A compra do Twitter por Elon Musk | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
61456 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
>>> Natália Carreira faz show de lançamento de 'Mar Calmo' no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Soul Bossa Nova
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
>>> A proposta libertária
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> A morte absoluta
>>> O Marceneiro e o Poeta
>>> Dom Quixote, matriz de releituras
>>> À Sua imagem e semelhança
>>> Download: The True Story of the Internet
>>> Mistério em Moscou
Mais Recentes
>>> Doce Água Doce de Regina Rennó pela Mercuryo Jovem (2008)
>>> Quando Chega o Natal de Mauro Camargo pela Lachãtre (2013)
>>> Educação é a Solução de Mauro Mourão pela Js
>>> Ensopados e Cozidos Culinária Ilustrada Passo a Passo de Anne Willan pela Publifolha (1999)
>>> Til de José de Alencar pela Melhoramentos (2012)
>>> Delicia Receber de Lenny Niemeyer pela Fontanar (2009)
>>> Vinheta: do Pergaminho ao Vídeo de Sidney Carlos Aznar pela Unimar (1997)
>>> As Sandalias do Pescador de Morris West pela Circulo do Livro
>>> Confrontando o Esquema Acabe de Maurivam Galdino Costa pela Imprensa da Fé (2009)
>>> Histórias das Ruas do Rio - 5ª Edição de Brasil Gerson pela Bem-te-vi (2000)
>>> Introdução ao Pert de Harry F Evarts pela Atlas (1977)
>>> Coleção Aplauso Perfil - a Estrela, o Mistério - Marisa Prado de Luiz Carlos Lisboa pela Imprensa Oficial (2006)
>>> Skyline Students Book 2 de Kate Fuscoe pela Macmillan Education (2001)
>>> Minhas Vidas Passadas de Shirley Maclaine pela Record (1983)
>>> Conecte Química 1 - Caderno de Competências de Editora Saraiva pela Saraiva (2014)
>>> Sussurre Coisas Eróticas para Mim de Sallie Tisdale pela Objetiva (1995)
>>> Biblioteca do Lider - Vol. 5 de Prof. Alberto Montalvão pela Nova Brasil (1978)
>>> A Dádiva da Esperança de Robert Veninga pela Círculo do Livro (1991)
>>> Edipo Rei. Antigona - Sofocles de Sófocles pela Martin Claret (2008)
>>> Seleções de Livros - o Testamento; Inveja +2 de John Grisham pela Seleções do Readers Digest (2002)
>>> O Caminho do Louco Guerras do Tarot Vol 1 de Alex Mandarino pela Avec (2016)
>>> A Mae no Terceiro Milenio de Simone Martins pela Butterfly (2003)
>>> Contrato de Seguro - Novos Paradigmas de Walter Antonio Polido pela Roncarati (2010)
>>> Tempo de Camélia de Zelita Seabra pela Record (1996)
>>> Gilles e Jeanne de Michel Tournier pela Bertrand Brasil (1983)
COLUNAS

Terça-feira, 26/4/2022
A compra do Twitter por Elon Musk
Julio Daio Borges

+ de 1000 Acessos

Meu perfil no Twitter é de 2008. Tenho uma relação de amor e ódio com a plataforma. Fui um grande entusiasta no começo, quando era possível descrevê-la como uma “news network” (uma rede de notícias). Ao mesmo tempo, já perdi a conta de quantas vezes instalei e desinstalei o aplicativo.

É a rede em que fomos mais bem-sucedidos (eu e minhas iniciativas). Lá tenho alguns milhares de seguidores, na “física” - ainda que raramente atualize. O perfil do Digestivo tem algumas dezenas de milhares - e se atualiza sozinho. O do Portal dos Livreiros, alguns milhares - e, durante a pandemia, era sensível a relação entre vendas e “tweets”.

Escrevi sobre o Elon Musk em 2016, antes de ele encabeçar a lista da Forbes. É um dos maiores empreendedores da internet e, se chegar a Marte, será um dos maiores de todos os tempos. É “o” rival de Jeff Bezos, da Amazon - que, aliás, foi destronado por ele (inclusive na corrida espacial).

A notícia de Musk comprando o Twitter é boa para a rede social, ainda que os desafios sejam consideráveis.

Apesar da simpatia que o Twitter desperta em pessoas como Musk, em matéria de rede social teve um sucesso ainda modesto. Enquanto o “conglomerado” Facebook tem dois bilhões de usuários, o Twitter tem duzentos milhões. E, enquanto a Meta (a holding do “ex” Facebook) vale mais de meio trilhão de dólares, o Twitter foi comprado por menos de cinquenta bilhões.

Mark Zuckerberg, uma vez, descreveu os fundadores do Twitter como “três palhaços que se perderam dentro de uma mina”. Enquanto isso, Musk declarou que sua motivação é menos financeira e mais uma “defesa” da liberdade de expressão. Alguém pensou em Trump? Lembrando que o ex-presidente foi expulso do Twitter há pouco mais de um ano.

Outro alguém - com argúcia - observou que o Twitter é, na verdade, uma economia de bilhões de dólares em marketing (para seu novo dono). Afinal, Musk conta com mais de oitenta milhões de seguidores. E - como todo mundo - precisa divulgar o que anda fazendo na vida (Tesla e SpaceX incluídas).

É significativo que Bezos tenha comprado um jornal, o outrora nobre mas deficitário Washington Post - enquanto que Musk, ao invés de uma publicação tradicional, escolheu uma plataforma. “Seria um novo tipo de barão da mídia?”, editoriais se perguntaram.

Lembrando que, desde a internet, o negócio de mídia não é mais o mesmo. Com a publicidade majoritariamente dominada por Alphabet (Google, YouTube etc.) e Meta (Instagram, WhatsApp etc.) -, o conteúdo dificilmente reinará de novo (mesmo com um Bezos no comando).

O caso da Netflix - que bateu numa espécie de teto em número de assinantes, e viu sua cotação desabar neste ano - é ilustrativo: na guerra via streaming, em que combatem novos e antigos entrantes, ganha quem tem os bolsos mais fundos? Apple e Amazon (de novo)?

Uma década sem Steve Jobs nos faz pensar o que ele teria dito sobre a aquisição de Musk. Nos últimos anos, cresceu a suspeita de que a Apple estaria desenvolvendo um “eletric vehicle”. Tim Cook - que é “operations” e não é “de produto” - tem realmente chance?

Jobs, entusiasta do “hardware”, teria enxergado no Musk “construtor de foguetes” um seguidor? Lembrando que o negócio de Jobs não era bem o espaço - tanto que desviou a atenção de todo mundo para os computadores (um subproduto da Segunda Guerra).

Naval - um pensador do Twitter (sim, isso existe) - declarou que Musk o inspira a realizar “grandes coisas”. Faz a humanidade dar um passo adiante, nas palavras de Jobs (em “think different”).

O fato é que, se o Twitter já era uma grande distração para o sujeito que pretendia nos salvar de um planeta frágil e belicoso, imagine, agora, ter de lidar com assuntos como “fake news”, polarização, algoritmos e “bots”?

Eu quase prefiro Marte... E vocês?

Boa sorte, @twitter e Elon Musk!

Para ir além
"Elon Musk" (2016). "A Eclosão do Twitter, de Nick Bilton" (2014). "Troquei meus feeds RSS pelo Twitter" (2009).


Julio Daio Borges
São Paulo, 26/4/2022


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara de Elisa Andrade Buzzo
02. Mas se não é um coração vivo essa linha de Elisa Andrade Buzzo
03. A vida exemplar de Eric Voegelin de Celso A. Uequed Pitol
04. O crime da torta de morango de Elisa Andrade Buzzo
05. Por que não devemos ter Copa do Mundo no Brasil de Adriana Baggio


Mais Julio Daio Borges
Mais Acessadas de Julio Daio Borges
01. Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges - 29/1/1974
02. Freud e a mente humana - 21/11/2003
03. A internet e o amor virtual - 5/7/2002
04. É Julio mesmo, sem acento - 1/4/2005
05. Frida Kahlo e Diego Rivera nas telas - 25/4/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Novo Dicionário Folha Websters - Inglês/português - Português/inglês
Antônio Houaiss / Ismael Cardim
Folha de S. Paulo
(1985)



Publications Du Centre de Recherches Latino Americaines
Clarice Lispector Drummond Graciliano 3 Mlivre
Poitiers
(1973)



Collaborative Divorce
Pauline & Thompson Tesler
Harpercollins
(2006)



Um Amor Submisso
Sophie Morgan
Fontanar
(2013)



Novo Atlas do Corpo Humano - Vol 3
Editora Agora
Agora
(2001)



Lolo E O Computador
Maria Julieta Drummond De Andrade
Companhia Nacional
(2005)



Calvin, o detetive: Crimes e mistérios que só a matemática resolve
Bill Wise
Melhoramentos
(2007)



Brasil Pós-Crise
Fabio Giambiagi e Octavio de Barros
Elsevier
(2009)



Revista Asas nº102 - Tiger Meet 2018
Claudio Lucchesi Cavalca - editor
C&r
(2018)



Os Investidores Institucionais no Brasil
Claudio R. Contador
Ibmec
(1975)





busca | avançada
61456 visitas/dia
1,8 milhão/mês