onde? Ali, no meio, depois daquela antena. Em frente àquela coisa branca? O delicado verde-claro de um monte se delineia esvoaçante como uma miragem. Eu nunca fui no pico do Jaraguá, sempre quis ir. A gente sempre passava na frente voltando pra casa. Mas o pai nunca levou a gente lá... Podemos ver tão longe. Mais longe ainda, como numa última dimensão possível um sombreado azulado de serra.
por Elisa Andrade Buzzo
Leia Mais

Estevão Azevedo e os homens em seus limites
>>> O resgate realizado por Estevão proporcionou uma bela pérola literária para os tempos atuais. Em termos do que o brasileiro lê e do que temos em produção literária, ele foge da onda de autoficções e de literaturas urbanizadas que muitas vezes dão as costas para o Brasil e tentam ser mais estadunidenses e europeias do que brasileiras. Estevão resgata um pedaço precioso de nossa literatura e o faz com um livro rico e bem atual.
por Guilherme Carvalhal
Leia Mais

Séries da Inglaterra; e que tal uma xícara de chá?
>>> Estive a ver nestas férias, enquanto meus pés passavam frio, algumas séries britânicas na Netflix. Hoje, quando muitos vêm achando que o cinema parece já ter dito tudo, a televisão deu uma cambalhota, e voltando a parar em pé, como tudo que nos últimos anos vem mudando, ela acabou tirando do cinema alguma coisa, e certo é que há de parar bem essa história um dia à sétima arte, porque fermentações assim sempre trazem mudanças que, maturando, transformam leite em queijo, e enquanto à coivara criativa o cinema vai sobrevivendo, há algo de muito frescor no reino da Inglaterra.
por Renato Alessandro dos Santos
Leia Mais

A fotografia é um produto ou um serviço?
>>> Como não faz mais que 15, 20 anos que a cultura digital passou a ser forte em nosso mundo, é natural que, ao efetuar um pagamento, boa parte das pessoas (ainda) espere receber algo material. Penso que este é um dos fatores que levaram à volta dos discos de vinil (os LPs) - ou mesmo a explicação da longevidade da preferência pela foto em papel. A experiência, contudo, acabou me mostrando que o correto é tratar o trabalho de um fotógrafo não como um produto, mas como um serviço.
por Fabio Gomes
Leia Mais

A noite iluminada da literatura de Pedro Maciel
>>> A editora Iluminuras acaba de publicar A noite de um iluminado, de Pedro Maciel. O que está em jogo nesse romance é uma questão vital para a literatura contemporânea. Como lidar com o espelho quebrado da realidade e sua multiplicação de cacos e dos ecos desses cacos? É essa a obsessão da literatura verdadeiramente contemporânea, a de descobrir uma linguagem que poderia exprimir algo próximo desse mundo. Construir uma espécie de vitral, com o que sobrou de nossas certezas aos pedaços, como sugeriu o dramaturgo Gerald Thomas.
por Jardel Dias Cavalcanti
Leia Mais

Apontamentos de inverno
>>> Entre as folhas dos pinheiros nos cemitérios, desponta um pontilhismo em tons de laranja do precoce anoitecer. Barracas de moradores de rua parecem curtir a suavidade de um pôr do sol praiano, e os últimos raios do dia encimam o edifício Queen Elizabeth. Emergidos das sombras e a elas retornando, assim surfamos, delirantes, nesta terra de subtropical indiferença.
por Elisa Andrade Buzzo
Leia Mais

Literatura, quatro de julho e pertencimento
>>> Uma lista, divulgada pelo site Nexo com base de dados do PublishNews, indica os livros mais vendidos do Brasil nos últimos anos. O campeão de vendas, Edir Macedo, seguido por Marcelo Rossi e um livro de colorir. Nenhum livro de poesia. Quanto a ficção, nenhuma obra escrita por brasileiros, apenas ficção de língua inglesa. Li essa lista no dia 4 de julho. Não há como desassociar um fato do outro. A literatura cria um senso de nacionalidade e fortalece a cultura de uma nação.
por Guilherme Carvalhal
Leia Mais

O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância
>>> O conceito de lugar de fala - a ideia de que as perspectivas de cada qual são marcadas pela sua situação, pelos custos e riscos das suas ações, pelos seus recursos e ferramentas particulares - é produtivo; pode nos equipar para construir potencialidades e destruir posturas arraigadas. Diz algo sobre nós e nos estimula a atentar ao que os outros dizem de si - e também expõe os desníveis entre o que um e outro podem perceber.
por Duanne Ribeiro
Leia Mais

Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico
>>> A sala se enchia. As caras a assustavam. Onde estavam os meninos barbados e as meninas de chinelo? Havia poucas meninas. E os meninos estavam de terno. Que juventude era aquela? Nas salas de aula, gostava de provocar. Um dia falou: "Esqueçam essa categoria de classe social, pois isso explica pouco da vida humana." Os alunos tiveram um treco, foi engraçado.
por Heloisa Pait
Leia Mais

Um caso de manipulação
>>> Em seu famoso prólogo a Dom Quixote de La Mancha, o autor, Miguel de Cervantes, fornece uma importante informação ao leitor: a de que ele, Cervantes, não é o "pai" da obra, mas sim o seu "padrasto". O leitor - ou "desocupado leitor", como o autor a ele se dirige no começo do texto - é pego de surpresa: como assim, padrasto? Abre-se, então, espaço para que se faça a inescapável pergunta: se ele não é o pai - ou seja, o criador - da história, quem o será?
por Celso A. Uequed Pitol
Leia Mais

Brasil, o buraco é mais embaixo
>>> Lá se foram quatro anos de muita turbulência. Muita coisa mudou. E a política? Houve troca de presidente, é verdade, mas voltou ao poder aquele partido que sempre esteve lá. Afinal, a história recente do Brasil ensina que não se governa o país sem fazer pactos. E um dos primeiros a exigirem que sua mão seja beijada é o PMDB. Está no poder desde 1985 e não deve sair tão cedo.
por Luís Fernando Amâncio
Leia Mais

Nós que aqui estamos pela ópera esperamos
>>> A primeira vez foi na biblioteca. Estava no campus da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara. Havia passado em Ciências Sociais, mas seis meses depois abandonei o curso. Nada de sociologia, de política, de antropologia; descobri que queria mesmo era fazer Letras; então, fiquei na biblioteca do campus, pelejando para o próximo vestibular. Tinha 19 anos.
por Renato Alessandro dos Santos
Leia Mais

Retratos da ruína
>>> Como e quando foi arrancado o duplo caminho retilíneo de árvores da avenida Paulista? Suas copas, como triângulos, empinadas para cima, para o futuro, tão bem protegidas por uma estrutura de madeira; tal qual um grande prédio em construção. Provavelmente hoje não há nenhum exemplar delas, retratadas na aquarela de 1891 de Jules Martin, exposta no MASP na mostra "Avenida Paulista".
por Elisa Andrade Buzzo
Leia Mais

Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
>>> Poker. Então era isso. Poker. Ele jogava. Não jogava como um jogador, um Dostoievski, entregue. Não. Apenas apreciava o jogo. Era isso. A política! A aposta, o blefe. Saber as cartas que o outro tem... O poker, é verdade, havia se tornado mais popular ultimamente. Clubes de bairro, jogos online, cursos caros para crianças ocupadas e gratuitos para jovens em situação de risco. Era uma dessas febres que assolava o país de tanto em tanto tempo.
por Heloisa Pait
Leia Mais

Notas confessionais de um angustiado (VI)
>>> O tema do suicídio começa a ganhar bastante espaço na história, pois se torna uma obsessão de Fred, à medida que começam as aparecer referências sobre o tema em tudo que lê ou a que assiste. Analisei o tema em um dos ensaios na disciplina do mestrado e foi assunto recorrente em outras oportunidades dentro do curso. Por que inserir temas como esse na narrativa?
por Cassionei Niches Petry
Leia Mais

Julio Daio Borges
Editor
mais colunas | topo


Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LINGUAGEM JORNALÍSTICA
NILSON LAGE
ÁTICA
(1985)
R$ 7,00



O LEGADO DE NUGHTINGALE
CATHERINE COULTER
NOVA CULTURAL
(1995)
R$ 9,00



O PODER DA MULHER QUE ORA
STORMIE OMARTIAN
MUNDO CRISTÃO
(2008)
R$ 15,00



O MILITAR E A CIÊNCIA NO BRASIL
NETO, MANUEL DOMINGOS (ORGANIZADOR)
GRAMMA
(2010)
R$ 30,00



A VIDA NÃO É REAL - ASSIS BRASIL (LITERATURA BRASILEIRA)
ASSIS BRASIL
CLUBE DO LIVRO
(1975)
R$ 4,00



FENIX
DANIEL C. LUZ
FRENTE E VERSO
(2004)
R$ 20,00



METODOLOGIA - O CAMINHO DA CIÊNCIA
FERMINO BEDIN
EDICON
(2007)
R$ 16,80
+ frete grátis



AUTOMÓVEL - CAPA DURA
ARTHUR HAILEY
CÍRCULO DO LIVRO
(1971)
R$ 8,00



LÍRICA
LUÍS DE CAMÕES
CULTRIX
(1995)
R$ 18,00



OS CÁTAROS E O CATARISMO
LUCIENNE JULIEN
IBRASA
(1993)
R$ 49,99
+ frete grátis





busca | avançada
33102 visitas/dia
1,0 milhão/mês