Bonjour, tristesse | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
30196 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 21/6/2001
Bonjour, tristesse
Adriana Baggio

+ de 4900 Acessos
+ 2 Comentário(s)

"O propósito da vida é, claramente, não ser feliz."
Schopenhauer

"Tristeza não tem fim, felicidade sim."
Vinícius de Moraes

Foi uma frase do filósofo Alain de Botton que colocou em palavras uma sensação que sempre tive. Em entrevista a uma revista feminina, o filósofo suíço disse que "a visão dominante hoje é que, para fazer alguém se sentir melhor, você precisa dizer algo otimista. Só que meu caráter é mais melancólico e, quando estou triste, não sou atraído pelos otimistas".

O nosso grande erro é tentar curar tristeza se juntando aos que estão alegres. Nada aumenta mais a amargura que não conseguir ver felicidade naquilo que faz os outros sorrir. Assim como a gripe, a tristeza é um estado que precisa ser vivido e curtido no seu tempo exato, para que possa ser curada. A gripe, como a tristeza, tem um tempo de maturação determinado. Se for interrompido, depois volta com mais força.

Acho que é óbvio, mas, só para reforçar, não estou falando de casos patológicos. Falo da tristeza que a gente sente e depois passa, da tristeza com um motivo específico. Quando a gente está assim, poucas coisas são mais irritantes do que as pessoas que tentam te animar e colocar "pra cima". A tristeza incomoda os outros. Sempre há a cobrança do alto astral, da risada, do espírito de festa. E, por falar em festa, que sensação horrível sentir-se triste quando todo mundo está alegre. Quando é uma data comemorativa e todos esperam que todos estejam alegres. Como aniversários, Natal, Ano Novo. O ruim não é ficar triste, o ruim é o sentimento de culpa. Por que estou triste quando deveria estar alegre?

De pouco tempo para cá aprendi a aceitar a tristeza assim como aceito de bom grado a alegria. Percebi que ela passa, e deixa em seu rastro um sentimento de paz e dignidade. Não sei por quê, mas sei que deixa. Acho que é porque a tristeza exige um recolhimento que sempre relutamos em permitir que aconteça. E o recolhimento é bom para botar a casa em ordem e fortalecer os anticorpos emocionais.

Sem querer fazer uma apologia da tristeza, muitas vezes fico com inveja das figuras tristes e nobres. Normalmente elas só aparecem nos livros e filmes, porque na vida real a tristeza tende a ser mais triste e comum, sem nenhum charme. Essas personagens são embelezadas e dignificadas pela tristeza, como se o sentimento tornasse o ser humano melhor e mais imune. Meus tristes heróis e heroínas parecem mais felizes porque são mais fortes. Já sofreram e choraram, não vão mais perder a cabeça e puxar os cabelos. Se o infortúnio voltar a acontecer, vão sorrir compreensivamente, conformados, e derramarão apenas uma lágrima silenciosa, muito mais comovente que um choro de carpideira.

É por isso que eu simplesmente odeio pessoas muito felizes, que estão sempre de bom humor. Pessoas imunes à tristeza, ou por ignorância, ou por hipocrisia. Tendo a uma reação repulsiva quando recebo e-mails com mensagens estimulantes em PowerPoint, falando sobre a alegria da vida e a felicidade que a gente deve sentir todo dia. Tenho certeza que Deus não liga se um dia ou outro a gente fica triste. Acho que ele até agradece, porque talvez assim as pessoas fiquem um pouco mais suaves e dignas.

* Escolhi o título deste filme de Preminger para dar nome ao texto como uma homenagem a uma das figuras femininas mais lindas que já vi. Não sei quantas mulheres são (ou foram) tão bonitas na sua tristeza quanto Jean Seberg, a egoísta Cecile.

Para ir além

www.saintjean.co.uk



Adriana Baggio
Curitiba, 21/6/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Uma nova corrida espacial? de Vicente Escudero
02. O futuro a Deus pertence (e Ele é brasileiro) de Taís Kerche
03. Bubble: uma nova revolução no cinema. Será? de Marcelo Miranda
04. O primeiro código de Brown de Luis Eduardo Matta
05. Abismos literários de Luis Eduardo Matta


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2001
01. À luz de um casamento - 18/10/2001
02. O Segredo do Vovô Coelhão - 15/11/2001
03. Náufrago: nem tanto ao mar, nem tanto à terra - 25/3/2001
04. Marmitex - 1/11/2001
05. Aqui o sol nasce primeiro - 8/11/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/4/2002
09h38min
"Nada aumenta mais a amargura que não conseguir ver felicidade naquilo que faz os outros sorrir". Esse trecho me fez lembrar de uma passagem de minha vida, não poderia ser mais exato na definição!Engraçado, mas sempre precisei de tristeza nos meus momentos de inspiração, não consigo imaginar Beethoven um cara alto astral, tocando Moon Light feliz e sorridente....A tristeza escancara a individualidade, levando-nos a introspecção e agussamento investigativo sobre as impressões que temos acerca de tudo, faz-nos mais sensíveis às minucias da consciência e sensibilidade.Traçando um paralelo com a "felicidade", quando estamos alegres entregamos nossa autonomia para o grupo, a massa, multidão, pois é este o consciente coletivo dominante, ter que ser feliz! Dogma da sociedade moderna, felicidade mesmo não estando feliz! Parabéns.
[Leia outros Comentários de Eduardo Vianna]
26/4/2002
2. Blue
14h47min
Eduardo Parece que a tristeza é mesmo encarada como fonte de inspiração. Um dos comerciais mais bacanas que eu já vi é da Heineken. Um negro "bluezeiro" está na varanda de sua casa caindo aos pedaços, em algum lugarejo do sul dos Estados Unidos, na década de 30 ou 40, talvez. Faz sol, o dia está normal, ele não consegue tirar nada do seu violão, ou guitarrra, sei lá. De repente, tudo começa a dar errado. Cai um temporal, a mulher briga com ele e sai de casa, um monte de coisa ruim acontece. É nessa hora que ele consegue fazer o blues...
[Leia outros Comentários de Adriana]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PSICOLOGIA NAS ORGANIZAÇÕES
PAUL E. SPECTOR
SARAIVA
(2010)
R$ 30,00



THE QUINCUNX THE INHERITANCE OF JOHN HUFFAM
CHARLES PALLISER
PENGUIM BOOKS
(1989)
R$ 12,99



JOÃO PAULO I O PAPA DO SORRISO
ANDREA TORNIELLI E ALESSANDRO ZANGRANDO
QUADRANTE
(2000)
R$ 5,30



FORTALEZA DIGITAL
DAN BROWN
ARQUEIRO
(2008)
R$ 12,00



APARIÇÕES E A MENSAGEM DE FÁTIMA CONFORME OS MANUSCRITO DA IRMÃ LÚCIA
ANTONIO AUGUSTO BORELLI MACHADO
ARTPRESS INDÚSTRIA GRÁFICA
(1996)
R$ 7,00



REVISTA CAROS AMIGOS Nº 75
SÉRGIO DE SOUZA (ED.)
CASA AMARELA
(2003)
R$ 20,00



CARRASCOS DE PARIS: DINASTIA DOS SANSON
BERNARD LECHERBONNIER
MERCURIO
(1989)
R$ 39,00



ZÔHAR TEXTO INTEGRAL VOL 1
RABI SHIMON BAR IOCHAI; DIEGO RAIGORODSKY
ANNABLUME
(2013)
R$ 60,00



DICIONÁRIO ENCICLOPÉDICO ILUSTRADO VEJA LAROUSSE
VEJA LAROUSSE
ABRIL
(2006)
R$ 12,00



REVISTA ECLESIÁSTICA BRASILEIRA - V. 45, FASC. 178/JUN 1985
VÁRIOS AUTORES
VOZES
(1985)
R$ 20,00





busca | avançada
30196 visitas/dia
1,4 milhão/mês