O que está por baixo do medo de usar saia? | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
27782 visitas/dia
955 mil/mês
Mais Recentes
>>> MANU LAFER APRESENTA SHOW NOBODY BUT YOU - TRIBUTO A KIKA SAMPAIO
>>> Sesc Belenzinho recebe a banda E a Terra Nunca me Pareceu Tão Distante
>>> Sesc Belenzinho recebe a atriz e cantora Zezé Motta
>>> Psicólogo lança livro de preparação para concurseiros usando a Terapia Cognitiva-Comportamental
>>> O Sertão na Canção: Guimarães Rosa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
>>> Famílias terríveis - um texto talvez indigesto
>>> O Carnaval que passava embaixo da minha janela
>>> A menos-valia na poesia de André Luiz Pinto
>>> Lançamentos de literatura fantástica (1)
>>> Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
Colunistas
Últimos Posts
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
Últimos Posts
>>> Kleber Mendonça volta a Cannes com 'Bacurau'
>>> Nem só de ilusão vive o Cinema
>>> As Expectativas de um Recrutador e um Desempregado
>>> A Independência Angolana além de Pepetela
>>> Porque dizer adeus?
>>> Direções da véspera IV
>>> Direções da véspera IV
>>> A pílula da felicidade
>>> Dispendioso
>>> O mês do Cinemão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Memorial de Berlim
>>> The Good Life
>>> O Natal quase sempre é um problema
>>> O físico que era médico
>>> O historiador das idéias
>>> Maria Antonieta, a última rainha da França
>>> Gentili sobre o 7 a 1
>>> Convivendo com a Gazeta e o Fim de Semana
>>> Uma pirueta, duas piruetas, bravo, bravo!
>>> O petista relutante
Mais Recentes
>>> Margarida La Rocque: a Ilha dos Demônios de Dinah Silveira de Queiroz pela Record (1991)
>>> Três famílias: identidades e trajetórias transgeracionais nas classes populares de Luiz Fernando Dias Duarte e Edlaine de Campos Gomes pela FGV (2008)
>>> Crítica da Divisão do Trabalho de André Gorz pela Martins Fontes (2001)
>>> O Mais Belo País é o Teu Sonho de Flávio Moreira da Costa (autografado) pela Record (1995)
>>> O sociologo e o historiador de Pierre Bourdieu e Roger Chartier pela Autentica (2011)
>>> Em defesa da sociologia de Anthony Giddens pela Unesp (2001)
>>> Irmã Morte de Justo Navarro pela Record (2011)
>>> Caos Total de Jean-claude Izzo pela Record (2002)
>>> Medicina Sexualidade e Natalidade de Henrique Augusto Lima (autografado) pela Byk (1999)
>>> Crônicas inéditas 2 de Manuel Bandeira pela Cosac Naify
>>> Adivinhadores de água de Eduardo Escorel pela Cosac Naify (2005)
>>> Flávio de Carvalho: Espaços da Arte Brasileira de Luiz Camillo Osorio pela Cosac Naify (2009)
>>> Cultura e materialismo de Raymond Williams pela Unesp (2011)
>>> O Eixo do Mal Latino-Americano e a Nova Ordem Mundial de Heitor de Paola pela Observatório Latino (2016)
>>> Marca, Imagem e Reputação: a Trajetória de Sucesso de Pessoas e Empresas de Fernanda de Carvalho e Francisco Britto e Richard House pela Da Boa Prosa (2012)
>>> Clarice, uma Biografia de Benjamin Moser pela Cosac Naify (2015)
>>> Um Barril de Risadas, um Vale de Lágrimas de Jules Feiffer pela Cia das Letras (2008)
>>> Inelegibilidades no Direito Brasileiro de Joel J. Cândido pela Edipro (2003)
>>> Recursos em matéria eleitoral de Tito Costa pela Revista dos Tribunais (2004)
>>> Direito Eleitoral & Questões Controvertidas de Antônio Carlos Martins Soares pela Lumen Juris (2008)
>>> Langage et pouvoir symbolique de Pierre Bourdieu pela Editions Fayard (2001)
>>> Les Règles de l'art de Pierre Bourdieu pela Editions du Seuil (1998)
>>> Princípios Estruturantes das Agências Reguladoras e os Mecanismos de Controle de Alexandra da Silva Amaral pela Lumen Juris (2008)
>>> Homo Academicus de Pierre Bourdieu pela Les Editions de Minuit (2005)
>>> A criança e a mídia: imagem, educação, participação de Cecilia Von Feilitzen; Ulla Carlsson pela Cortez (2002)
>>> Circulação internacional e formação intelectual das elites brasileiras de Ana Maria Almeida; Letícia Canêdo, Afrânio Garcia; Agueda Bittencourt pela Unicamp (2019)
>>> Crimes eleitorais de Suzana de Camargo Gomes pela Revista dos Tribunais (2008)
>>> Delegação e Avocação Administrativas de Regis Fernandes de Oliveira pela Revista dos Tribunais (2005)
>>> Probidade administrativa. Comentários à Lei 8.429/92 e legislação complementar de Marcelo Figueiredo pela Malheiros (2004)
>>> Inquérito Policial & Competências e Nulidades de Atos de Polícia Judiciária de Anderson Souza Daura pela Juruá (2008)
>>> Agora e Para Sempre Lara Jean de Jenny Han pela Intrínseca (2017)
>>> Michael Kohlhaas de Heinrich Von Kleist pela Grua (2014)
>>> Perícias judiciais de engenharia. Doutrina. Prática. Jurisprudência de Francisco Maia Neto pela Del Rey (1999)
>>> A Lição do Mestre de Henry James pela Grua (2014)
>>> Chega de Plástico de Varios Autores pela Sextante (2019)
>>> Os Doze Mandamentos de Sidney Sheldon pela Record (2011)
>>> O Outro de Bernhard Schlink pela Record (2009)
>>> Até Eu Te Encontrar de Graciela Mayrink pela Novas Páginas (2013)
>>> Abaixo de Zero de Bret Easton Ellis pela Rocco (1987)
>>> Suítes imperiais de Bret Easton Ellis pela Rocco (2011)
>>> Porto Seguro de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2013)
>>> Ação de Impugnação de Mandato Eletivo de José Rubens Costa pela Del Rey (2004)
>>> O Milagre de Nicholas Sparks pela Agir (2010)
>>> Zona de Perigo de Shirley Palmer pela Best Seller (2003)
>>> Da anulação ex officio do ato administrativo de João Antunes dos Santos Neto pela Fórum (2004)
>>> O Misterioso Caso de Styles de Agatha Christie pela Abril Cultural (1983)
>>> Conexões de Varios Autores pela Abril (2016)
>>> A Quarta Vítima de Théo Iemma pela Scortecci (2005)
>>> Crianças da Noite de Juliano Sasseron pela Novo Século (2011)
>>> Macunaíma de Mário de Andrade pela Ciranda Cultural (2016)
COLUNAS

Quinta-feira, 27/2/2014
O que está por baixo do medo de usar saia?
Adriana Baggio

+ de 3900 Acessos



Em meados de fevereiro, último dia daquela onda de calor que torrou os miolos dos curitibanos, alunos de uma faculdade de Comunicação Social aqui da cidade foram para aula usando saia.

A inspiração veio do rapaz no Rio de Janeiro que não pode ir trabalhar de bermuda. Já que as saias não eram proibidas, foi o que ele vestiu. Ficou famoso nas redes sociais. Aproveitando o vácuo da repercussão, o apresentador de TV Rodrigo Faro postou fotinha no dia seguinte chegando de saia na emissora. Como se fosse o que ele veste todo dia.

Mas enfim. Os alunos não são celebridades em busca de audiência e nem são proibidos de usar bermuda na faculdade. Suas motivações eram outras: questionar as proibições sem sentido; gerar uma reflexão sobre as constrições sociais que regem o que se pode ou não vestir; provocar uma fratura no senso comum, para que se entenda que essas coisas que parecem tão certas não têm nada de naturais. São culturais e, como cultura, podem mudar de uma época para outra, dependendo do pendor da sociedade.

Ao serem apresentados a esta ideia - ir de saia para a faculdade -, alguns tiveram receio: "Melhor não, vão pensar que sou gay". Por mais que não haja a mínima relação entre roupa e orientação sexual, quem pode culpá-los por pensar assim? Estamos tão habituados aos simulacros de gênero e sexualidade da nossa sociedade que mal nos damos conta do tanto de desconhecimento que envolve o assunto e a maneira como lidamos com ele.

A saia é uma roupa associada ao gênero feminino. Mas não foi sempre assim. Durante muito tempo, todo mundo, fosse homem ou mulher, usava "saia". Imperadores machos e viris usavam saia. Conquistadores bárbaros e cruéis usavam saia. Jesus usava saia. (E eu nunca ouvi ninguém dizer que Jesus era gay por causa disso.)

Gênero é uma construção cultural que classifica os seres humanos em homens e mulheres, ou seja, em gênero masculino e feminino. As marcas de gênero incluem, é óbvio, aspectos físicos e gestuais, mas não se limitam a eles. E nem sempre as marcas de gênero que certa pessoa apresenta correspondem ao seu sexo biológico.

Ser homem ou mulher - ou melhor, macho e fêmea -, tem a ver com a genitália que apresentamos ao nascer. Mas nem sexo (genitália) nem gênero (construções culturais) definem o que é ser gay ou hétero. A homossexualidade e a heterossexualidade têm a ver com a orientação dos nossos relacionamentos afetivo-sexuais.

É importante frisar o uso da palavra orientação (e não de outra mais determinante ou normativa). Primeiro: trata-se de algo com o qual a pessoa nasce, e não de uma "opção" feita em determinado momento da vida. Segundo: ela indica, e talvez isso seja o mais assustador para alguns, que eventualmente um heterossexual pode experimentar um episódio de homossexualidade. E vice-versa.

Se essas explicações desconstroem a associação entre a roupa e a homossexualidade, elas não dão conta de outros aspectos do receio expresso lá no começo, que seriam: a masculinidade de alguém é algo tão frágil que pode ser colocada em xeque pelo simples uso de uma peça de roupa? Quantos pesos é preciso carregar para ser reconhecido como homem em nossa sociedade? E mais: por que essa obsessão em determinar o que homens e mulheres podem ou não vestir?

Até poucos anos atrás, ainda existia no código penal da França uma lei que proibia as mulheres de usarem calça comprida. Na sua origem, a justificativa para essa lei era a necessidade de se identificar claramente os gêneros. Algo que não seria tão peremptório se os gêneros fossem tratados com igualdade, se um não tivesse mais privilégio do que outro. Certo?

Aliás - e isso é interessante -, as saias, hoje, são quase que "proibidas" também para as mulheres. No dia em que os alunos foram de saia à faculdade, suas colegas também usaram a mesma peça. E não precisa ser muito observador para se dar conta que poucas vezes elas foram vistas na sala de aula com aquela roupa, tão obviamente feminina.

É porque hoje não se usa saia impunemente. Uma mulher de saia (não importa o comprimento) é mais suscetível ao assédio físico e verbal, às "passadas de mão" e "encoxadas" nos transportes coletivos, ao estupro. Duvida? Dê uma olhada nos cartazes e nas palavras de ordem das manifestantes quando protestam contra a violência. Você vai ler e ouvir muitas vezes a palavra "saia".

A experiência que meninos e meninas viveram naquele dia ensinou mais do que qualquer aula sobre o respeito ao outro, sobre diversidade, sobre o fato de que roupa não determina caráter. Já o tratamento dado ao episódio por um certo programa de TV também ofereceu a estes alunos, futuros publicitários e jornalistas, uma lição inestimável: a do papel e da responsabilidade que tem a mídia no reforço e na perpetuação de estereótipos negativos, que por sua vez servem de base para a discriminação, a intolerância e a violência.

Apesar da abertura de pensamento que certamente o "saiaço" conseguiu promover, não há ilusão de que o preconceito acabe. Preconceito todos nós temos. Se é difícil desconstruí-los, pelo menos compreenda como eles se estruturam, controle-os e guarde-os para você. Ter opinião é permitido. Mas julgar e agredir outras pessoas por um motivo tão besta quanto a roupa que decidiram vestir (ou despir), isso é inadmissível.

P.S.: também sobre saias, veja Por que as curitibanas não usam saia? e Pô, gostei da sua saia.


Adriana Baggio
Curitiba, 27/2/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Nos escuros dos caminhos noturnos de Elisa Andrade Buzzo
02. T.É.D.I.O. (com um T bem grande pra você) de Renato Alessandro dos Santos
03. Do canto ao silêncio das sereias de Cassionei Niches Petry
04. Vespeiro silencioso: "Mayombe", de Pepetela de Renato Alessandro dos Santos
05. O Voto de Meu Pai de Heloisa Pait


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio
01. Apresentação - 31/5/1974
02. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
03. Dicas para você aparecer no Google - 9/3/2006
04. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
05. E você, já disse 'não' hoje? - 19/10/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A BORBOLETA DE GRAVATA
BEBETE ALVIM
PAULUS
(1996)
R$ 11,00



A CONSTRUÇÃO DA JUSTIÇA: CRÔNICA DE UMA TRAIÇÃO ANUNCIADA
VALDIR PIETRE
SERMOGRAF
R$ 18,28



A BOLSA OU A VIDA - A DÍVIDA EXTERNA DO TERCEIRO MUNDO: AS FINANÇAS CONTRA OS POVOS
ERIC TOUSSAINT
FUNDAÇÃO PERSEU ABRAMO
(2002)
R$ 12,50



CRIATIVIDADE E GRUPOS CRIATIVOS - VOLUME I - DESCOBERTA E INVENÇÃO
DOMENICO DE MASI
SEXTANTE RIO DE JANEIRO
(2005)
R$ 19,00



THE POWER AND THE GLORY
GRAHAM GREENE (CAPA DURA)
WILLIAM HEINEMANN (LONDON)
(1952)
R$ 23,00



O ISLÃ NO BRASIL: OS MUÇULMANOS IMIGRANTES E O ISLAMISMO EM SÃO PAULO
LEANDRO MOREIRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING
PHILIP KOTLER
PEARSON
(2000)
R$ 7,00



CRÔNICAS DO REINO DA FANTASIA 02 - A PORTA ENCANTADA
ARTHUR TELLMAN
FUNDAMENTO
(2013)
R$ 30,00



LITERATURA PORTUGUESA DA IDADE MÉDIA A FERNANDO PESSOA
JOSÉ DE NICOLA
SCIPIONE
(1997)
R$ 12,00



PRINCIPIOS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA
LAWRENCE J. GITMAN
HARBA
(1997)
R$ 25,00





busca | avançada
27782 visitas/dia
955 mil/mês