Comentários de DaniCast | Digestivo Cultural

busca | avançada
80910 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Contos do Índio e da Floresta estreia dias 03 e 04 de outubro na Sympla Streaming
>>> “Conversa de Criança – Coronavírus” discute o acolhimento das emoções das crianças durante pandemia
>>> São Paulo ganha grafitti gigante que propõe reflexão sobre igualdade racial
>>> Buena Onda Reggae Club faz maratona de shows online a partir de 1ª de outubro
>>> Filó Machado e Felipe Machado dividem o palco em show online pelo CulturaEmCasa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Trauma a ser evitado
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> 28 de Abril #digestivo10anos
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> O jornalismo que dá nojo
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Útil paisagem
>>> O Brasil da inovação
>>> A terra das oportunidades
Mais Recentes
>>> Imposto sobre a propriedade territorial rural de Dejalma de Campos pela Atlas (1993)
>>> Archi de soleil de Patrick Bardou e Varoujan Arzoumanian pela Parenthèses (1978)
>>> Passo a passos de Ioberto Tatsch Banunas pela Sulina (1997)
>>> A máquina de fazer espanhóis- 2ª ed. de Valter Hugo Mãe pela BIblioteca Azul- Globo (2016)
>>> Memórias 2º volume - A Aliança Liberal e a Revolução de 1930 de João Neves da Fontoura pela Globo (1963)
>>> Sofrimento como lidar? de Adriano Rocha pela Conselho (2014)
>>> Manuscrito revista de Filosofia Volume II No 2 abril 1979 de Gérard Lebrun, Herman Parret, Yuval Lurie e outros pela Unicamp (1979)
>>> Ele ela 71 março 1975 de Diversos autores pela Bloch (1975)
>>> Tex especial de férias 10 de Mythos editora pela Mythos (2011)
>>> Novo Vocabulário Político Volume Um - Hegemonia e Pluralismo de Pedro Claudio Cunca Bocayuva; Sandra Mayrink Veiga pela Fase-Vozes (1992)
>>> Costos sociales de las reformas neoliberales en America Latina de Anita Kon / Catalina Banko / Dorothea Melcher / Maria Cristina pela Miguel Á. Garcia / Venezuela (2000)
>>> Ícone de Frederick Forsyth pela Record (1997)
>>> Câes de guerra de Frederick Forsyth pela Circulo do Livro (1974)
>>> Gre-nalzinho é sempre gre-nalzinho de Kalunga pela Maneco (2011)
>>> Receitas Comemorativas de Rede feminina de combate ao cancer pela Do autor (1999)
>>> Sob Pressão de Bruce Hoverd pela Gente (2015)
>>> Ai comprei um bode e um bezerro de Nilton Ferreira pela Kirios (2013)
>>> Casa de vó é sempre domingo de Marina Martinez pela Nova Fronteira (2014)
>>> O mundo de Sofia de Jostein Gaarder pela Jostein Gaarder (1996)
>>> Introdução à psicologia vol. 100 de Ernest R. Hilgard / ///Richard C. Atkinson pela Nacional (1979)
>>> Teologia do Antigo Testamemto de Eugene H. Merriell pela Shedd (2009)
>>> Scientia et Virtus Julho 1956 de Colegio Estadoal Lemos Junior pela Do autor (1956)
>>> La guerra de Matisse de Peter Everett pela Circe (1998)
>>> Compêndio de Teologia Apologética de François Turretine pela Cultura Cristã (2011)
>>> Alergia na infância de Maria Candida Faria Rizzo pela Lemos (2002)
>>> Archivos de la universidad de Buenos Aires año 26 n 1 de Diversos autores pela Meuba (1951)
>>> Anais do Primeiro congresso de câmaras Municipais do estado de São Paulo 1° volume de Diversos autores pela Ibge (1948)
>>> Os filhos da África em Portugal: Antropologia, multiculturalidade e educação (2ªed.) de Neusa Maria Mendes de Gusmão pela Autêntica (2006)
>>> A arte de desenhar Perspectiva 14 de Renato Silva pela Conquista
>>> Almanaque do tchê! de Diversos autores pela Tchê (1984)
>>> Cinderela - coleção fantasminha de Cordélia Dias D'Aguiar pela Ediouro (1975)
>>> Signale der Sinnlichkeit erotik de Wolf Donner pela Whilhelm heyne (1989)
>>> King's English 3ª série Ginasial de Harold Howard Binns pela Companhia Nacional (1944)
>>> Ele Ela 70 Rosemary de Bloch editora pela Bloch (1975)
>>> O clube do filme de David Gilmour pela Intrínseca (2020)
>>> Les Deux Nigauds de La condesse de Segur pela Hachette
>>> Navegação - Curso para pescador profissional especializado de Ministério da Marinha pela Marinha (1985)
>>> Riquinho 32 de Editora Globo pela Globo (1990)
>>> x-9 229 março 1951 O mistério do 5° homem de Roberto Marinho diretos pela Vecchi (1951)
>>> Aulas de artesanato Apostila n° 2 Pintura em Madeira de Lazeres da Família pela L da familia
>>> Almanaque Total sagitário de André De Biasi pela Três
>>> Obra Imatura de Mário de Andrade pela Agir (2009)
>>> Plotinus - ennead ii, v.2 de Plotino; A. Hilary Armstrong pela Loeb (1966)
>>> A Vida dos Grandes Compositores de Harold C. Schonberg pela Novo Século (2012)
>>> Não Há Silêncio Que Não ermine de Ingrid Betancourt pela Companhia Das Letras (2010)
>>> Almirante Nelson -0 O Homem que derrotou Napoleão de Armando Vidigal pela Contexto (2012)
>>> No ser DIOS - Una Autobiografía a Cuatro Manos de Gianni Vattimo e Piergiorgio Paterlini pela Paidós Entornos 7 (2008)
>>> Pilares para uma Vida Saudável de Mohamad Barakat pela Vital (2017)
>>> Anticâncer Prevenir e vencer usando nossas defesas naturais de David Servan-Schreiber pela Fontanar (2008)
>>> A Marca da Vitória de Phil Knight pela Sextante (2016)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Sexta-feira, 13/6/2008
Comentários
DaniCast


Ninguém lembra, depois
Museu e arte são coisas distintas, já diria o Duchamp. Claro que o FILE só vai ter irrelevâncias. É uma exposição comercial, patrocinada e cuja finalidade é dar desconto de imposto de renda pra alguém. Está sempre defasado do que o pessoal que realmente faz arte está fazendo em pelo menos dez anos, vai atrás de "famosos" e não de "relevantes" e não reflete (nunca refletiu, aliás) o que está realmente sendo feito de interessante no mundo artístico. Arte real permanece e sempre toca a pessoa. As estátuas de Rodin não envelheceram nem foram esquecidas e nem podem ser tocadas por questões de preservação. O toque não é sensorial, é mental. O que é exibido no FILE ninguém mais lembra depois que a exposição fecha. FILE é só "pegação".

[Sobre "Arte eletrônica? Se liga!"]

por DaniCast
http://havesometea.net/MadTeaParty/
13/6/2008 às
15h48 189.33.79.103
 
O papel é mídia morta
Eu concordo totalmente com o Julio Winck. Não podemos continuar a destruir o planeta pra fazer papel. É ineficiente, a informação eletrônica é mais barata, rápida e limpa. Um dia nossos netos vão achar que nossos avós eram loucos em destruir o planeta pra fazer papel. O papel é mídia morta, longa vida à mídia eletrônica.

[Sobre "A morte do jornal, pela New Yorker"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/
7/4/2008 às
12h30 189.33.79.103
 
a mídia impressa já morreu
Diogo, acredito que o papel ainda vá continuar por algum tempo (senão as empresas de papel vão falir) mas a mídia impressa já morreu, só se recusa a ser enterrada. Basta ver o caso dessa semana, da queda do avião. A TV e a internet comandaram as notícias, mais uma vez. Eu acompanhei o caso, inclusive, assistindo TV via internet. A questão da interatividade na internet é velha, mas esse seu argumento sobre a "democracia on-line" me fez sorrir, parece até meu avô falando (e olha que ele faleceu há 20 anos) sobre os perigos da juventude transviada e as motocicletas. A internet está se desenvolvendo numa velocidade espantosa (só temos 12 anos de internet no Brasil e veja o que já temos) e, em espaço democrático e interativo, claro que os trolls se manifestam. Mas isso acontece nas redações de jornais também, só que era invisível, porque era através de cartas. ERA. Porque tudo está na internet. Acabou o papel.

[Sobre "A internet e a arte marginal"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
21/7/2007 às
12h09 189.33.150.17
 
Flip é feira de negócios
Pois é, Julio, é a velha questão do "estabelecido" contra a "novidade emergente". O problema é que a internet e os meios eletrônicos não são mais novidade. Só que a mídia tradicional, e aí incluo as editoras tradicionais, não querem assumir que o meio eletrônico existe e está traçando um caminho paralelo com muito mais alcance do que o "tradicional". Eles estão todos fazendo o jogo do "finge que eles não existem, quem sabe, eles vão embora". Feiras são eventos para movimentar dinheiro e é por isso que os nomes convidados são aqueles já conhecidos há pelo menos uma década. É preciso atrair patrocinadores e consumidores. A Flip é uma feira de negócios (literária, é fato) mas é uma feira de negócios. Só veremos os nomes que você citou quando os números financeiros de porte apropriado acompanharem esses nomes. Nenhuma feira realmente lança novidade ou mostra tendência, isso é só marketing do evento. A não ser que a novidade lançada venha acompanhada de um patrocinador cheio de dinheiro.

[Sobre "A Flip como Ela é... IV"]

por Daniela Castilho
http://havesometea.net/
10/7/2007 às
11h15 189.33.150.17
 
Via6: nada acontece lá
Estou no via6 desde que se chamava "Via Syxt", acho que há um ano? O nome foi mudado porque muitas pessoas erravam a divulgaçãoo. Quer saber? NADA acontece lá. Coloquei meu perfil profissional, adicionei umas pessoas e umas comunidades. Nas comunidades, mensagens bem parecidas com as que se encontram no Orkut - "que livro você está lendo agora?" - só que ao invés de literatura, menciona-se mais livros de "auto-ajuda" do tipo "O monge e o executivo" ou "Desperte o gerente dentro de você". Eu tenho 7 (sete!) contatos no Via6. Ninguém me adicionou depois que eu entrei. Ninguém me manda mensagens, exceto spam. Anunciei meu curso no Via6: zero de retorno. Anuncio sempre no Orkut e loto turmas. Não adianta, ninguém ainda conseguiu bater o Orkut em eficiência por um simples motivo: todos os brasileiros online estão lá.

[Sobre "Digestivo nº 323"]

por DaniCast
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
3/4/2007 às
18h16 201.52.239.231
 
Partindo para vôo solo
Há onze anos, em 1995, eu tive meu último emprego. É isso que diz a minha carteira de trabalho. Abri uma empresa - da qual saí há um ano e meio - e parti para vôo solo. Não me arrependo. Tem altos e baixos, às vezes a grana é curta - mas tem uma liberdade maravilhosa de não ter dono, nem horário, de poder escrever, ler, viajar, ir ao cinema, namorar... viver! Viver na hora que eu quiser e não na hora que me disserem que eu posso. Acho que você vai gostar da sua nova fase.

[Sobre "Fui demitida, e agora?"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
31/8/2006 às
16h08 201.37.154.173
 
Internet é bode expiatório
É o sistema de "bode expiatório", tão presente na cultura ocidental. O bode era enviado ao deserto com papéis colados nele onde estavam escritos os pecados dos moradores da vila. Hoje, a tecnologia e a mídia são os bodes expiatórios. O mais indicado e interessante seria, mesmo, discutir os conceitos reais envolvidos no fato: a cultura, a sociedade de consumo, a solidão das cidades modernas, a desesperança e falta de perspectiva atual. Mas discutir é complicado, o bode expiatório é muito mais fácil. Desliguem os computadores e a TV então.

[Sobre "Suicídio on-line põe internet no banco dos réus"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
31/8/2006 às
15h35 201.37.154.173
 
crime hediondo, ponto
Você romanceou o caso, como vários outros jornalistas e veículos de imprensa fizeram - para vender jornal. Eu acredito que esse assassinato chama a atenção popular por ser um crime familiar e hediondo, não pelo suposto "romance". É preciso uma certa dose de ingenuidade e romantismo para acreditar que a menina que dava risadas ao ser presa possa ter tantos sentimentos idealizados ao planejar matar o pais. De fato, em algumas publicações vi entrevistas com psiquiatras sobre a possibilidade dela ser psicopata e nada sentir, nem pelos pais, nem pelo irmão, nem pelo namorado. Questão de enfoque, questão de interpretação. Essa história em nada me parece diferente do assassinato do jovem casal. Quem coloca como se fossem muito diferentes é a imprensa.

[Sobre "Caso Richthofen: uma história de amor"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
2/8/2006 às
17h07 201.37.158.140
 
nada substitui o CD ou DVD
Desculpe, tem umas desinformações aqui. Primeiro: é possível comprar DVD original, novinho, na caixa, por apenas 9 reais. Eu sempre compro (é até mais barato que alugar), na 2001 e no Subamrino. A minha coleção de filmes em DVD está sempre crescendo. Segundo: é possível comprar CDs importados na Amazon por 2, 3 e 4 dólares, usados em estado de novo, e receber em casa. As pessoas ainda compram sim, pelo prazer de ter o produto de alta qualidade - os mp3 não têm todos os graves e agudos do CD - com a embalagem, os encartes, etc. A minha coleção de Nine Inch Nails agora está completa, comprei os dois que faltavam na Amazon. O p2p e todas essas coisas on-line são ótimas, especialmente pra escutar novidades, mas nada substitui o prazer de ter o CD - ou o filme original em DVD. O que mudou muito foi a forma de comprar (dá até pra montar as coletâneas que você quiser, on-line e mandar entregar o CD gravado na sua casa), mudou a forma de distribuição, mas o produto continua vivo.

[Sobre "Quem ainda compra música?"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
2/8/2006 às
16h57 201.37.158.140
 
!
Muito bom!

[Sobre "Escritora de Bom Censo"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net/MadTeaParty/
2/8/2006 às
16h50 201.37.158.140
 
Eu te entendo!
Acredite, eu te entendo. O meu humor é muito mais ácido e corrosivo que o seu, mas as pessoas que lêem o Digestivo também não o compreendem, em sua maioria. Às vezes dou sortte e pego um leitor inteligente e com fino senso de humor que aprecia o que escrevo, mas eu recebo cada pedrada... mas eu não ligo. Continuo escrevendo o que me dá na telha.

[Sobre "Cuidado: Texto de Humor"]

por Daniela Castilho
http://www.havesometea.net
26/7/2006 às
12h33 201.37.179.109
 
Orkut: há esperança!
Compreensível seu pessimismo ante o Orkut, Dani. Não tenho a mesma experiência internética que vc, mas posso afirmar que já pude presenciar dias melhores naquele site. Já houve debates interessantes, que além de nos trazerem informação, divertiam. Ainda existem, mas são microscópicos em relação a maciça quantidade de comunidades e fóruns absolutamente inúteis que só servem de palco para intrigas fúteis. Mantenho uma comunidade sobre a área automotiva que até hoje tem conseguido manter um bom nível de troca de informações e reunido pessoas sérias em torno do assunto. Embora pequena, é a minha "menina dos olhos". Pois certa vez uma criatura atreveu-se a criar um daqueles infames joguinhos orkutianos e imediatamente foi rechaçada pelos demais membros. Isso evidencia a seriedade que nos une, ali. Ainda existe esperança. E esperança, também, de que um dia as crianças – tanto as menores quanto as maiores de 18 anos – enjoem-se do "brinquedo" e deixem o Orkut.

[Sobre "Orkut, um sonho impossível?"]

por Ricardo Takeda
10/2/2006 às
08h17 200.155.197.161
 
Adorei o artigo!
Dois links para você: 1 e 2. Adorei o artigo!

[Sobre "Orkut: terra de ninguém"]

por Daniela Castilho
9/2/2006 às
21h53 200.162.197.5
 
Michael Jackson em conflito
O problema, a meu ver, é que a personagem estranha que ele criou para aparecer em público superou sua obra artística. É complicado, porque são duas obras em conflito: a música dele versus a personagem-pública bizarra. Nesse mundo cheio de sensacionalismo e mídia, venceu a personagem bizarra, não a música.

[Sobre "O enigma de Michael Jackson"]

por DaniCast
27/9/2005 às
15h56 200.216.198.67
 
Feedback qualitativo
É tão difícil receber um feedback qualitativo. Os leitores mais ardorosos em comentar e mandar email são aqueles sujo sangue ferveu porque eles discordam de tudo que você escreveu. É lamentável. É raro um leitor que gostou de parte ou do todo comentar de forma útil, criticando o que precisa ser criticado, dando sugestões construtivas ou simplesmente dizendo "concordo – ou não concordo – mas valeu a leitura".

[Sobre "Feedback"]

por DaniCast
27/9/2005 às
15h19 200.162.235.210
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O TEOREMA KATHERINE - 1ª EDIÇÃO
JOHN GREEN
INTRINSECA
(2013)
R$ 35,95



A TUMBA DO FARAÓ
EDUARDO FAIRBAIRN
GARAMOND
(2000)
R$ 12,00



PROGRAMA DE PORTUGUÊS ANTOLOGIA E GRAMÁTICA PARA A 1ª E 2ª SÉRIES G...
JULIO NOGUEIRA
COMPANHIANACIONAL
(1953)
R$ 49,00



CARAS Y CARETAS 2204 - NOVIEMBRE 2006 - DEL AMOR A LA CANCHA, PASANDO POR LAS URNAS
CRISTINA RICCI
CARAS Y CARETAS
(2006)
R$ 19,90



PARA QUANDO VOCÊ CASAR
EVELYN MILLIS DUVALL E REUBEN HILL
PINCAR LIMITADA
R$ 48,90



HERÓIS DO SALTO NO ABISMO
WALTER MENDONÇA
DO AUTOR
(2004)
R$ 30,00



LETRAS CADENTES
SÔNIA BARROS
ATUAL
R$ 29,00



DEMÔNIOS DA NOITE
M. K. TAKENAKA
NOVO SÉCULO
(2012)
R$ 9,00



ARTES DRAMÁTICAS E CIÊNCIAS NATURAIS
ELZA DE MOURA
ND
(1953)
R$ 94,90



IN TUNE 1 - STUDENT´S BOOK
ANA MARIA CRISTINA CUDER
CNA
(1997)
R$ 7,90





busca | avançada
80910 visitas/dia
2,2 milhões/mês