A morte do disco | Luiz Rebinski Junior | Digestivo Cultural

busca | avançada
59182 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Exuberância - Moisés Patrício
>>> Missão à China
>>> Universidade do Livro desvenda os caminhos da preparação e revisão de texto
>>> Mississippi Delta Blues Festival será On-line
>>> Tykhe realiza encontro com Mauro Mendes Dias sobre O Discurso da Estupidez
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Quem somos nós para julgar Michael Jackson?
>>> Culture to Digest
>>> Os novos filmes de Iñárritu
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> One-man show
>>> A difícil arte de fazer arte
>>> O Exército de Pedro
>>> Doida pra escrever
Mais Recentes
>>> A formação do capital e seu desenvolvimento de Leônidas de Resende pela Senado (2011)
>>> A Coluna Prestes no Piauí de Chico Castro pela Senado (2007)
>>> Amapá: a terra onde o Brasil começa de José Sarney e Pedro Costa pela Senado (2004)
>>> Diário de uma Paixão de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2010)
>>> O Guardião de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2013)
>>> Um Homem de Sorte de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2011)
>>> Noites de Tormenta de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2010)
>>> O Casamento de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2012)
>>> O Casamento de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2012)
>>> O Milagre de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2010)
>>> O Melhor de Mim de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2012)
>>> A Escolha de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2012)
>>> Um Amor para Recordar de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2011)
>>> A última Música de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2010)
>>> Primeiro Amor de James Patterson pela Novo Conceito (2014)
>>> Pelos Caminhos de Pedras e de Folhas Secas de Maria José Mamede Galvão pela Caravela (2018)
>>> Violetas na Janela de Patrícia Espirita pela Petit (2020)
>>> Divergente Uma Escolha Pode Te Transformar de Verônica Roth pela Rocco (2012)
>>> Traité Clinique Et Pratique des Maladies Puerpérales Suites de Couches de E Hervieux pela Adrien Delahaye Libraire Éditeur (1870)
>>> Commentaires Thérapeutiques du Codex medocamentarius de Adolphe Gubler pela J B Bailliére Et Fils (1868)
>>> A Esperança de Suzanne collins pela Rocco (2012)
>>> Dictionnaire de Medicine de Chirurgie, de Pharmacie de E Littrè & Ch Robin pela J B Bailliére Et Fils (1865)
>>> Os Pensadores - Fichte de Johann Gottlieb Fichte pela Nova Cultural (1988)
>>> Os Grandes Profetas de Nova Cultura pela Nova Cultural (1985)
>>> Reflexões Sobre a Historia Moderna de Hans Kohn pela Fundo de Cultura (1965)
>>> História da América Portuguesa de Rocha Pita pela Senado Federal (2011)
>>> Guia de Conversação Langenscheidt Inglês de Vários Autores pela Martins Fontes (1998)
>>> Dicionário Inglês Português / Português Inglês de Amanda Marques & David Draper pela Ática (1988)
>>> Francês Para Viagem e Dicionário de Vários Autores pela Berlitz (1991)
>>> No Giro do Mundo os Periódicos do Real Gabinete Português de Leitura 1 de Eduardo da Cruz ( Org. ) pela Real Gabinete Português de Leitura (2014)
>>> Dicionário Espanhol Português / Português Espanhol de Vários Autores pela Dcl
>>> RL - Uma Autobiografia de Rita Lee pela Globo Livros (2016)
>>> Minidicionário Ruth Rocha de Ruth Rocha & Hindenburg da Silva Pires pela Scipione (2001)
>>> Mecânica Vetorial para Engenheiros - Estática de Ferdinand P. Beer e E. Russell Johnston Jr pela McGraw-Hill (1994)
>>> Dicionário Júnior da Língua Portuguesa de Geraldo Mattos pela Ftd (1996)
>>> Bá, Tchê! – Dicionário Temático de Luis Augusto Fischer pela Artes e Ofícios (2001)
>>> Mecânica Vetorial para Engenheiros 1 - Estática de Ferdinand P. Beer e E. Russell Johnston Jr pela McGraw-Hill (1977)
>>> Dicionário de Porto-Alegrês de Luís Augusto Fischer pela Artes e Ofícios (1999)
>>> Resistência dos Materiais de Ferdinand P. Beer e E. Russell Johnston Jr pela McGraw-Hill (1982)
>>> O Constitucionalismo democrático latino-americano em debate de Leonardo Avritzer/Lilian Cristina Bernardo Gomes (Org) pela Autêntica (2017)
>>> Reiki - Medicina Energética de Libby Barnett e Magie Chambers pela Nova Era (1999)
>>> Revista do Livro Ano V Número 20 Dezembro de 1960 de Lêdo Ivo, Mário de Andrade, Heitor Lyra e outros pela Instituto Nacional do Livro (1960)
>>> The Argumentative Indian - Writings on Indian History, Culture de Amartya Sen pela Picador (2005)
>>> O Encanto da Montanha & Caminho ao Lar de Linda Howard pela Harlequin Books (2010)
>>> Afrodiáspora 6 e 7 - Revista de estudos do mundo negro de Vários Autores pela Ipeafro (1985)
>>> Aventura Ardente de Diana Palmer pela Harlequin Books (2013)
>>> Indiscreta de Candace Camp pela Harlequin Books (2005)
>>> Meu Anjo de Sherryl Woods pela Harlequin Books (2005)
>>> Pido la Paz y la Palabra de Blas de Otero pela Cantalapiedra (1955)
>>> Steve Jobs de Walter Isaacson pela Companhia das Letras (2011)
COLUNAS

Quarta-feira, 31/10/2007
A morte do disco
Luiz Rebinski Junior

+ de 2800 Acessos
+ 2 Comentário(s)

A nova onda do do it yourself, lendário lema punk que realçava a livre iniciativa musical e política no fim dos anos 1970, não tem apenas dado novo ânimo a grupos que se valem da internet para gravar e divulgar música. Tem feito muito mais. A revolução da web tem alterado de forma radical a maneira com que se consome música e como as pessoas se relacionam com esse tipo de arte.

Em artigo publicado no Digestivo Cultural (o texto é fragmento do livro Tempestade de Ritmos), Ruy Castro escreve sobre como o último suporte material para se ouvir música, o CD, está desaparecendo ante a avalanche de downloads.

Castro descreve como a música foi das "grosseiras chapas primitivas" até os pequenos tocadores de MP3 em menos de cem anos. "A música hoje se espreme em aparelhinhos menores que uma caixa de fósforos, os quais tendem a diminuir ainda mais para caber, quem sabe, num ponto grampeado ao lóbulo, ou talvez num piercing espetado ao tímpano. A idéia é a de que, em breve, o ato de ouvir música dispense qualquer objeto físico - inclusive as orelhas", escreve o autor de Chega de Saudade - A História e as histórias da Bossa Nova.

Mas além da mudança relacionada ao prazer visual que um disco proporciona - com seus encartes, fotos, informações sobre o artista e detalhes menores tão apreciados pelos aficionados por música -, a passagem para o som "virtual" também acaba com o que os artistas gostam de chamar de "a concepção de um álbum". Se antes um grupo entrava no estúdio para executar peças que - seja temática ou sonoramente - ao serem finalizadas dariam vida a uma obra com unidade musical, agora esse trabalho já não é mais tão requisitado. Isso porque com o formato MP3 dificilmente se escuta um álbum de fio a pavio, como se fazia com os LPs - era impossível ouvir os dois lados do disco todo sem se levantar da poltrona - e ainda hoje com os CDs.

As faixas se sobrepujaram aos discos. Cada um faz sua própria seleção e a coloca em tocadores, sem se importar se aquela música era continuação ou não de outra canção. É pouco relevante também saber se o artista se preocupou dias e dias escolhendo a seqüência das faixas.

Assim hoje faz pouco sentido gravar um disco como Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, dos Beatles, ou Tommy, uma das óperas rock do The Who. Menos sentido faz escutar de forma fragmentada em um tocador de MP3 discos como The Dark Side Of The Moon, a obra-prima do Pink Floyd, em que as músicas estão todas interligadas. Isso porque os exemplos citados são obras feitas para serem apreciadas do começo ao fim, sem interrupções. A concepção do disco, ou como queria Walter Benjamin, a sua aura de obra de arte, perder-se-ia em meio a outras músicas e estilos. Músicas como "Breath" e "The great gig in the sky", de Dark side, não fazem muito sentido entre um ska e um raggae.

É fato, porém, que a troca de arquivos na internet democratizou de certa forma o consumo de música - ainda que este seja também um ponto questionável, já que no Brasil ainda é pequeno o índice de pessoas que tem acesso ilimitado à internet. Se nos anos 1980 um disco demorava cinco ou dez anos para chegar ao Brasil, hoje as coisas são bem mais fáceis. A um clique pode-se ouvir a última novidade de um grupo da Islândia ou Suécia.

O mercado fonográfico por sua vez não sabe o que fazer diante da situação. Com as vendas em queda, as gravadoras estão em dúvida se apostam em novos formatos ou tentam de alguma forma salvar o velho modelo. Muitos selos já lançam músicas especialmente para downloads, em uma tentativa de revigorar a cultura dos singles, que pelo menos na Europa e Estados Unidos nunca saiu de moda.

Do lado dos artistas, a maioria já não se preocupa tanto com vendas, canalizando suas ações em shows e outros tipos de eventos. É assim que vão ganhar dinheiro daqui para frente. Exemplo bem-acabado de tal estratégia é a banda inglesa Radiohead, que colocou seu novo disco, In Rainbows, à venda pela internet, propondo que o interessado pague apenas quanto achar justo pelo álbum.

Abundância de sons
Um fator desagregador, evidenciado até mesmo pelos fiéis "baixadores" de música, é que com a recorrente fragmentação dos sons e a abundância de possibilidades, sobra pouco tempo para apenas um disco ou artista. Outro dia um amigo me disse que tinha baixado a discografia completa do Beatles, incluído aí gravações raras, shows e as diversas coletâneas que a cada ano pipocam do grupo, mas que nunca tinha tido tempo para ouvir o material e que fixou as audições nos discos que já conhecia. Mesmo processo ocorre em relação ao surgimento de novos grupos que, encorajados pela facilidade de produção e disseminação de música na web, não são absorvidos pelo público, que logicamente não consegue captar tamanha informação.

Com isso o prazer de se sentar em uma velha poltrona de frente ao aparelho de som e ler de cabo a rabo as informações do encarte de um disco, enquanto a música rola, perdeu-se entre downloads.

Ainda assim, há uma parcela significativa de pessoas que vêem no CD - ou mesmo no LP - um objeto importante para o ato de escutar música. Para essas pessoas, a internet serve muito mais como meio, e não fim, para se ampliar os horizontes musicais. O conhecimento proporcionado pela troca de arquivos é apenas parte do processo. Afinal, música é muito mais do que um simples ato de ouvir algo mecânico. Música é sentimento, emoção. Quem se interessa por música não se contenta em apenas ouvir e ponto. O culto ao artista, às idéias e à estética musical - e visual, por que não? - como um todo também faz parte do universo sonoro. E esse, quem sabe, talvez seja um detalhe que possa dar sobrevida à velha forma de se escutar uma canção.


Luiz Rebinski Junior
Curitiba, 31/10/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Brasil que eu quero de Luís Fernando Amâncio
02. Lançamento de Viktor Frankl de Celso A. Uequed Pitol
03. Ação Social de Ricardo de Mattos
04. A literatura infanto-juvenil que vem de longe de Marcelo Spalding
05. Aborto de Marilia Mota Silva


Mais Luiz Rebinski Junior
Mais Acessadas de Luiz Rebinski Junior em 2007
01. Literatura pop: um gênero que não existe - 5/12/2007
02. Recordações da casa dos mortos - 12/4/2007
03. Quem é o autor de um filme? - 6/8/2007
04. A Literatura na poltrona - 13/9/2007
05. O sucesso do Cansei de Ser Sexy - 31/5/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
10/11/2007
18h14min
Interessante que a individualização, tão apregoada na sociedade capitalista, tenha refletido também na música; quando você diz que a obra perdeu significância em relação ao single é o singular se sobrepujando sobre o coletivo. Acredito que isso seja um reflexo do próprio mercado, onde artistas são lançados todos os dias e os hits duram algumas semanas, até o próximo e o próximo. Mas também tem aquela outra questão, alguns músicos são tão bons ou tocam de alguma forma tantas pessoas que acabam se tornando eternos, ou mesmo cantores novos que tenham fãs realmente. Ainda escuto cds inteiros, tanto de antigos como o Led como de novos como a Amy Winehouse. Mas concordo que há uma fragmentação de significados e as pessoas acabam perdendo a arte que está na música.
[Leia outros Comentários de Bia Cardoso]
13/11/2007
21h41min
Interessante esta matéria. Eu moro no Rio Grande do Norte e há um tempo alertei um colega, que tem um sebo de Cd´s, sobre essa nova concepção sonora. O vinil aqui tem valorizado bastante (um disco pode chegar a custar até 100 reais!)
[Leia outros Comentários de william Eloi]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ORGANIZAÇÕES MODERNAS
AMITAI ETZIONI
LIVRARIA PIONEIRA
(1972)
R$ 9,40



EÇA DE QUEIROZ - OBRA LAUREADA PELA ACADEMIA BRASILEIRA
CLOVIS RAMALHETE
MARTINS
(1960)
R$ 11,56



O TEMPLO DO SILÊNCIO
NEIMAR DE BARROS
O RECADO
(1981)
R$ 6,90



DESERTO
LUIS S. KRAUSZ
BENVIRA
(2013)
R$ 9,99



GERIATRIA E GERONTOLOGIA VOLUME 1
REICHMANN E AUTORES EDITORES
REICHMANN E AUTORES EDITORES
(2005)
R$ 26,09



O FANTÁSTICO MISTÉRIO DE FEIURINHA
PEDRO BANDEIRA
MODERNA
(2009)
R$ 22,00



DIMENSOES POLITICO INSTITUCIONAIS DA GOVERNANÇA DA GOVERNANÇA DA ÁGUA
PEDRO ROBERTO JACOBI
ANNABLUME
(2009)
R$ 12,90



A TÉCNICA DE INTERPOR RECURSOS CÍVEIS -A TÉCNICA DO DIREITO
GILBERTO CALDAS
JURIDICA BRASILEIRA
(2002)
R$ 5,50



INTRODUÇÃO A SOCIOLOGIA
ARMAND CUVILLER
NACIONAL
(1965)
R$ 6,90



CATECISMO ESPÍRITA
O PENSAMENTO
O PENSAMENTO
(1944)
R$ 50,00





busca | avançada
59182 visitas/dia
2,1 milhões/mês