A Conquista de Nenhuma | Marilia Mota Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
37883 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> Espírito de porco
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nine Eleven
>>> E a bomba caiu!
>>> Arte é entropia
>>> Impressões sobre São Paulo
>>> Lobato e os amigos do Brasil
>>> A Promessa da Política, de Hannah Arendt
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
Mais Recentes
>>> Estalos e Rabiscos - Mãos à Obra Literária de Walter Galvani pela Novaprova (2011)
>>> Distrito Federal Paisagem, População e Poder de Marília Peluso e Washington Candido pela Harbra (2006)
>>> Parto de Mim de Vera Pinheiro pela Pallotti (2005)
>>> Deuses americanos de Neil Gaiman pela Intrínseca (2016)
>>> A Ilha dos Prazeres de André Rangel Rios pela Uapê (1996)
>>> A pequena pianista de Jane Hawking pela Única (2017)
>>> Tradição e Novidade na Ciência da Linguagem de Eugenio Coseriu pela Presença- Usp (1980)
>>> Jovens Sem-Terra - Identidade em movimento de Maria Teresa Castelo Branco pela Ufpr (2003)
>>> Os Segredos das Mulheres Inteligentes de Julia Sokol e Steven Carter pela Sextante (2010)
>>> Lettres et Maximes de Épicure pela Librio (2015)
>>> Um Mundo a Construir de Marta Harnecker pela Expressão Popular (2018)
>>> Da RegenciaÀ Queda de Rozas (Rosas)/ Encadernado de Pandiá Calógeras pela Cia. Ed. Nacional (1940)
>>> Psicoterapia y Relaciones Humanas de Carl Rogers e G. Marian Kinget pela Alfaguarra (1971)
>>> O Vinho no Gerúndio de Júlio Anselmo de Sousa Neto pela Gutenberg (2004)
>>> Michel Foucault, Filosofia e Biopolítica de Guilherme Castelo Branco pela Autêntica (2015)
>>> Vidas Provisórias de Edney Silvestre pela Intrínseca (2013)
>>> Introdução À Arqueologia Brasileira: Etnografia e História de Angyone Costa pela Cia. Ed. Nacional (1938)
>>> A Glória de Euclides da Cunha ; Edição Ilustrada/ Brasiliana de Francisco Venancio Filho pela Cia. Ed. Nacional (1940)
>>> A Glória de Euclides da Cunha ; Edição Ilustrada/ Brasiliana de Francisco Venancio Filho pela Cia. Ed. Nacional (1940)
>>> Viñas, Bodegas & Vinos de Argentina de Austral Spectator pela Austral Spectator (2007)
>>> Alexandre, o Conquistador de Airton de Farias pela Prazer de Ler (2013)
>>> A Fiandeira de Ouro de Sonia Junqueira pela Positivo (2008)
>>> Feudalismo de Airton de Farias pela Prazer de Ler (2013)
>>> Alfabeto de Histórias de Gilles Eduar pela Ática (2008)
>>> As Obsessões de um Executivo Extraordinário: as Quatro Disciplinas... de Patrick Lencioni pela Record/ RJ. (2002)
>>> As Obsessões de um Executivo Extraordinário: as Quatro Disciplinas... de Patrick Lencioni pela Record/ RJ. (2002)
>>> As Obsessões de um Executivo Extraordinário: as Quatro Disciplinas... de Patrick Lencioni pela Record/ RJ. (2002)
>>> Marketing Nas Empresas Brasileiras: Organização de Vendas de Joaquim Carlos da Silva pela Record/ RJ.
>>> Dicionário da Língua Portuguesa de Malthus Oliveira de Queiroz pela Sucesso (2014)
>>> Salgueiro 50 Anos de Glória de Haroldo Costa pela Record (2003)
>>> Mitologia Grega de Pierre Grimal pela L&PM (2009)
>>> Além do Bem e do Mal de F. Nietzsche pela Escala (2005)
>>> La Muerte de la Familia de David Cooper pela Paidos (1974)
>>> La Tentation d'Exiter de E. M. Cioran pela Gallimard (1988)
>>> Os Pioneiros - a Saga da Família Kent- Vol. III de John Jakes pela Record/ RJ.
>>> O Conto da Ilha Desconhecida de José Saramago pela Companhia das Letras (2015)
>>> A Vinda da Família Real para o Brasil de Airton de Farias pela Prazer de Ler (2013)
>>> O Quarto Pato de Índigo pela Positivo (2008)
>>> Sociedade do Cansaço de Byung-Chul Han pela Vozes (2015)
>>> O Tempo Escapou do Relógio de Marcos Bagno pela Positivo (2011)
>>> A Sujeição das Mulheres de Stuart Mill pela Escala (2006)
>>> Admirável Ovo Novo de Paulo Venturelli pela Positivo (2011)
>>> Pequenas Confissões de Georgina Martins pela Positivo (2008)
>>> Fantasma Equilibrista de Tânia Alexandre Martinelli pela Positivo (2009)
>>> A História de Cada Um de Juciara Rodrigues pela Scipione (2010)
>>> Exercícios de Admiração de E. M. Cioran pela Rocco (2011)
>>> A Baleia de Cláudio Feldman pela FTD (2006)
>>> Teoria do Drone de Grégoire Chamayou pela Cosac Naify (2015)
>>> Uma Temporada no Inferno & Iluminações de Arthur Rimbaud pela Francisco Alves (1982)
>>> Viagem a Portugal de José Saramago pela Companhia das Letras (2011)
COLUNAS

Quarta-feira, 6/2/2013
A Conquista de Nenhuma
Marilia Mota Silva

+ de 2600 Acessos

Da última vez em que respondi ao recenseamento no Brasil, a entrevistadora marcou "católica" quando eu disse "nenhuma" à pergunta sobre religião. Chamei-lhe atenção para o engano. Ela argumentou:

"Você não é de família católica, não foi batizada?"

"Sim, fui."

"Então você é católica, todo mundo é católico!"

Insisti: "Põe o xis no quadradinho de 'nenhuma', é só isso que você tem que fazer!"

Afinal a conquista de nenhuma tinha me custado anos de questionamento, uma jornada que marcou de angústia minha adolescência, a rejeição da família, o exílio dentro de casa. Não era para ser tomada com leveza.

Lembrei-me disso quando li artigo no New York Times falando sobre o significativo aumento dos que se declaram sem religião nos EUA. De 16% em 2008 para 20% em 2012.

O assunto tem estado na mídia. Os evangélicos reclamam da diminuição do número de devotos, da dificuldade em atrair adultos jovens, da perda de influência e de poder político. Falam em colapso, desintegração de sua igreja nos EUA.* Em 2004, diz o pastorJohn S. Dickerson, os evangélicos deram a vitória ao Presidente Bush. De lá pra cá a situação mudou drasticamente. "Nós evangélicos precisamos aceitar que nossas crenças estão em conflito com a cultura vigente. Não podemos mudar doutrinas antigas para nos adaptar aos dias de hoje. Mas podemos e devemos adaptar a maneira com que sustentamos nossa fé - com graça e humildade em vez de arrogância e hostilidade".

É um começo.

Alguns pastores defendem que é preciso procurar caminhos de doutrinação que assustem menos as pessoas. Uma religião mais voltada para a generosidade, a bondade e menos para a punição, o terror, as ameaças do inferno. É largo o caminho que leva à eterna danação e muitos vão entrar por ele (Mateus 7:13, Sermão da Montanha) já não produz o efeito de antes.

Parece que placas tectônicas da mente se deslocam afinal um pouquinho para se acomodar às mudanças dos últimos tempos. Ainda hoje o catolicismo considera a mulher como ser de segunda classe, religiões praticam a intolerância, a segregação, criam cismas enquanto falam de amor e solidariedade.

Se a doutrinação religiosa se orientasse para os aspectos positivos e sadios de nossas emoções e não tanto para o pecado, o castigo, o medo, os índices de paz e bem-estar geral subiriam muitos pontos e acabariam por se refletir no estado deplorável do mundo que temos hoje.

É comum a crença de que o comportamento ético é atributo exclusivo de pessoas afiliadas a alguma religião; só elas seriam capazes de bondade, compaixão, empatia, uma vez que sem temor de Deus, sem medo do inferno, sem as promessas de vida após a morte cairíamos na selvageria, no vale-tudo. Nada justifica essa crença.

Há uns anos, estava no CCBB, no Rio, assistindo ao Saramago, que vinha lançar um novo livro, quando, ao fim da palestra, uma senhora pediu a palavra, criticou Saramago por seu ceticismo e perguntou no tom indignado de quem conhece todas as verdades: "Como o homem sem Deus pode ser bom?" A pergunta cintilou como um golpe fatal, irrespondível. A plateia em silêncio. Saramago respondeu: "Como o homem com Deus pode ser mau?!". Quantas guerras, quantos crimes tem sido cometidos em nome de convicções religiosas. Não há como fugir dessa verdade.

Quando me defini por religião nenhuma, meus pais, mestras, padre confessor julgaram que, passada a rebeldia dos quinze anos, voltaria ao rebanho e ao bom senso. Não aconteceu; minha decisão tinha sido pensada exaustivamente; reconstruí minha cidadela interior, como diria Saint-Exupéry, um dos raros autores a que tinha acesso na época, sem dar lugar a dogmas, morbidez, medo, intolerância. Tenho vivido em paz e contente desde então.

A tranquila aceitação da vida, a aceitação de nossos limites, do que não nos foi dado saber, nos torna livres. Livres da pretensão, da onipotência, do orgulho, da ilusão, do medo. A vida aqui e agora se torna uma celebração. Sei que não sabendo (de onde viemos, para onde vamos) sinto-me em união com todos os outros seres do mundo; somos todos irmãos, passageiros do mesmo barco, compartilhamos o susto, a ignorância, o deslumbramento, a mesma história fantástica.

Não tenho pressa de morrer, adoro a vida, mas não tenho medo. O sono é bem-vindo depois de um longo dia bem vivido. Quando dormimos, não tememos nada, não sabemos de nada - apenas descansamos do dia. Sinto saudades mas não me angustio quando as pessoas queridas vão embora, a seu tempo. Faz parte da vida, do ciclo; nada é permanente. E tudo o que tiver que ser compartilhado com elas, tudo o que puder ser feito, é bom que seja enquanto estamos vivos. Essa consciência do tempo dá mais emoção, paixão à vida.

Livre e contente desse jeito, há memórias de minha infância católica que conservo e de que gosto muito. A arquitetura das igrejas, as torres e os sinos, as abóbodas em arcos e ogivas que se multiplicam nas alturas, o desejo de infinito! As pinturas, as luzes nos vitrais, os cálices de ouro; os paramentos bordados, as rendas, o incenso; e a música, o som das ladainhas, do órgão e dos corais; o canto gregoriano!

O arrebatamento a que me levavam esses rituais! A ternura!

Sem religião, agnósticos, mesmo os tranquilamente ateus, há algo em nós que espreita o céu, que reza, que anseia pelo que nos transcende, pela beleza. Há algo de religioso em nós, e esse mistério é mais um que nos contempla. Assim é, e assim seja.


Marilia Mota Silva
Moura, Pt, 6/2/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Notas confessionais de um angustiado (III) de Cassionei Niches Petry
02. Imagina se fosse o contrário de Julio Daio Borges
03. Relendo 'O Pequeno Príncipe' de Sabrina Ferreira
04. Paris, a festa continuou de Humberto Pereira da Silva
05. Literatura virtual de Gian Danton


Mais Marilia Mota Silva
Mais Acessadas de Marilia Mota Silva em 2013
01. Amor (in)Condicional - 5/6/2013
02. Quatro autores e um sentimento do mundo - 10/4/2013
03. O Precioso Livro da Miriam - 20/2/2013
04. De olho em você - 1/5/2013
05. O Nome Dele - 7/8/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PORTUGUÊSLÍNGUA E CULTURA
CARLOS ALBERTO FARACO
BASE
(2003)
R$ 15,00



A ÁGUIA DO MARÃO ( O GRANDE ORADOR ANTÓNIO CANDIDO )
ANTONIO CABRAL

R$ 18,28



AS RELAÇÕES PERIGOSAS
CHODERLOS DE LACLOS
PUBLIFOLHA
(1998)
R$ 4,90



OS OLHOS DE EMMA
SHEILA HOCKEN
RECORD
(1977)
R$ 8,57



TRADIÇÕES E REMINISCÊNCIAS PAULISTANAS
AFFONSO A. DE FREITAS

R$ 12,00



O CORPO HUMANO - HIGIENE E SAUDE
JOÃO QUEIROZ E JOSÉ SÉRGIO
NACIONAL
(1974)
R$ 29,90
+ frete grátis



GEOGRAFIA INFRUCTUOSA/INCITACION AL NIXONICIDIO/2000/EL CORAZÓN AMA...
PABLO NERUDA
DEBOLSILLO
(2004)
R$ 21,61



ARARIBÁ CIÊNCIA
RITA HELENA
MODERNA
(2010)
R$ 14,00



MUNDO ESTRANHO - Nº 195 - JUNHO -2017 ARQUIVOS SECRETOS DA CIA
VÁRIOS
ABRIL
(2017)
R$ 9,00



IMPORTAÇOES BRASILEIRAS : POLITICAS DE CONTROLE E DETERMINANTES DA DEM
MARIA DE FÁTIMA SERRO POMBAL DIB
BNDES
(1987)
R$ 21,82





busca | avançada
37883 visitas/dia
1,3 milhão/mês