Cinema Independente na Estrada

busca | avançada
49037 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS

Domingo, 6/3/2016
Cinema Independente na Estrada
Fabio Gomes

 
Cinema Independente (4.2)



4
PÓS-PRODUÇÃO (2)


  • 3º Passo – Editando trilha sonora

Bom, até aqui temos um filme em processo de edição no Movie Maker, e sem outro som que não o captado diretamente pela câmera. Para inserir uma música em seu filme, vá na aba Início/Adicionar uma música, que vai lhe pedir para você adicionar uma música em formato MP3 que já esteja em seu PC ou em algum CD inserido ou pen drive conectado, ou ainda de alguns sites específicos da internet. Antes de escolher o arquivo, selecione se ele vai ser usado para o filme todo, ou apenas a partir de um determinado trecho (neste caso, o cursor deve estar no ponto desejado, e você seleciona Adicionar uma música no ponto atual).

Se os arquivos de áudio que você irá usar em seu filme não estiverem em MP3, você precisará usar o Any Audio Converter– use como padrão o som de CD: 128kbps, taxa de amostra 44000, 2 canais; acima disso, você apenas terá um arquivo mais pesado, mas sem diferença de qualidade sonora perceptível pelos ouvidos humanos. Se você quiser usar uma música que esteja em um CD (lembre-se, porém, que você precisa ter autorização para usar obra alheia). Neste caso, use o Fast CD Ripper para selecionar a faixa, ou as faixas, que você irá usar. No Fast você pode optar por já salvar as músicas em MP3 no seu notebook.

Caso você não vá usar a música inteira, precisará do Audacity para editá-la. O Audacity é um editor de áudio em certos pontos semelhante ao Movie Maker. Primeiro selecione o arquivo de áudio em MP3 (o Audacity só aceita este formato) na aba File/Open. Depois que o arquivo for carregado, você poderá cortar apenas o trecho que irá usar. Dica: faça também uma cópia dos arquivos de áudio, assim como fez com os de vídeo.

Selecionado o trecho, escute-o e, se for o caso, aplique algum efeito (como os de Fade In e Fade Out, disponíveis na aba Effects) antes de salvar, através da opção File/Export as MP3. Atenção: algumas vezes o Audacity irá informar que não pode salvar o projeto como MP3, devido à falta do arquivo lame_enc.dll (atualmente o próprio Audacity já permite o download do Lame com apenas um clique, mas se precisar o link para baixar está informado na lista dos programas, na primeira parte deste capítulo).

Bem, se antes tínhamos um filme sem outro som que não o das cenas filmadas, agora temos um com sons de duas ou mais fontes. Pode acontecer então que, com isso, o volume das várias partes do filme oscile – sim, pois o som da música inserida pode estar mais alto ou mais baixo do que o som original do filme. Para evitar esse desnível que gera desconforto em quem vai assistir, ou que até pode deixar algum trecho do seu filme incompreensível, vá à aba Início do Movie Maker, clique em Salvar filme e selecione Somente áudio. O som do filme será salvo em um arquivo M4A, que só é reproduzido pelo Windows Media Player. Mas para poder deixar o volume do filme uniforme (o que se chama 'normalizar' o áudio), você precisa convertê-lo para MP3 no Any Audio Converter (ou mesmo no Any Video Converter, há nele a opção de converter áudio).

Convertido o áudio do filme para MP3, abra o MP3Gain. Clique em Add File(s), selecione o arquivo convertido e clique em Track Analysis, que vai mostrar o desnível do arquivo em relação ao padrão (‘default’, em inglês; o padrão do M3Gain é 89,0, que você pode alterar, mas eu sugiro não mexer, pois você ainda irá editar o áudio no Movie Maker). Concluída a análise, clique em Track Gain, para que o volume seja normalizado. Dica: o MP3Gain altera o próprio arquivo analisado, então por segurança você também neste caso deve fazer uma cópia antes de normalizar.

Voltando ao Movie Maker, um cuidado a tomar é com a inserção do áudio editado, isso porque o Movie Maker não permite a eliminação do áudio original. Primeiro, com o cursor posicionado no começo do filme, vá à aba Início/Adicionar uma música. Selecione o arquivo editado e normalizado. Se você apertar o play na miniatura do filme no Movie Maker, vai ouvir o áudio original. Para que o áudio adicionado ficar incorporado no filme, você deve ir na aba Projeto, clicar em Mixagem de áudio e arrastar a seta para a direita, na direção do símbolo de música (se arrastar para a esquerda, na direção do símbolo de cinema, vai realçar o áudio original). Quando você insere um áudio, o Movie Maker cria uma nova aba, a Opções, que permite que você possa aumentar o volume da música (passe para o máximo), crie fade in e/ou fade out e determine a partir de que momento o áudio deve iniciar e/ou terminar, se for o caso.

O Winamp serve para você ir ouvindo os arquivos de áudio que for selecionando, editando etc. Gosto de usá-lo por ser um programa leve e que pode tocar os mais diversos formatos de áudio. Mas você pode usar o programa que preferir, desde que ele também cumpra estas funções.

No próximo post, falarei sobre a finalização do seu arquivo de filme.



[Comente este Post]

Postado por Fabio Gomes
6/3/2016 às 22h30

 
Vamos Sonhar Juntos (resumo da campanha)

Desde o dia 10, venho publicando aqui neste espaço uma série de textos detalhando minha campanha Vamos Sonhar Juntos. Neste artigo, que encerra a série, vou resumir as principais ideias da campanha e publicar os links para todos os textos anteriores.

Através da campanha, estou oferecendo meus serviços de fotografia e cinema a valores promocionais, visando financiar a edição de meu livro As Tias do Marabaixo - Cultura Tradicional do Amapá em Fotografias. O valor que preciso arrecadar para custear a edição de 2 mil exemplares do livro é de R$ 15 mil. O primeiro texto detalha a tentativa de obter os recursos através da pré-venda da própria obra, o que não deu certo.

Leia abaixo quais são os serviços oferecidos e as condições de cada oferta. Para solicitar a contratação ou esclarecer qualquer dúvida, entre em contato pelo e-mail [email protected]

Desconto de 50% no pacote de ensaios fotográficos - A promoção consiste na oferta de desconto de 50% no meu pacote de ensaio fotográfico - 40 fotos, que custam normalmente R$ 200,00, irão sair por apenas R$ 100,00, desde que você encomende o ensaio até o dia 30 de abril. Quem contratar o ensaio ganha de brinde uma camiseta, com foto que irá escolher do seu próprio ensaio. A oferta é válida para qualquer cidade do Brasil, e os ensaios serão agendados ao longo de 2016. Saiba mais no texto publicado dia 16, Vamos sonhar juntos (2): Ensaios fotográficos.

Agente do Sonho - Se você conseguir interessar outras nove pessoas na contratação do pacote de ensaio fotográfico com o valor promocional, o seu ensaio sairá de graça e você recebe dois brindes: além do brinde-padrão da campanha (a camiseta com uma foto do seu próprio ensaio, à sua escolha), ganha outra camiseta com os dizeres Eu Sou Agente do Sonho - #VamosSonharJuntos. Saiba mais no texto Vamos sonhar juntos (3): Seja Agente do Sonho!

Leve a Oficina de Cinema Independente para sua cidade - Na Oficina de Cinema Independente, divido com os participantes técnicas de filmagem e edição de filmes, além de abordar conceito e breve histórico do cinema independente e informações sobre mercado exibidor, editais e festivais. Conheça o programa completo clicando aqui. Atividades como esta geralmente são oferecidas apenas a Secretarias de Cultura e contratantes privados como a rede SESC, porém como a Oficina já foi pensada para ter uma estrutura essencialmente simples, ela pode ser realizada nos mais diversos tipos de ambiente. Para levar a Oficina até sua cidade, você precisa reunir mais 10 a 20 pessoas, com idade mínima de 15 anos, que irão dividir entre si o valor de contratação (R$ 3.000,00) - se forem 10 pessoas, cada uma paga R$ 300,00; se forem 20, R$ 150,00. Você, por estar ajudando a levar a Oficina para sua cidade, estará isento da cobrança. Saiba mais no texto publicado hoje, Oficina de Cinema Independente na sua cidade. As inscrições devem ser feitas até 30 de abril.

Análise de portfólio virtual - Esta oferta se destina apenas a modelos, atores ou atrizes em começo de carreira. O custo da análise é de R$ 2,00 por foto, com o mínimo de 25 fotos; a oferta é válida para análises solicitadas até o próximo dia 30 de abril. Saiba mais no texto publicado no LinkedIn no dia 15, Vamos sonhar juntos (2): Análise de portfólio. Para solicitar sua análise, entre em contato pelo e-mail [email protected]

Contratação conjunta da Oficina de Cinema Independente e da Sessão Comentada de Curtas "As Tias do Marabaixo" - Oferta exclusiva para pessoas jurídicas (universidades, faculdades, escolas, prefeituras, secretarias de Educação e de Cultura, clubes, associações, museus, instituições sociais que utilizem ações culturais como ferramenta e organismos afins). A oferta consiste na redução de 20% na contratação conjunta da Oficina de Cinema Independente e de uma sessão comentada da minha série de curtas-metragens As Tias do Marabaixo. Isoladamente, o valor de contratação da Oficina é de R$ 3.000,00, e o da sessão comentada, R$ 2.000,00. Na contratação conjunta até 30 de abril, o valor cai de R$ 5 mil para R$ 4 mil. Saiba mais no texto Cinema independente em sua instituição cultural. Para contratar as atividades, contate-me via e-mail [email protected]



[Comente este Post]

Postado por Fabio Gomes
18/2/2016 às 16h10

 
Oficina de Cinema Independente na sua cidade

Através da campanha Vamos Sonhar Juntos, estou oferecendo meus serviços na área de fotografia e cinema a valores promocionais visando obter recursos para publicar meu livro de fotos As Tias do Marabaixo - Cultura Tradicional do Amapá em Fotografias.

Retomo hoje o tema do segundo texto da série, Valorize o cinema independente em sua instituição cultural, em especial a parte que fala da Oficina de Cinema Independente. Esta ação, em que compartilho a experiência que desenvolvi como cineasta, realizando, editando e circulando com meus curtas sem apoio empresarial ou governamental, costuma ser oferecida apenas a contratantes institucionais, ou seja, secretarias de Estado de Cultura e/ou Educação, prefeituras, SESCs e entidades similares. Até o momento, esse procedimento resultou em uma contratação, pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), que me chamou para realizar a oficina em seu campus de Jequié, em setembro passado.

A questão é que, seja via edital, seja por oferta direta, quem propõe a atividade cultural não tem garantia alguma que as instituições venham a contratá-la, o que, em alguns casos, acaba impedindo, na prática, que tais iniciativas cheguem ao público, como aconteceu com um curso que eu criei chamado Panorama Histórico da Música Brasileira, que foi realizado algumas vezes no Rio Grande do Sul entre 2004 e 2005 e que, sem atrair contratações desde então, acabei por descartar.

Quero crer, porém, que esse não deve ser o destino da Oficina de Cinema Independente. Mesmo que o apoio de uma instituição seja interessante para sua realização (afinal, estariam garantidos os recursos, as instalações, a impressão do material didático etc.), considero que ele não seja imprescindível, já que a lista de materiais necessários para a oficina é de fácil obtenção. A lista, disponível na página de divulgação da Oficina, inclui alguns equipamentos como microfone e sonorização do ambiente, o que só seria de fato preciso se a Oficina for realizada num auditório. Os equipamentos de fato necessários são quatro ou cinco notebooks ou PCs, além de uma forma de os filmes a serem exibidos sejam vistos por todos - pode ser uma TV que leia pen drive, ou então um conjunto de tela e projetor, o que vai exigir também caixas de som. Mas, enfim, se a Oficina for realizada em uma sala pequena, bastaria a TV e os notebooks (fundamentais porque é neles que os filmes produzidos durante a Oficina serão editados). Outro equipamento opcional é um gravador portátil de áudio.

Considerando que a Oficina basicamente consiste em uma parte expositiva, onde eu apresento conceito e breve histórico do Cinema Independente, seguida da exibição de filmes como exemplo e a partir daí se parte para a filmagem e montagem de curtas pela própria turma de alunos, parece-me oportuno colocar a Oficina de Cinema Independente à disposição de associações, clubes, e mesmo grupos de interessados que contratem a oficina diretamente.

Como levar a Oficina de Cinema Independente para sua cidade

1 - Comece entrando em contato comigo até 30 de abril pelo e-mail [email protected]

2 - Para viabilizar a Oficina, você precisa reunir mais 10 a 20 pessoas, com idade mínima de 15 anos. O valor que cada um irá pagar varia, pois o valor de contratação da Oficina é de R$ 3.000,00. Se você conseguir mais 10 pessoas, cada uma delas irá pagar R$ 300,00; se forem 15, R$ 200, cada uma; se conseguir 20, cada uma irá pagar R$ 150,00. Você, por estar ajudando a levar a Oficina para sua cidade, estará isento da cobrança. Lembrando, o valor, além de cobrir minhas despesas com a realização da Oficina, servirá também para custear a edição do livro As Tias do Marabaixo.

3 - Sabendo então do interesse da turma formada por você, começaremos a procurar um local em sua cidade onde se possa realizar a Oficina (cineclube, diretório acadêmico, salão de clube ou de hotel, escritório virtual, biblioteca etc.), a não ser que algum dos inscritos possa oferecer o local (a rigor, a Oficina poderia ocorrer numa sala ou até mesmo em uma garagem). Se o local onde a Oficina não for de propriedade de algum dos inscritos, verificamos junto aos responsáveis pelo local as datas possíveis e procuraremos, para o período entre maio e dezembro de 2016, a data que fique melhor para todos, lembrando que a Oficina deve ser agendada para três dias consecutivos, o que reduz muito os custos com passagens e hospedagem (se fossem três sábados, por exemplo, seriam necessárias três viagens minhas à sua cidade, o que na prática levaria embora todo o valor arrecadado com as inscrições).

4 - Não esqueça de verificar a possibilidade de conseguir para o período fixado os notebooks e a TV (ou projetor+tela+caixas de som), não tenho como levar isto de Belém para sua cidade. O que irei fornecer, além da apostila, serão os programas (softwares) de edição de áudio e vídeo com que iremos trabalhar durante a Oficina.

5 - Formada a turma, estabelecida a data e o local da Oficina, irei solicitar o depósito de 50% do valor (ou seja, R$ 1.500,oo, dividido entre os inscritos) para garantir a data para vocês. Aproximadamente uma semana antes da data agendada para o início, enviarei aos inscritos por e-mail a apostila da Oficina. O pagamento do saldo deve ser feito nos dias em que eu estiver em sua cidade.

Qualquer dúvida, entre em contato a qualquer momento pelo e-mail [email protected]

* A colagem que ilustra o post foi feita durante a oficina de Jequié, um depoimento meu foi filmado para um curta dirigido pelo aluno Diego Brito e do vídeo eu extraí as fotos para esta montagem.


[Comente este Post]

Postado por Fabio Gomes
18/2/2016 às 15h57

 
Vamos sonhar juntos (3): Seja Agente do Sonho!

Dando sequência à série de textos sobre minha campanha Vamos Sonhar Juntos?, através da qual estou oferecendo meus serviços de fotografia e cinema a valores promocionais, visando financiar a edição de meu livro As Tias do Marabaixo, vou falar hoje especificamente sobre como pretendo atender as pessoas interessadas em ensaios fotográficos que não morem em Macapá (onde estou atualmente) ou Belém (para onde vou a partir do dia 10 de março). Lembrando que a promoção de ensaios fotográficos foi o tema do texto publicado ontem.

Recapitulando rapidamente: a promoção consiste na oferta de desconto de 50% no meu pacote de ensaio fotográfico - 40 fotos, que custam normalmente R$ 200,00, irão sair por apenas R$ 100,00, desde que você encomende o ensaio até o dia 30 de abril. Quem contratar o ensaio ganha de brinde uma camiseta, com foto que irá escolher do seu próprio ensaio. A oferta é válida para qualquer cidade do Brasil, e os ensaios serão agendados ao longo de 2016. Para se inscrever, entre em contato pelo e-mail [email protected]

Assim como foi feito ontem com o detalhamento da promoção de ensaios fotográficos, detalharei na sequência, na forma de perguntas-e-respostas, a estratégia do agendamento de ensaios pelo país, bem como convidarei você a se engajar ativamente na campanha, tornando-se Agente do Sonho!

P: Fabio, eu me interessei em contratar o seu ensaio fotográfico, mas não moro nem no Amapá nem no Pará, estados onde você atua. Posso me inscrever?

R: Sim, você pode! É importante lembrar que os ensaios poderão ser agendados durante o ano de 2016. Porém a inscrição até final de abril é imprescindível para garantir o valor promocional, a partir de maio o valor volta ao patamar anterior. Quem se inscrever mas eu não puder atender de imediato terá o nome incluído em uma Lista de Espera.

P: Mas quando de fato você fotografará quem estiver na Lista de Espera?

R: Bem, o Brasil é um país imenso. Só nesses primeiros dias de divulgação da campanha, já registramos o interesse de pessoas do Amapá, Maranhão e Mato Grosso. A própria ideia de tornar as inscrições feitas até abril válidas para o ano todo decorre disso, afinal digamos que alguém de Uruguaiana (RS) se inscreva; seria totalmente inviável eu sair de Belém para Uruguaiana para realizar um único ensaio. A boa notícia é que estou me programando para este ano circular bastante pelo país neste ano com a Oficina de Cinema Independente, com o lançamento do livro As Tias do Marabaixo e com a própria realização dos ensaios da campanha Vamos Sonhar Juntos! A estratégia então é: até abril, receber as inscrições. A partir de maio, já sabendo quais são as cidades onde houve inscrições, fica mais simples planejar rotas de viagem que permitam atender todas as pessoas interessadas, de modo que tenho plena certeza de que todas as pessoas inscritas serão atendidas, entre maio e dezembro.

P: Mas então eu me inscrevo e só o que posso fazer é ficar aguardando que você informe quando poderá ir na minha cidade?

R: Na verdade, há algo que você pode fazer sim. Você pode se engajar ativamente na campanha, tornando-se Agente do Sonho!

P: O que é e o que faz um(a) Agente do Sonho?

R: Agente do Sonho é como estou chamando as pessoas que se inscrevam na Lista de Espera e que ajudem a conseguir outras pessoas interessadas para aproveitar os valores promocionais de ensaios fotográficos. Se você conseguir interessar outras nove pessoas na contratação do pacote de ensaio fotográfico com o valor promocional, o seu ensaio sairá de graça e você recebe dois brindes: além do brinde-padrão da campanha (a camiseta com uma foto do seu próprio ensaio, à sua escolha), ganha outra camiseta com os dizeres Eu Sou Agente do Sonho - #VamosSonharJuntos.

P: Maravilhoso ter o ensaio grátis e o brinde adicional, mas... mesmo sendo Agente, eu ainda precisaria esperar que você tenha disponibilidade para ir à minha cidade! Né?

R: Bem, como Agente do Sonho você terá formado um grupo de 10 pessoas interessadas (nove das quais pagantes). Isto torna possível o agendamento dos ensaios para uma data específica, desde que as pessoas façam o depósito antecipado do valor - no caso, R$ 900,00, referente a nove ensaios, já que o seu, por ser Agente do Sonho, sairá de graça. Não sendo possível o depósito antecipado, os 10 ensaios serão agendados conforme o roteiro a ser montado a partir do mapeamento das inscrições, em maio, e o pagamento será devido apenas quando da entrega das fotos e dos brindes (incluindo sua camiseta adicional de Agente do Sonho). Ou seja, em qualquer das hipóteses não haverá nem acréscimo nem perdas para nenhum dos lados envolvidos.

Nesta quinta, irei publicar novo texto, informando como você pode se tornar Agente do Sonho da Oficina de Cinema Independente!

* Na imagem que abre o post, Selma de Oliveira e Elmira Trindade na imagem escolhida para ser o cartaz do meu curta-metragem Você é África, Você é Linda (Jequié, BA, set/2015).


[Comente este Post]

Postado por Fabio Gomes
17/2/2016 às 11h33

 
Vamos sonhar juntos (2): Ensaios fotográficos

Desde a semana passada, estou divulgando minha campanha Vamos sonhar juntos?, com a qual estou oferecendo meus serviços de fotografia e cinema a valores promocionais, visando financiar a edição de meu livro As Tias do Marabaixo.

Desde que a campanha começou a ser divulgada, na quarta, 10, tenho recebido algumas dúvidas a respeito, por isso decidi esclarecê-las com um texto na forma de perguntas-e-respostas. Se ainda assim você seguir com alguma dúvida, por favor a encaminhe pelo e-mail [email protected].

P: Em que consiste a promoção?

R: A promoção consiste na oferta de desconto de 50% no meu pacote de ensaio fotográfico - 40 fotos, que custam normalmente R$ 200,00, irão sair por apenas R$ 100,00, desde que você encomende o ensaio até o dia 30 de abril. Quem contratar o ensaio ganha de brinde uma camiseta, com foto que irá escolher do seu próprio ensaio. As fotos serão entregues, editadas em alta definição, gravadas em CD.

P: E como eu me inscrevo?

R: Você pode mandar mensagem para mim através do bate-papo da página do Facebook Fabio Gomes - Foto e Cinema ou ainda pelo e-mail [email protected]. Após receber sua mensagem, entrarei em contato para agendarmos o ensaio.

P: Menores de idade podem se inscrever?

R: A inscrição deverá ser solicitada e, quando o ensaio estiver concluído, paga por pessoa maior de 18 anos, mesmo que quem seja fotografado(a) seja um menor - por exemplo, uma senhora pode contratar um ensaio onde ela apareça com seu filho, ou sua filha.

P: Existe um tema pré-determinado para o ensaio?

R: O nome da campanha é Vamos Sonhar Juntos: você pode realizar o sonho de fazer as fotos que sempre quis, a um preço acessível, e me ajuda a realizar o sonho de publicar meu livro. Você pode fotografar com alguém da família, ou junto à natureza, ou em algum ponto turístico, ou usando alguma roupa específica (temática)... O ensaio é seu, logo você é quem decide como serão as fotos. Dê asas à sua imaginação!

P: As fotos serão publicadas no Facebook ou em algum site?

R: Como eu falei anteriormente, o ensaio é seu, e eu lhe garanto sigilo absoluto. É claro que, como fotógrafo, eu queira divulgar alguma das fotos, até como forma de divulgação de meu próprio trabalho. Mas só serão publicadas fotos do seu ensaio se você permitir, e apenas as que você aprovar para que sejam divulgadas. Se não quiser divulgar nenhuma, tudo bem.

P: O valor é só R$ 100,00 mesmo? Não há perigo de haver algum acréscimo?

R: O valor é cobrado promocionalmente relativo à realização do ensaio, edição das fotos, gravação em CD e confecção da camiseta. Eventualmente, podem haver outros custos, dependendo do local onde as fotos forem feitas. Vou dar dois exemplos de Belém: se a opção for por fazer as fotos num local com acesso pago (por exemplo, o Museu Paraense Emílio Goeldi, de Belém), caberá à pessoa que contratou o ensaio arcar com o pagamento do seu ingresso, mais o do fotógrafo (eu) e eventualmente de outras pessoas que sejam convidadas para aparecer também nas fotos. Já se o local escolhido for de difícil acesso, como o Parque dos Igarapés (para citar outro exemplo de Belém), caberá também à pessoa interessada providenciar o deslocamento do fotógrafo. Conto com sua compreensão para o fato de que não tenho como absorver custos adicionais, pois já estou concedendo um desconto de 50%. Também cabe à pessoa interessada fazer sua própria produção de cabelo, maquiagem e figurino.

P: A inscrição encerra em 30 de abril, então as fotos serão feitas também até esta data?

R: Não necessariamente. A inscrição tem que ser até o final de abril para garantir o valor da promoção, mas uma vez inscrita, a pessoa tem direito garantido ao valor promocional até o final de 2016.

P: Então se as fotos não forem feitas até 31/12/16, eu perco o direito ao desconto?

R: Em princípio sim. Mas o ano recém está começando, farei todo o empenho para que o ensaio seja de fato realizado até o final de dezembro. Irei circular bastante pelo país neste ano com a Oficina de Cinema Independente, com o lançamento do livro e com a realização dos próprios ensaios da campanha Vamos Sonhar Juntos!

P: Mas existe o risco de eu pagar o ensaio e ele não ser feito??

R: Não, de forma alguma! Você só paga quando receber o CD com as fotos e a camiseta de brinde. O que precisa ser feito até o final de abril é apenas a inscrição.

P: Não moro em Macapá, nem em Belém, adianta mesmo eu me inscrever na promoção?

R: É claro que sim! A promoção é válida para pessoas de todo o Brasil. Este aliás vai ser o tema do artigo de amanhã, vamos falar sobre a Lista de Espera dos ensaios fotográficos e como você pode vir a ser Agente do Sonho!

* Abrindo o texto, uma foto de um dos melhores ensaios que já fiz, em outubro de 2014, com a modelo amapaense Suelen Leão, intitulado Todo Mundo quer Amor. A camiseta que ela na foto é uma criação do designer rondoniense Bera Áquilas, e Suelen posou em frente a uma arte mural (que infelizmente não mais existe) de autoria da artista visual Carla Antunes. Veja no ensaio completo aqui (1ª parte) e aqui (2ª parte).


[Comente este Post]

Postado por Fabio Gomes
16/2/2016 às 11h51

 
Cinema independente em sua instituição cultural

Este texto se destina especificamente a gestores de espaços culturais, sejam públicos ou privados. Faz parte de minha campanha oferecendo serviços meus ligados à minha atividade como fotógrafo e cineasta, visando levantar recursos para a publicação de meu livro As Tias do Marabaixo.

Tenho duas atividades disponíveis para contratação por pessoas jurídicas - universidades, faculdades, escolas, prefeituras, secretarias de Educação e de Cultura, clubes, associações, museus, cineclubes, instituições sociais que utilizem ações culturais como ferramenta e organismos afins. São elas:

Sessão comentada dos curtas da série As Tias do Marabaixo - O projeto As Tias do Marabaixo tem por objetivo preservar e difundir a memória das mais destacadas representantes vivas do Marabaixo, tradicional manifestação cultural afro-amapaense cuja origem remontar à segunda metade do século 18. Nos meses de maio de junho de 2014, entrevistei Tia Chiquinha (falecida no começo de 2015), Tia Zefa, Natalina, Tia Zezé e Tia Biló, ao mesmo tempo em que registrava a presença delas nas festas do Ciclo do Marabaixo, celebrado anualmente em Macapá ao longo de dois meses durante o primeiro semestre. O material deu origem a cinco curta-metragens, lançados no YouTube no começo do ano passado. Os filmes já foram exibidos em Macapá (AP), Paraíso (TO), Jequié e Salvador (BA) e Porto Velho (RO). Acompanha a sessão uma exposição de 18 fotos dispostas em 10 banners, com registros do making-off das filmagens. A duração proposta para a atividade é de 60 minutos (23 de exibição dos filmes, e o restante dedicado a debate com o diretor e apreciação das fotografias). O valor de contratação da atividade é de R$ 2.000,00.

Oficina de Cinema Independente - A partir da experiência de filmar, montar e lançar meus curtas sem apoio empresarial ou governamental, estruturei uma oficina de cinema independente, na qual compartilho com os interessados meus conhecimentos e minha experiência sobre o assunto. Em seus três dias de realização, o programa inclui conceito e breve histórico do Cinema Independente, noções de roteiro, legislação, pré-produção e filmagem e também estimula a prática - durante a oficina, os alunos (mínimo de 10 e máximo de 20) irão filmar e editar seus próprios curtas-metragens. Completam o programa informações relativas a mercador exibidor, editais, festivais e registro na Ancine. A primeira edição da Oficina aconteceu em setembro de 2015, na cidade baiana de Jequié (foto que ilustra o post). O valor de contratação da atividade é de R$ 3.000,00. Outras informações estão disponíveis no blog Jornalismo Cultural

A promoção durante a vigência da campanha Vamos sonhar juntos? consiste na redução de 20% para a contratação conjunta das duas atividades (Sessão comentada com debate e exposição + Oficina). O valor total cai, portanto, de R$ 5.000,oo para R$ 4.000,00. A oferta se limita para contratações até 30 de abril (mesmo que as atividades venham a ser realizadas em outra época do ano de 2016). A data solicitada pela instituição só será considerada reservada a partir da confirmação do depósito de um sinal de 50% do valor.

Para contratar as atividades, contate-me via mensagem do LinkedIn, ou pela minha página profissional no Facebook Fabio Gomes - Fotografia e Cinema ou ainda pelo e-mail [email protected]

Contratações das atividades citadas, de forma isolada (só a Sessão ou só a Oficina) seguem com os valores normais.


[Comente este Post]

Postado por Fabio Gomes
15/2/2016 às 16h54

 
Vamos sonhar juntos?

"Sonho que se sonha só
É só um sonho que se sonha só
Mas sonho que se sonha junto é realidade"

Abro este texto com a letra da canção "Prelúdio", de Raul Seixas, lançada em seu segundo LP, Gita (1974)(obs: sim, é a letra toda. A gravação tem pouco mais de um minuto, e nela Raul repete várias vezes estes três versos). Isto porque este texto é um convite para que possamos sonhar juntos. Explico.


Quem acompanha este meu espaço sabe que venho trabalhando há alguns meses no projeto de um livro que reúna as fotos que venho fazendo de festas tradicionais do Amapá desde 2013 - a obra, intitulada As Tias do Marabaixo, entrou em pré-venda em dezembro, porém a campanha foi encerrada em 10 de janeiro com um resultado muito abaixo do esperado. Os trinta dias seguintes eu dediquei à preparação dos originais para impressão, junto com as designers Laryssa Tavares e Ana Lidia Moraes, de Goiânia. O fato de eu estar em Macapá, a 1.872 km de distância, não seria problema nesses tempos de internet... se este mês não houvesse sido o pior em termos de acesso à web desde que cheguei à capital do Amapá, há dois anos. A questão felizmente foi resolvida ao final do feriado de carnaval. Foi então que, considerando já estarmos praticamente na metade de fevereiro, vi que valia a pena aguardar mais algumas semanas e incluir no livro a cobertura da festa que irá comemorar os 100 anos de Tia Zefa, a mais velha das 'Tias do Marabaixo', no próximo dia 26 - e aí sim dar a obra por encerrada.

Resta porém a questão do custo de impressão da obra, que orcei junto a gráficas do Sudeste. A melhor opção custo-benefício é imprimir no estado do Rio de Janeiro, onde eu poderei fazer 2 mil exemplares a um custo de 15 mil reais. Como obter, porém, tal volume de recursos? É aí que passo a convidar você para sonharmos juntos.

Sendo um livro de fotografias que eu fiz, me parece muito natural que eu venha financiá-lo com o resultado de meu trabalho como fotógrafo. Vi aí então a oportunidade de, ao realizar meu sonho, ajudar outras pessoas a igualmente realizarem sonhos seus. Como?

Até 30/4, meu pacote básico de ensaio fotográfico (40 fotos), que custa normalmente R$ 200,00, terá 50% de desconto, custando, portanto, R$ 100,00, com as fotos entregues em CD, mais uma camiseta de brinde com foto do ensaio, à sua escolha. A produção (cabelo, maquiagem, figurino etc) ficam por conta da pessoa interessada, a quem também cabe cobrir os custos com deslocamento do fotógrafo, se necessário. A promoção se destina, por enquanto, a quem more em Macapá ou Santana-AP, até a data limite de 10/3, após a qual pretendo passar algum tempo em Belém. Irei informando meus deslocamentos para que todos possamos nos programar.

Para tornar a oferta mais atrativa, decidi criar também uma lista de espera para pessoas interessadas de outras cidades e estados do Brasil (minha ideia é, tão logo o livro esteja publicado, fazer uma turnê de lançamento aos moldes da viagem que fiz divulgando meus curtas no ano passado). Quem se inscrever na lista até 30 de abril, garante o desconto, qualquer que seja a data em que o ensaio venha a ser feito. O valor só será pago após a realização do ensaio, portanto não há risco de você sair perdendo: se o ensaio não for feito, você não paga nada.

Outra oferta, esta destinada especificamente a modelos ou aspirantes a modelo, de qualquer ponto do território brasileiro, é a análise de portfólio. Irei analisar fotos da interessada, que já estejam postadas em seu Facebook, Instagram, Tumblr, Pinterest, blogs ou sites, ou mesmo que sejam inéditas, devendo portanto ser remetidas via Facebook ou e-mail. O custo da análise é de R$ 2,00 por foto, com um mínimo de 25 fotos; este valor também está garantido até o final de abril.

Para encomendar os serviços, entre em contato aqui pelo LinkedIn mesmo, ou pelo Facebook Fabio Gomes - Fotografia e Cinema ou ainda pelo e-mail [email protected]

Estas, as ofertas dirigidas a pessoas físicas. No texto seguinte irei comentar aqui uma promoção dirigida especificamente a instituições (pessoas jurídicas).

* Na imagem que abre o post, Elmira Trindade fotografada para o ensaio promocional do meu curta-metragem Você é África, Você é Linda (Jequié, BA, set/2015).



[Comente este Post]

Postado por Fabio Gomes
14/2/2016 às 23h47

 
Curta Tia Biló integra acervo do FestCineAmazônia

Hoje ao voltar do almoço fui surpreendido com a chegada de um envelope pardo, tamanho ofício (não pelo envelope em si, mas porque hoje em dia raramente recebemos correspondências que não sejam cobranças...). Remetente: FestCineAmazônia, de Porto Velho. Ao abrir, uma grande surpresa: descubro que meu curta-metragem Tia Biló, o terceiro da série As Tias do Marabaixo, foi selecionado para integrar o acervo do festival. A foto que ilustra o post mostra a página onde foi publicada a ficha técnica e sinopse do curta, material este distribuído durante o evento, realizado no Teatro do SESC Esplanada, na capital rondoniense, de 6 a 10 de outubro de 2015.

O uso do verbo "descubro" no parágrafo acima tem sua razão de ser - de fato, não fui comunicado pela organização do evento da inclusão de meu curta em seu acervo, mas tudo bem, o regulamento deixava claro que o evento se comunicaria diretamente apenas aos 35 selecionados, representando sete países, para a Mostra Competitiva, que disputaram o Troféu Mapinguari. O curta Lucha, Azteca!, de Caio D'Andrea (SP) recebeu o prêmio de Melhor Documentário, além de Melhor Montagem.

Quero ressaltar aqui é que essa bela surpresa me mostrou o quanto é válido acreditarmos em nosso trabalho e em nosso potencial, mesmo que as condições pareçam adversas. Fiz a inscrição online no FestCineAmazônia a 4h20 do encerramento do prazo de inscrições - mais precisamente às 20h40, pelo horário de Salvador, que está um fuso horário à frente de Porto Velho, em 15 de setembro. Uma vez inscrito, meu curta foi analisado pela Comissão de Seleção do festival do mesmo modo que todos os que haviam se candidatado a partir de 25 de agosto; o fato de ter passado a integrar o acervo indica que atende as especificações técnicas de um festival que é realizado há 13 anos em Rondônia.

O que significa, na prática, integrar o acervo do FestCineAmazônia? Significa dizer que meu curta Tia Biló poderá a partir de agora ser exibido (cito aqui os termos do Regulamento) "em mostras culturais e ambientais, em eventos nacionais ou internacionais, sempre sem fins lucrativos, com entrada franca". E devo dizer que isto não é apenas retórico, o FestCineAmazônia tem um belo histórico de itinerância de seu acervo, tanto pela Amazônia (justificando, aliás, o próprio nome do evento) - foram 31 cidades percorridas em 2015, em Rondônia, Amazonas, Acre, Bolívia e Peru. A parte internacional do evento não se resume a estes dois países vizinhos: o FestCineAmazônia tem tradição em exportar nosso cinema, já tendo feito mostras também na Colômbia, Cabo Verde e Portugal. Esse é, portanto, o público potencial do meu filme a partir de agora, sem contar que continuamente o FestCineAmazônia vem ampliando a lista de lugares onde chega sua itinerância.

Afinal de contas, é para isto que fazemos filmes: para que eles sejam vistos. Por isto, não vejo melhor forma de encerrar este texto do que convidá-los a assistir o curta Tia Biló, o filme que fez estudantes baianos saírem cantando Marabaixo pelos corredores da Biblioteca Pública afora.



[Comente este Post]

Postado por Fabio Gomes
8/1/2016 à 01h34

 
Cinema Independente (4.1)



4
PÓS-PRODUÇÃO (1)

Concluída a filmagem, inicia a fase de pós-produção e finalização do trabalho. Em linhas gerais, inicialmente você monta o filme, ordenando as cenas de acordo com o roteiro (se seu filme for de ficção), ou faz a decupagem, cria o roteiro da edição e então monta (se for um documentário). Depois, trabalha na edição do som, adicionando ruídos a cenas, equalizando diálogos e narração e, eventualmente, dublagem. Vem então o momento de adicionar a trilha sonora, inserindo nas cenas músicas compostas especialmente para o filme ou que você tenha permissão para usar (seja por estarem em domínio público, seja por você ter adquirido seus direitos). As etapas seguintes são a criação dos créditos iniciais e finais, a mixagem do som e o tratamento digital da imagem, para então termos o filme finalizado. Vamos dedicar este e os próximos dois posts do blog à pós-produção, começando hoje pela instalação dos programas e pela edição do filme.

É evidente que, quanto maior for a verba disponível para o projeto, melhores serão os equipamentos disponíveis para a pós-produção. Mas, como já vimos, desde o surgimento dos equipamentos digitais, qualquer pessoa pode criar um filme com qualidade profissional. Veja como isso é fácil, através desse passo-a-passo em que detalho como montei os curtas-metragens da série As Tias do Marabaixo. Eu utilizei um computador com o sistema operacional Windows 8.1.

No caso de documentários, o plano de filmagem tem mais a ver com o agendamento das entrevistas; de todo modo, o plano é menos rígido do que o de um filme de ficção, porque nem sempre ao início da produção de um documentário o diretor sabe exatamente quantas pessoas serão entrevistadas, e onde as gravações irão ocorrer. Mesmo no caso de um doc como Edifício Master, de Eduardo Coutinho, que se passa todo dentro de um prédio de Copacabana. A equipe alugou um apartamento no edifício, permanecendo lá durante um mês, e a filmagem aconteceu em apenas 7 dias, ouvindo 37 moradores.


  • 1º Passo - Instalando os programas

Inicialmente, você precisa ter um notebook ou computador, se possível com um bom processador (o ideal é o Intel Core i7; se o processador for da linha Celeron, o trabalho será mais lento, e talvez você nem consiga abrir arquivos de vídeo mais pesados).

Para editar e finalizar meus curtas, eu utilizei 11 programas, todos eles gratuitos e com versões compatíveis com o Windows (alguns deles têm versões para outros sistemas operacionais também, e não será difícil achar programas similares para diferentes plataformas, como Linux e Mac). Vamos começar então baixando e instalando todos os programas:

- Any Audio Converter - http://www.any-audio-converter.com/
- Any Video Converter - http://www.any-video-converter.com/br/download.php
- Audacity - http://info.abril.com.br/downloads/windows/audacity/
- Cool Beans - http://www.majorgeeks.com/files/details/cool_beans_system_info_2.html
- Fast CD Ripper - http://info.abril.com.br/downloads/windows/fast-cd-ripper/
- Fotor - http://www.fotor.com/windows/index.html
- Lame - http://pt.dll-files.com/lame_enc.dll.html
- Movie Maker - http://windows.microsoft.com/pt-br/windows/get-movie-makerdownload
- MP3Gain - http://mp3gain.sourceforge.net/download.php
- VLC media player - http://info.abril.com.br/
- Winamp - http://info.abril.com.br/downloads/windows/winamp-full/ - Windows Media Player - http://www.microsoft.com/pt-br/download/windows-mediaplayer- details.aspx?id=8163

Alguns você já pode ter, porque fazem parte de vários pacotes Windows, como o Windows Media Player e o Movie Maker - ressaltando que ter este último é fundamental, pois esse tutorial é baseado no uso do Movie Maker. Vou falar um pouco sobre cada programa no momento em que eles começarem a ser usados, com exceção do Cool Beans, que não chega a ser um software específico para edição de áudio ou de vídeo. Sua função é monitorar o uso da CPU e da memória RAM de seu computador, alertando quando o uso compromete o desempenho do aparelho. O Movie Maker é um programa pesado, que utiliza praticamente toda a capacidade de processamento na hora de salvar um filme, portanto é importante usar o Cool Beans para evitar de tentar fazer outras tarefas simultaneamente e causar algum problema para seu filme ou seu computador.

  • 2º Passo - Editando o filme

Transfira todos os arquivos de vídeo para o notebook. Feito isso, abra o Movie Maker e clique em "Clique aqui para procurar vídeos e fotos" - é possível juntar partes de vídeos diferentes ou cortar, além de inserir fotos em vídeos ou ainda fazer um vídeo unicamente de fotos. Dica: faça sempre uma cópia de todos os arquivos de vídeo, para evitar que você não tenha mais como voltar atrás se alguma coisa der errado na edição. Faça uma cópia e trabalhe com a cópia, preservando o arquivo original.

Dificilmente você vai usar no filme tudo o que gravou, o que significa que você irá fazer cortes no que foi filmado (no caso de filmes de ficção, é comum filmar mais de uma versão da mesma cena, para usar a melhor; já num documentário, sempre pode acontecer de a fala do entrevistado sofrer alguma interrupção, que deve ser eliminada do produto final). Comece assistindo o vídeo e selecionando o trecho que pretende manter. Digamos que o trecho que lhe interessa inicie em 9:48. Vá à aba 'Editar' e selecione 'Definir ponto inicial'. Localizado o final pretendido, digamos 11:10, clique em 'Definir ponto final'. Dica: o melhor é ver o ponto final primeiro, pois se for definida a parte inicial, você deixa de ter a referência do tempo marcado. No exemplo acima, se cortasse primeiro em 9:48, o trecho final, que é 11:10, ficaria sendo 1:22.

Com o trecho definido, você pode, ainda na aba Editar, aplicar efeitos como fade in e fade out do áudio.

Também em Editar, ajuste o volume do vídeo para o máximo. Faça o mesmo com outros trechos do mesmo vídeo ou de outros vídeos que você queira inserir no mesmo filme.

A aba Animações é interessante quando você vai fazer um filme com trecho de vários vídeos, pois permite escolher animações para abrandar a transição, evitando 'pulos' na imagem.

Na aba Projeto, escolha se você quer realçar a narração, o vídeo ou a música, ou deixar sem realce, e qual a proporção da imagem na tela (o padrão é Widescreen 16:9, eu costumo deixar desta forma).

A aba Efeitos Visuais permite você alterar bastante o visual do seu filme em relação ao que foi captado, podendo tornar tudo sépia, ou preto-e-branco, por exemplo (o que pode ser interessante para inserir algum flashback). Mas você também inserir fade in e fade out da imagem, inverter a imagem horizontal ou verticalmente etc.

Com o filme completo, você pode também aplicar efeitos da aba Editar como Estabilização de vídeo (baixo ou alto) ou Antivibração, mas tenha o cuidado de assistir a versão já com esses efeitos antes de finalizar, pois algumas vezes esse efeito acaba tendo o efeito contrário e deixa o vídeo com mais tremores do que o original!

O VLC Media Player é um tocador de vídeo bastante útil, e que funciona com a maioria dos formatos de vídeo usados atualmente, então é minha sugestão para que você utilize durante as fases de edição e finalização para ver "a quantas anda" o seu filme. OBS: Algumas versões antigas do Movie Maker só editavam arquivos no formato proprietário do Windows, o WMV (Windows Media Video). Se este for seu caso, você irá precisar do Any Video Converter para passar seu arquivo MOV, AVI, MP4 ou de outro formato para WMV e assim poder trabalhar. A versão atual aceita diversos formatos.



[Comente este Post]

Postado por Fabio Gomes
21/12/2015 às 22h43

 
As Tias do Marabaixo, meu novo (e décimo!) livro

Vou interromper brevemente a publicação aqui de capítulos do meu pdf "Cinema Independente" para falar do meu novo livro, "As Tias do Marabaixo", meu primeiro livro de fotografias, parte de um projeto de resgate e valorização da cultura tradicional do Amapá que venho fazendo desde 2014 (no ano passado, realizei uma exposição de fotos; neste ano, lancei cinco curta-metragens no primeiro semestre; no segundo, viajei por vários estados divulgando a mostra e os filmes).


O livro, por um lado, dará continuidade à homenagem que presto a cinco senhoras consideradas referências culturais do Amapá (Tia Zezé, Tia Zefa, Tia Chiquinha - falecida em fevereiro, Tia Biló e Natalina); por outro, acabará sendo um registro do próprio processo, pois além de registros que venho fazendo desde 2013 das festas de Marabaixo em Macapá, trará imagens das exibições dos filmes e das fotos em Tocantins, na Bahia e em Rondônia.

O Marabaixo é uma cultura tradicional de matriz africana e tem dois grandes momentos ao longo do ano em Macapá: no primeiro semestre, o Ciclo do Marabaixo, que celebra o Divino Espírito Santo e a Santíssima Trindade e dura dois meses (inicia no Domingo de Páscoa e vai até o Domingo do Senhor, aquele que se segue ao dia de Corpus Christi); e no segundo semestre o Encontro dos Tambores, na Semana da Consciência Negra, em novembro.

Será meu quarto livro em papel - iniciei lançando dois livros de contos (Zás-Trás-Puf - 1985 e A Garota no Bar - 1990), seguindo-se uma compilação de roteiros escritos para o programa de rádio que eu produzia, A Voz dos Distritos - 1992. Ao longo dos últimos dez anos, tenho lançado pdfs online ligados à minha atividade como palestrante - Divulgação de Eventos Culturais (2006), Panorama Histórico da Música Brasileira (2007) e Jornalismo Cultural (2009), além do Cinema Independente (2015), que está sendo publicado aqui em capítulos. Lancei ainda duas coletânea de artigos publicados no site Brasileirinho, Brasileirinho: Samba e Choro em Porto Alegre, 2002-2006 (2007) e Ouvindo o Nordeste (2008).

A previsão de lançamento do livro é para março de 2016, na abertura do Ciclo do Marabaixo. A quem tiver interesse, sugiro aproveitar a oferta especial de pré-venda: encomendando o livro até 10 de janeiro, o valor do frete será de apenas R$ 10 para qualquer ponto do Brasil (como é fácil verificar no site dos Correios, o valor de envio de encomendas, seja por PAC, seja por Sedex, varia, sendo tão mais caro quanto mais distantes forem os pontos de remessa e de recebimento), com a 'lambuja' de manter o valor fixo até quatro exemplares. Acima de cinco exemplares, o frete passa a ser grátis e você ainda ganha camisetas exclusivas, com estampas temáticas do projeto (a capa do livro e a foto de cada uma das Tias). As camisetas serão enviadas ainda em janeiro, antes dos livros (na verdade, só não serão enviadas de imediato, ainda em dezembro, devido ao tradicional acúmulo de objetos despachados pelos Correios no período natalino, o que acarreta uma demora nos prazos de entrega de encomendas em dezembro). A partir do dia 11 de janeiro, a pré-compra segue, mas com os valores de fretes normais.

Saiba mais sobre a pré-venda no blog As Tias do Marabaixo

[Comente este Post]

Postado por Fabio Gomes
11/12/2015 às 18h09

Mais Posts >>>

Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




IMPASSE DA POLTICA URBANA NO BRASIL, O - 3ª EDIÇÃO
ERMINA MARICATO
VOZES
(2014)
R$ 48,95



PAR UN MATIN DAUTOMNE
ROBERT GODDARD
LIVRE POCHE
(1996)
R$ 38,00
+ frete grátis



FLOR NEGRA
KIM YOUNG-HA
GERACAO EDITORIAL
(2014)
R$ 19,90
+ frete grátis



UM AMIGO ROMANO
LUCA SPAGHETTI
ROCCO
(2011)
R$ 5,00



CAI O PANO
AGATHA CHRISTIE
CÍRCULO DO LIVRO
(1980)
R$ 25,00
+ frete grátis



A FORÇA ESTÁ CONOSCO - 1ª EDIÇÃO
THOMAS WALKER
CULTRIX
(2012)
R$ 36,00



AS MEMÓRIAS DO LIVRO
GERALDINE BROOKS
EDIOURO
(2008)
R$ 7,00



A PROIBIÇÃO DE SE FABRICAR ÍDOLOS
PE. CLEODON AMARAL DE LIMA
RIDEEL
(2006)
R$ 30,00



JESUS, O MAIOR PSICÓLOGO QUE JÁ EXISTIU
MARK W. BAKER
SEXTANTE
(2005)
R$ 19,90
+ frete grátis



INICIAÇÃO TEOLÓGICA VOLUME 1 O MISTÉRIO DA IGREJA
PE. DR. M. TEIXEIRA LEITE PENIDO
VOZES
(1952)
R$ 34,48




>>> A Lanterna Mágica
>>> Abrindo a Lata por Helena Seger
>>> Blog belohorizontina
>>> Blog da Mirian
>>> Blog da Monipin
>>> Blog de Aden Leonardo Camargos
>>> Blog de Alex Caldas
>>> Blog de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Blog de Anchieta Rocha
>>> Blog de ANDRÉ LUIZ ALVEZ
>>> Blog de Angélica Amâncio
>>> Blog de Antonio Carlos de A. Bueno
>>> Blog de Arislane Straioto
>>> Blog de CaKo Machini
>>> Blog de Camila Oliveira Santos
>>> Blog de Carla Lopes
>>> Blog de Carlos Armando Benedusi Luca
>>> Blog de Cassionei Niches Petry
>>> Blog de Cind Mendes Canuto da Silva
>>> Blog de Cláudia Aparecida Franco de Oliveira
>>> Blog de Claudio Spiguel
>>> Blog de Dinah dos Santos Monteiro
>>> Blog de Eduardo Pereira
>>> Blog de Ely Lopes Fernandes
>>> Blog de Enderson Oliveira
>>> Blog de Expedito Aníbal de Castro
>>> Blog de Fabiano Leal
>>> Blog de Fernanda Barbosa
>>> Blog de Geraldo Generoso
>>> Blog de Gilberto Antunes Godoi
>>> Blog de Haelmo Coelho de Almeida
>>> Blog de Hector Angelo - Arte Virtual
>>> Blog de Humberto Alitto
>>> Blog de Isaac Rincaweski
>>> Blog de João Luiz Peçanha Couto
>>> Blog de JOÃO MONTEIRO NETO
>>> Blog de João Werner
>>> Blog de Joaquim Pontes Brito
>>> Blog de José Carlos Camargo
>>> Blog de José Carlos Moutinho
>>> Blog de Kamilla Correa Barcelos
>>> Blog de Lourival Holanda
>>> Blog de Lúcia Maria Ribeiro Alves
>>> Blog de Luís Fernando Amâncio
>>> Blog de Marcio Acselrad
>>> Blog de Marco Garcia
>>> Blog de Maria da Graça Almeida
>>> Blog de Nathalie Bernardo da Câmara
>>> Blog de onivaldo carlos de paiva
>>> Blog de Paulo de Tarso Cheida Sans
>>> Blog de Raimundo Santos de Castro
>>> Blog de Renato Alessandro dos Santos
>>> Blog de Rita de Cássia Oliveira
>>> Blog de Rodolfo Felipe Neder
>>> Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues
>>> Blog de Sophia Parente
>>> Blog de suzana lucia andres caram
>>> Blog de TAIS KERCHE
>>> Blog de Thereza Simoes
>>> Blog de Valdeck Almeida de Jesus
>>> Blog de Vera Carvalho Assumpção
>>> Blog de vera schettino
>>> Blog de Vinícius Ferreira de Oliveira
>>> Blog de Vininha F. Carvalho
>>> Blog de Wilson Giglio
>>> Blog do Carvalhal
>>> Blog Feitosa dos Santos - Prosas & Poemas
>>> Blog Ophicina de Arte & Prosa
>>> Cinema Independente na Estrada
>>> Consultório Poético
>>> Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida
>>> Cultura Transversal em Tempo de Mutação, blog de Edvaldo Pereira Lima
>>> Escrita & Escritos
>>> Eugênio Christi Celebrante de Casamentos
>>> Ezequiel Sena, BLOG
>>> Flávio Sanso
>>> Fotografia e afins por Everton Onofre
>>> Impressões Digitais
>>> Me avise quando for a hora...
>>> Metáforas do Zé
>>> O Blog do Pait
>>> O Equilibrista
>>> Relivaldo Pinho
>>> Ricardo Gessner
>>> Sobre as Artes, por Mauro Henrique
>>> Voz de Leigo

busca | avançada
49037 visitas/dia
1,4 milhão/mês