A compra do Twitter por Elon Musk | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
49036 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Quilombaque acolhe 'Ensaios Perversos' de fevereiro
>>> Espetáculo com Zora Santos traz a comida como arte e a arte como alimento no Sesc Avenida Paulista
>>> Kura retoma Grand Bazaar em curta temporada
>>> Dan Stulbach recebe Pedro Doria abrindo o Projeto Diálogos 2024 da CIP
>>> Brotas apresenta 2 Festival de Música Cristã
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
Colunistas
Últimos Posts
>>> Bill Ackman no Lex Fridman (2024)
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
>>> Philip Glass tocando Opening (2024)
>>> Vision Pro, da Apple, no All-In (2024)
>>> Joel Spolsky, o fundador do Stack Overflow (2023)
>>> Pedro Cerize, o antigestor (2024)
>>> Andrej Karpathy, ex-Tesla, atual OpenAI (2022)
>>> Inteligência artificial em Davos (2024)
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> O maior programador do mundo? John Carmack (2022)
Últimos Posts
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
>>> Um verdadeiro romântico nunca se cala
>>> Democracia acima de tudo
>>> Podemos pegar no bufê
>>> Desobituário
>>> E no comércio da vida...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Capitu, a melhor do ano
>>> Vontade de abraçar todo mundo
>>> Italo Calvino: descobridor do fantástico no real
>>> Notícias do Brasil
>>> Making it new
>>> Nick Carr sobre The Shallows
>>> O bom e velho formato site
>>> Escrever não é trabalho, é ofício
>>> A metade da vida
>>> A última discoteca básica
Mais Recentes
>>> Gramática de Hoje - Curso Ilustrado para 5º a 8º Série de Ernani e Nicola pela Scipione (1995)
>>> Guia do Brigadeiro de Sem Autor pela Alto astral (2012)
>>> Dinâmicas de Grupo: Redescobrindo Valores de Giovanna Leal Borges pela Vozes (2002)
>>> A Chave dos Lusíadas 11ª edição. de Luís de Camões (prefacio e notas de José Agostinho pela Figueirinhas Porto
>>> Guia Arte e Artesanato Bonecas de Pano de Varios Autores pela Casadois (2014)
>>> Guia de Ouro: Patch Apliquê - 290 Ideias de Moldes de Guia de Ouro pela Alto Astral (2013)
>>> Páginas Preferidas (versos) primeiro volume de Armando Gonçalves pela Autor (1964)
>>> Guia Arte e Artesanato Applique 52 Modelos Passo a Passo de Janaina Medeiros pela Artesanato (2013)
>>> Market Leader Upper Intermediate Business English Practice File de John Rogers pela Pearson Longman (2006)
>>> Os Temperamentos - a Face Revela o Homem- II de Norbert Glas pela Antroposofica (2011)
>>> Noções fundamentais da língua latina de Napoleão Mendes de Almeida pela Saraiva (1957)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis (14) pela Folha (2008)
>>> Uma Historia de Sabedoria e Riqueza de Mark Fisher pela Ediouro (1997)
>>> Five-minute Activities: a Resource Book of Short Activities de Penny Ur e Andrew Wright pela Cambridge University Press (1992)
>>> Sexo e Sexualidade Adolescência: Feliz... Idade de TodoLivro pela Todolivro
>>> Quem mexeu na minha bagunça ? de Celi Piernikarz pela Cortez
>>> Viagem ao Centro da Terra Em Quadrinhos de Júlio Verne pela Farol Hq (2010)
>>> Crianca Aos 9 Anos, A de Hermann Koepke pela Antroposofica (2014)
>>> Dom Quixote. O Cavaleiro Da Triste Figura - Coleção Reencontro Literatura de Miguel De Cervantes pela Scipione (paradidaticos) (2007)
>>> Quando os Lobos Uivam de Aquino Ribeiro pela Livraria Bertrand (1958)
>>> Amargo Despertar de Sardou Victorien pela O Clarim (1978)
>>> Querida Mamãe: Obrigado Por Tudo de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> Os Mais Relevantes Projetos de Conclusão dos Cursos - Mbas 2014 de Strong Educacional pela Fgv (2015)
>>> Mobimento: Educação e Comunicação Mobile de Wagner Merije pela Peirópolis (2012)
>>> Go beyond students book pack 2 workbook de Nina Lauder, Ingrid Wisniewska pela Macmillan Education (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 26/4/2022
A compra do Twitter por Elon Musk
Julio Daio Borges
+ de 4400 Acessos

Meu perfil no Twitter é de 2008. Tenho uma relação de amor e ódio com a plataforma. Fui um grande entusiasta no começo, quando era possível descrevê-la como uma news network (uma rede de notícias). Ao mesmo tempo, já perdi a conta de quantas vezes instalei e desinstalei o aplicativo.

É a rede em que fomos mais bem-sucedidos (eu e minhas iniciativas). Lá tenho alguns milhares de seguidores, na física - ainda que raramente atualize. O perfil do Digestivo tem algumas dezenas de milhares - e se atualiza sozinho. O do Portal dos Livreiros, alguns milhares - e, durante a pandemia, era sensível a relação entre vendas e tweets.

Escrevi sobre o Elon Musk em 2016, antes de ele encabeçar a lista da Forbes. É um dos maiores empreendedores da internet e, se chegar a Marte, será um dos maiores de todos os tempos. É o rival de Jeff Bezos, da Amazon - que, aliás, foi destronado por ele (inclusive na corrida espacial).

A notícia de Musk comprando o Twitter é boa para a rede social, ainda que os desafios sejam consideráveis.

Apesar da simpatia que o Twitter desperta em pessoas como Musk, em matéria de rede social teve um sucesso ainda modesto. Enquanto o conglomerado Facebook tem dois bilhões de usuários, o Twitter tem duzentos milhões. E, enquanto a Meta (a holding do ex Facebook) vale mais de meio trilhão de dólares, o Twitter foi comprado por menos de cinquenta bilhões.

Mark Zuckerberg, uma vez, descreveu os fundadores do Twitter como três palhaços que se perderam dentro de uma mina. Enquanto isso, Musk declarou que sua motivação é menos financeira e mais uma defesa da liberdade de expressão. Alguém pensou em Trump? Lembrando que o ex-presidente foi expulso do Twitter há pouco mais de um ano.

Outro alguém - com argúcia - observou que o Twitter é, na verdade, uma economia de bilhões de dólares em marketing (para seu novo dono). Afinal, Musk conta com mais de oitenta milhões de seguidores. E - como todo mundo - precisa divulgar o que anda fazendo na vida (Tesla e SpaceX incluídas).

É significativo que Bezos tenha comprado um jornal, o outrora nobre mas deficitário Washington Post - enquanto que Musk, ao invés de uma publicação tradicional, escolheu uma plataforma. Seria um novo tipo de barão da mídia?, editoriais se perguntaram.

Lembrando que, desde a internet, o negócio de mídia não é mais o mesmo. Com a publicidade majoritariamente dominada por Alphabet (Google, YouTube etc.) e Meta (Instagram, WhatsApp etc.) -, o conteúdo dificilmente reinará de novo (mesmo com um Bezos no comando).

O caso da Netflix - que bateu numa espécie de teto em número de assinantes, e viu sua cotação desabar neste ano - é ilustrativo: na guerra via streaming, em que combatem novos e antigos entrantes, ganha quem tem os bolsos mais fundos? Apple e Amazon (de novo)?

Uma década sem Steve Jobs nos faz pensar o que ele teria dito sobre a aquisição de Musk. Nos últimos anos, cresceu a suspeita de que a Apple estaria desenvolvendo um eletric vehicle. Tim Cook - que é operations e não é de produto - tem realmente chance?

Jobs, entusiasta do hardware, teria enxergado no Musk construtor de foguetes um seguidor? Lembrando que o negócio de Jobs não era bem o espaço - tanto que desviou a atenção de todo mundo para os computadores (um subproduto da Segunda Guerra).

Naval - um pensador do Twitter (sim, isso existe) - declarou que Musk o inspira a realizar grandes coisas. Faz a humanidade dar um passo adiante, nas palavras de Jobs (em think different).

O fato é que, se o Twitter já era uma grande distração para o sujeito que pretendia nos salvar de um planeta frágil e belicoso, imagine, agora, ter de lidar com assuntos como fake news, polarização, algoritmos e bots?

Eu quase prefiro Marte... E vocês?

Boa sorte, @twitter e Elon Musk!

Para ir além
"Elon Musk" (2016). "A Eclosão do Twitter, de Nick Bilton" (2014). "Troquei meus feeds RSS pelo Twitter" (2009).


Julio Daio Borges
São Paulo, 26/4/2022

Mais Julio Daio Borges
Mais Acessadas de Julio Daio Borges em 2022
01. Jô Soares (1938-2022) - 12/8/2022
02. 80 anos do Paul McCartney - 18/6/2022
03. As maravilhas do modo avião - 27/5/2022
04. Maradona, a série - 1/1/2022
05. A compra do Twitter por Elon Musk - 26/4/2022


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Razão da Vida
Cesar Romão
Mandarim
(1999)



Mais que Vencedor
Alex Dias Ribeiro
Alex
(1981)



A Floresta Adormecida
Naoma Zimmerman
Melhoramentos
(1969)



Arcangelo Ianelli
Maria Carolina Duprat Ruggeri
Cultural
(2013)



Cancer Nursing: Principles and Practice
Connie Henke Yarbro e Outros
Jones & Bartlett Learning
(2010)



Just Promoted!
Edward Betof / Frederic Harwood
Mc Graw Hill
(1992)



El Mundo Del Jardín de Infantes
Willi Vogt
Kapelusz
(1976)



Mate-me por Favor: a História sem Censura do Punk
Legs Mcneil e Gillian Mccain
L&Pm Editores
(2021)



Livro Literatura Brasileira Onze Minutos
Paulo Coelho
Rocco
(2003)



Reforma Economica para o Brasil
Abilio Diniz
Nobel
(1990)





busca | avançada
49036 visitas/dia
1,8 milhão/mês